Colunistas

2018 √Č O MOMENTO PARA PENSARMOS EM 2020! (Edição 164)

por Darke Baptista

Iniciei na pol√≠tica para tratar de um assunto que √© recorrente na cidade, PED√ĀGIO, isso em 2007. Desse tema tirei o ensinamento de que, em todas as √°reas, devemos planejar o futuro, por certo em 2021, expira o contrato de concess√£o que a Concession√°r

DIA DAS M√ÉES (Edição 164)

por Ivone Boechat

As m√£es precisam, urgentemente, de orienta√ß√£o psicol√≥gica para promover a grande reflex√£o que o momento n√£o exige, implora. O ser humano n√£o tem educa√ß√£o emocional para participar, ao vivo, das convuls√Ķes sociais, porque a evolu√ß√£o, em ritmo acelerad

DIAS COM TREVAS; NOITES COM SOL (Edição 164)

por Ant√īnio La√©rt

Há sempre um custo envolvido em abandonar uma empreitada, mas nunca é tarde para ser o que você poderia ter sido. A ruína vem de dentro e ainda que haja um cansaço de explicar

CONVITE PARA A ENTREGA DO PR√äMIO MEM DE S√Ā (Edição 163)

por Ant√īnio Seixas

No pr√≥ximo dia 14 de dezembro de 2017, √†s 15h, no audit√≥rio da Comiss√£o de Estudos e Pesquisas Hist√≥ricas ¬Ė CEPHAS do Instituto Hist√≥rico e Geogr√°fico Brasileiro - IHGB (Av. Augusto Severo, 8, 12.¬ļ andar, Gl√≥ria, Rio de Janeiro ¬Ė pr√≥ximo ao Passeio P

UM MUNDO SEM NEGROS. √Č POSS√ćVEL? (Edição 163)

por Rosinha Matuck

Um grupo de brancos decidiu mudar-se para um mundo sem negro. Entraram por um t√ļnel escuro para sair num novo lugar na Am√©rica, onde qualquer tra√ßo do passado tinha desaparecido. Respiraram profundamente de al√≠vio e exclamaram: ENFIM, NENHUM NEGRO!!!

NATAL (Edição 163)

por Ivone Boechat

Há um momento na vida em que se retoma a lucidez de anjos e coroa-se de glória a natureza humana. O Natal é milagre da própria vida. Jesus nasceu, venceu a morte, ressurgiu no íntimo de cada criatura, Deus revelou-se, tornou-se visível e o mundo toc

FRAGMENTOS DE CONVERSAS SOLO VII (Edição 163)

por Ant√īnio La√©rt

Quantos remédios terá ministrado a tantos, esse homem de Deus, nascido em Remédios-MG ? Umas palavras, alguma orientação, escuta apenas, talvez um silêncio, ainda um olhar ou quem sabe, um despertar para as fagulhas do bem.

DESAFIOS E PERSPECTIVAS DO PATRIM√ĒNIO CULTURAL FERROVI√ĀRIO: O CASO DA ESTRADA DE FERRO MAU√Ā (Edição 162)

por Ant√īnio Seixas

A nossa comunicação se inicia com um preito a memória de Luis Otávio da Silva Oliveira (1935-2017), fundador da Associação Fluminense de Preservação Ferroviária - AFPF que, por mais de trinta anos, lutou pela preservação da Estrada de Ferro Mauá.

NOVOS TEMPOS, NOVOS PAIS (Edição 162)

por Neuza Carion

O tempo passa, tudo muda... Vivemos tempos sem igual, que desafiam tudo o que a experiência humana acumulou ao longo de sua existência. São tempos em que a realidade se transforma e muda numa velocidade e com um alcance que muito poucos puderam preve

JU√ćZA ANULA CONTRATO DE EMPR√ČSTIMO FIRMADO ENTRE BANCO E CLIENTE ANALFABETA (Edição 162)

por Sérgio Silva

A ju√≠za Marina Gurgel da Costa, da 2¬™ Vara de Santana do Ipanema, declarou nulo o contrato de empr√©stimo, no valor de R$ 5.236,93, firmado entre o Banco Ita√ļ S/A e uma cliente analfabeta, no ano de 2014. A decis√£o foi proferida no √ļltimo dia 27.

COMO EDUCAR NETOS NA ADVERSIDADE? (Edição 162)

por Ivone Boechat

Quase ningu√©m se manifesta sobre a injusti√ßa social que sobrecarrega os av√≥s! E tudo √© muito parecido: os filhos se casam, n√£o perguntam a opini√£o dos pais na escolha do c√īnjuge, at√© porque empinam o nariz e dizem: ¬ďquem vai morar com ele sou eu¬Ē. Ma

VELHAS IDEIAS NOVAS (Edição 162)

por Ant√īnio La√©rt

Assombrado com imagens, assustado com coisas e novidades que tem acontecido nesse mundo difícil de destrinchar, tenho perambulado por aí, quase sem entender o que se passa. Vivemos desorientados, nessa rápida, acelerada e alucinante transformação, se

JAMAIS FOMOS MODERNOS (Edição 161)

por Ant√īnio La√©rt

Dias desses, sentado à mesa em conversa com minha esposa, fui por ela interpelado com ar de preocupação: você está ficando conservador.

TRIBUNAL AUTORIZA INSEMINA√á√ÉO ARTIFICIAL EM MULHER COM ESPERMATOZOIDES DO CUNHADO (Edição 161)

por Sérgio Silva

Anonimato pleiteado pelo Conselho de Medicina só deve proteger doador ou receptores quando não há interesse em se conhecer a origem dos gametas.

A Quarta Turma do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) deu provimento à apelação de um

FELIZ 2017! DIA DAS M√ÉES (Edição 161)

por Rosinha Matuck

Presto uma singela homenagem do Milênio VIP a essas incansáveis funcionárias invisíveis do Lar S. Vicente de Paula que com dedicação e carinho assistida por mim, cuidam dos idosos que pelo que percebi são lá depositado pelos familiares com algum

ANALISE DA REFORMA DA PREVID√äNCIA (Edição 161)

por Mauri Vieira

As receitas previdenci√°rias s√£o basicamente as contribui√ß√Ķes das empresas privadas somadas as dos seus empregados, das estatais, das empresas p√ļblicas em geral,das institui√ß√Ķes financeiras, dos clubes esportivos, a contribui√ß√£o para o fim social(COFI

AMOR AMOR (Edição 161)

por Neuza Carion

De todas as formas que o amor toma, a mais forte √© o amor de m√£e. For√ßa b√°sica e complexa, din√Ęmica e est√°vel, intensa e duradoura, imut√°vel e em constante transforma√ß√£o, √≥bvia e surpreendente, antiga e sempre nova.De todas as formas que o amor toma

TRT11 - PRIMEIRA TURMA MANT√ČM DECIS√ÉO FAVOR√ĀVEL AO PAGAMENTO DE AUX√ćLIO-CRECHE DURANTE AVISO PR√ČVIO (Edição 160)

por Sérgio Silva

Por unanimidade de votos, a Primeira Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 11¬™ Regi√£o (Amazonas e Roraima) manteve, na √≠ntegra, senten√ßa que condenou a reclamada GK&B Ind√ļstria de Componentes da Amaz√īnia Ltda. a pagar indeniza√ß√£o de aux√≠lio-crech

O NATAL EXISTE! (Edição 160)

por Ivone Boechat

Vamos supor que nada do que os homens acreditam sobre o Natal fosse verdade?

ESTA CIDADE √Č MINHA, ESTA √Č A MINHA CIDADE (Edição 160)

por Mauri Vieira

Nela nasci, cresci, estudei, me profissionalizei, constituí minha família, nela trabalhei durante 42 anos, montei uma empresa onde meus filhos trabalham e tenho um imenso orgulho de ser MAGEENSE.

VIVEU VALEU (Edição 160)

por Ant√īnio La√©rt

A dor da aus√™ncia d√≥i forte, passados seis anos desde que Papai se foi. N√£o poder t√™-lo por perto, receber mais o ¬ďDeus te aben√ßoe¬Ē, n√£o v√™-lo nunca mais, √© um sentimento que perturba e r√≥i as entranhas feito um mist√©rio.

CANTINO DA ALMA - EM FAVOR DA VIDA (Edição 160)

por Izaura Hart

√Č uma hist√≥ria j√° conhecida de muitos, mas que vale a pena ser lembrada.

VAMOS GARANTIR A CONTINUIDADE DAS VIT√ďRIAS! SUA PARTICIPA√á√ÉO √Č FUNDAMENTAL SERVIDOR! √Č ANO DE ELEI√á√ēES MUNICIPAIS! FIQUE (Edição 159)

por Sandra da Silva

O SISMA continua na luta das reivindica√ß√Ķes dos direitos dos servidores. Mas, nos √ļltimos dois meses conseguimos, ente outras, a de quatro importantes.

MULHER QUE CEDEU CART√ÉO E SENHA DE BANCO AO PARCEIRO N√ÉO PODE RECLAMAR DE CONSIGNADOS (Edição 159)

por Sérgio Silva

A 3¬™ C√Ęmara Civil do TJ confirmou senten√ßa da comarca de S√£o Jo√£o Batista para negar indeniza√ß√£o moral a correntista que tentou se eximir de empr√©stimos consignados efetuados em seu nome pelo atual companheiro.

SURPRESA OL√ćMPICA (Edição 159)

por Neuza Carion

A bel√≠ssima - em minha opini√£o - cerim√īnia de abertura oficial dos Jogos Ol√≠mpicos no Rio de Janeiro, que deixou os brasileiros, em sua maioria, cheios de emo√ß√£o e orgulho, foi assunto dominante na m√≠dia e nas redes sociais, dentro e fora do pa√≠s, em

OTIMISTAS E PESSIMISTAS (Edição 159)

por Ant√īnio La√©rt

Você é otimista ou pessimista? Existe espaço nessa quadra da vida nacional para algum otimismo? Há alguma coisa que recomende ou sinalize esse sentimento? Há quem sofra de otimismo patológico, alimentando todos os dias a esperança de um futuro fe

DIA DOS PAIS (Edição 159)

por Ivone Boechat

No desencontro diário, na corrida desenfreada pela sobrevivência, o que poderia substituir o calor do abraço amigo de um pai ?

O MOLEQUINHO MANEIRINHO FOI BRILHAR NA MORADA DOS DEUSES (Edição 159)

por Rosinha Matuck

Quem foi ontem ao velório e ao enterro do nosso amigo maior, Pintinho, deve ter ficado bastante comovido. Pensando assim, discordo rasteiramente, em tese, do pensamento do cineasta e escritor nacional Nelson Rodrigues quando diz que a unanimidade é b

DO CORONEL PEDRO VAL√ČRIO A RAFAEL TUBAR√ÉO: HIST√ďRIA DOS PREFEITOS DE MAG√Č (Edição 158)

por Ant√īnio Seixas

Desde a criação da Prefeitura de Magé, em 1921, até a posse de Rafael Tubarão como prefeito em abril deste ano, 39 prefeitos estiveram a frente do Executivo mageense. Curiosamente, tanto o 1.ª Prefeito, o Coronel Pedro Valério quanto o atual ocuparam

WE, THE PEOPLE - N√ďS, O POVO (Edição 158)

por Neuza Carion

Correm pela internet textos, imagens e v√≠deos chamando √† consci√™ncia e √† a√ß√£o. O problema √© que as mensagens, em geral, t√™m um objetivo pol√≠tico-partid√°rio que, na verdade, n√£o prop√Ķe uma mudan√ßa, mas uma ¬ďtroca¬Ē.

A BRUTA FLOR DA VIOL√äNCIA (Edição 158)

por Ant√īnio La√©rt

Dizem que o que importa n√£o s√£o os fatos, mas a vers√£o. Isso bem se aplica ao que sucedeu em Mag√© no √ļltimo dia dois de abril de 2016, quando a noite daquele s√°bado ainda se descortinava sobre a cidade. Bandidos estrategicamente o

MENOR INCAPAZ TEM PRAZO DIFERENCIADO PARA REQUERER PENS√ÉO POR MORTE (Edição 158)

por Sérgio Silva

A Segunda Turma Especializada do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) condenou o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) a fixar a data da morte da segurada C.R.G. (26/01/01) como o marco inicial do pagamento do benefício de pensão por mo

VEJA BEM, VEJA MUITO BEM, O QUE COMEMORAR? MAG√Č ¬Ė 451 ANOS (Edição 158)

por Mauri Vieira

Na matéria que escrevi nos 450 anos que tínhamos muito que comemorar, onde falei dos nossos sonhos. Agora quero informar, VEJA BEM, VEJA MUITO BEM, temos novidades que nos trazem novas esperanças, novas expectativa. Senão vejamos: Tivemos mudanças no

√ď NOIS AQUI OUTRA VEZ! (Edição 158)

por Rosinha Matuck

Amigos, iniciamos o ano totalmente desestimulados com um palavrão da nossa linda língua portuguesa: CRISE. Um horror, pois a quem foi entregue o poder da nação, escafedeu-se, levando-nos todos pro fundo do poço.

MAIS UMA CONQUISTA! (Edição 158)

por Sandra da Silva

O SISMA, esse mês, obteve mais uma vitória: a reintegração da Servidora e Odontóloga Dilza Helena Silva e Vaz Através de um Mandado de Segurança coletivo impetrado pelo Sindicato, nesse mês de maio conseguimos corrigir uma injustiça feita à Servidora

ANO NOVO, VELHOS PROBLEMAS... E A LUTA CONTINUA! (Edição 157)

por Sandra da Silva

E mais um ano se iniciou com promessas que n√£o foram cumpridas.

STJ - PATERNIDADE: PENS√ÉO ALIMENT√ćCIA √Č DEVIDA A PARTIR DA CITA√á√ÉO NO PROCESSO, INDEPENDENTE DA MAIORIDADE CIVIL (Edição 157)

por Sérgio Silva

Reconhecida a paternidade, o genitor tem a obrigação de prestar alimentos ao menor desde a sua citação no processo, até que o filho complete a maioridade. Isso porque os alimentos são devidos por presunção legal, não sendo necessária a comprovação da

BENS CULTURAIS DA COMARCA DE MAG√Č (Edição 157)

por Ant√īnio Seixas

A Comarca de Mag√© foi criada pelo Decreto-lei n.¬ļ 1.185, de 08 de agosto de 1860, sendo extinta em 16 de fevereiro de 1901, pelo Decreto n.¬ļ 667. Nesse primeiro per√≠odo exerceram a magistratura em Mag√© o Dr. Luiz de Assis Mascarenhas, nosso primeiro

MULHER (Edição 157)

por Neuza Carion

Tempos atr√°s, quando estava voltando a escrever depois de anos de jejum, joguei (literalmente...) no papel meus sentimentos de d√ļvida, inseguran√ßa, medo, esperan√ßa, perplexidade, incerteza.

2016, O QUE COMEMORAR, COMEMORAR O QUE? (Edição 157)

por Mauri Vieira

A meu ver n√£o temos muita coisa pr√° comemorar, pois o que, na verdade, mudou foi um n√ļmero, sai o 5 entra o 6. Mas vamos manter a esperan√ßa, o otimismo que s√£o marcas de n√≥s brasileiros.

FOI NO CARNAVAL QUE PASSOU..... (Edição 157)

por Rosinha Matuck

Palha√ßos, √≠ndios e gentis "senhoritas"enchiam sal√Ķes e ruas, assim como o som de marchinhas e sambas enredo. Era assim. Foi assim o carnaval. O carnaval que se foi.

COISAS DA VIDA (Edição 157)

por Ant√īnio La√©rt

Recebi a visita de amigos queridos e vivemos um dia maravilhoso. Ouvimos, tocamos e cantamos can√ß√Ķes de nosso tempo. Constatei nesse reencontro que o tempo n√£o passa sem deixar marcas.

COMO VOC√ä √Č IMPORTANTE, MULHER! (Edição 157)

por Ivone Boechat

Há culturas que diversificam classificam e discriminam a participação da mulher nos editoriais e fingem que não percebem sua contribuição científica, ao longo dos séculos.

REVENDO O PASSADO NO BONDE ALEGRIA!!! (Edição 157)

por Clóvis Mendes

O MÊS DE JANEIRO DESTE ANO, data de minha fundação, sob acolhedoura sombra de um pé de Cacau, em meu quintal, lembrei dos agitos Cariocas, durante minha juventude e adolescência,saradas.

COMISS√ÉO PR√ď-MEM√ďRIA DA 22¬™ SUBSE√á√ÉO DA OAB/RJ (Edição 156)

por Ant√īnio Seixas

O presidente da Comiss√£o vem participando das reuni√Ķes do f√≥rum, criado pela Portaria n.¬ļ 33, de 13 de julho de 2015, da Superintend√™ncia do IPHAN-Rio de Janeiro. Em 08 de setembro de 2015 foi formalizado o pedido de inclus√£o da Comiss√£o como membro

ENTRE NESSE TREM DO SONHO (Edição 156)

por Ivone Boechat

Texto de natal

RELATO DOIS EPIS√ďDIOS REALIZADOS PELA C√āMARA MUNICIPAL DE MAG√Č, QUE TIVERAM REPERCUSS√ēES NOS JORNAIS. (Edição 156)

por Gilvaldo Dias Guerra

No primeiro epis√≥dio, registra que a C√Ęmara da Vila de Mag√©, instalada em uma modesta casinha de estuque, reuniram-se 07 vereadores e a sess√£o foi aberta √†s 20:00 hs do dia 08 de maio de 1822.

NOIVA SER√Ā INDENIZADA POR RECEBER VESTIDO FORA DO MOLDE CONTRATADO (Edição 156)

por Sérgio Silva

A 3¬™ Turma Recursal do TJDFT julgou procedente pedido de indeniza√ß√£o de consumidora que alugou vestido para o seu casamento, mas este lhe foi entregue impr√≥prio ao uso, caracterizando defeito na presta√ß√£o do servi√ßo. A decis√£o foi un√Ęnime.

O EXTREMISMO (Edição 156)

por Robson Pereira

Nos √ļltimos dias nos deparamos com algumas not√≠cias que nos deixaram perplexos, tamanha a agress√£o √† vida humana! O extremismo se d√° quando terroristas com ideologias religiosas ainda fazem o que faziam ao longo de nossa hist√≥ria.

A REP√öBLICA DOS C√ćNICOS (Edição 156)

por Rosinha Matuck

S√≥ sairemos da crise econ√īmica quando resolvermos as crises √©tica e pol√≠tica. √Č uma tarefa de sobreviv√™ncia nacional

LUZ, ENFIM (Edição 156)

por Neuza Carion

Indignação, revolta, sentimentos de injustiça e impotência diante do descaso e da má fé, levaram o povo decepcionado e cansado de esperar, a tomar iniciativas, a se manifestar. Enfim, um alento de esperança, um lampejo de luz.

UM DIA TOPAREI COMIGO (Edição 156)

por Ant√īnio La√©rt

Leio, anoto, recorto, guardo tantas coisas. Em alguns momentos, por√©m, tudo parece in√ļtil.

MENSAGEM DE NATAL (Edição 156)

por Izaura Hart

Mais um Natal, Senhor, se aproxima e o mundo convulsionado pelos estertores do orgulho e ego√≠smo clama por solu√ß√Ķes para seus problemas clim√°ticos e pol√≠ticos, como a crian√ßa que chora pelo brinquedo na vitrine!

DEZEMBRO DE 2015 (Edição 156)

por Clóvis Mendes

Em 14 de dezembro de 1900, foi registrada a Ata de Funda√ß√£o Jur√≠dica da FLOR DE MAG√Č, mesmo sabendo, que j√° existia oficiosamente, antes desta data hist√≥rica.

FIADORA √Č DISPENSADA DE PAGAR FIES DE IRM√ÉO MORTO (Edição 155)

por Sérgio Silva

A dívida do Fies não pode ser passada para o fiador em caso de morte do estudante, mesmo que o contrato tenha sido celebrado antes da nova redação da lei que regulamenta o programa.

C√ćRCULO VICIOSO (Edição 155)

por Ivone Boechat

Um dia, milh√Ķes de beb√™s choraram na liberdade uterina do milagre da vida: nasceram.

√Č O JU√ćZO FINAL? (Edição 155)

por Neuza Carion

O país está pegando fogo. De novo. Ou ainda... Ao menos estava, até há bem pouco.

SORRIA, DEUS EST√Ā TE FILMANDO!!!! (Edição 155)

por Izaura Hart

A falta de esperan√ßa visitando cora√ß√Ķes onde antes habitava a f√© e as bocas que antes sorriam emitindo palavras vazias e blasfemando contra Deus...

√ÄGUA J√Ā (Edição 155)

por Clóvis Mendes

Lá pelos anos de 1964, a Cedae, desavergonhadamente, apropriou-se de uma Barragem, que até então, havia no PICO, assim conhecida, em Santo Aleixo.

DESFRUTE OU FRITE (Edição 155)

por Ant√īnio La√©rt

Como se tornar melhor e mais disposto a enfrentar os desafios do dia-a-dia ? Quer essa receita m√°gica?

O PLANO DIRETOR E O PATRIM√ĒNIO CULTURAL DE MAG√Č (Edição 155)

por Ant√īnio Seixas

O Plano Diretor é um instrumento jurídico que estabelece as diretrizes para o desenvolvimento e expansão dos municípios

PARAB√ČNS, SERVIDOR P√öBLICO MUNICIPAL! (Edição 154)

por Sandra da Silva

E voc√™, Servidor P√ļblico Municipal sindicalizado, venha comemorar conosco o seu dia em grande estilo!

RENATO COZZOLINO RECEBE C√ĒNSUL MEXICANO NA ALERJ (Edição 154)

por Renato Cozzolino

O México é um país da América Latina, mas historicamente não tem muita relação com o Brasil. E um país distante, mas bastante interessante, além de ser um forte parceiro comercial"

MPSP - STJ ACOLHE RECURSO DO MP E RECONHECE TIPICIDADE DE CRIME DE INTERCEPTA√á√ÉO DE EMAIL (Edição 154)

por Sérgio Silva

O Superior Tribunal de Justi√ßa (STJ) deu provimento a Recurso Especial interposto pelo Minist√©rio P√ļblico do Estado de S√£o Paulo

A SABEDORIA DE DARCY RIBEIRO (Edição 154)

por Ant√īnio Seixas

O grande pensador, antropológico e educador Darcy Ribeiro (1922-1997), que foi o responsável pelo tombamento das igrejas históricas de Magé, quando ocupou o cargo de Secretário de Estado de Cultura

REFLEX√ÉO PARA O DIA DA CRIAN√áA (Edição 154)

por Rosinha Matuck

Fui v√°rios meninos Sou adulto porque brinquei tudo o que podia na inf√Ęncia. Gastei a inf√Ęncia. Usei a inf√Ęncia. Encardi a inf√Ęncia. Envelheci a inf√Ęncia.

UM GRITO DE SIL√äNCIO (Edição 154)

por Robson Pereira

Estamos caminhando para o final do ano de 2015, a cada segundo que se passa, percebemos o quanto o mundo se moderniza, o quanto as tecnologias avançam

DO BEM E DO MAL (Edição 154)

por Neuza Carion

Tempos atrás escrevi a uma amiga e decidi reproduzir o texto aqui, em razão das tristes histórias que temos visto divulgadas.

VAMOS AJUDAR A PRESIDENTA A SALVAR O BRASIL SEM AUMENTAR IMPOSTOS (Edição 154)

por Mauri Vieira

Em n√ļmeros redondos 54.000.000 (cinquenta e quatro milh√Ķes de brasileiros/petista votaram nela.

MAG√Č TEM √ĀGUA? (Edição 154)

por Leandro Vidal

Conterr√Ęneos e amigos leitores e internautas do Mil√™nio Vip, tenho uma pergunta muito importante para voc√™s: Mag√© tem √°gua?

CONDENADO OU ABSOLVIDO (Edição 154)

por Ant√īnio La√©rt

Nesse cantinho de p√°gina aqui do jornal, ocupo um espa√ßo p√ļblico.

SOS ¬Ė MISERIC√ďRDIA PARA AS CRIAN√áAS (Edição 154)

por Ivone Boechat

A sociedade vive sobressaltada, de cabelo em pé, com o resultado do seu próprio estilo de vida.

OUTUBRO 2015 (Edição 154)

por Clóvis Mendes

Quando eu me abrigo nos braços da SOLIDÃO AMOROSA

MARIA CONGA, PATRIM√ĒNIO CULTURAL QUILOMBOLA DE MAG√Č (Edição 153)

por Ant√īnio Seixas

Como parte das comemora√ß√Ķes pelo Dia do advogado (11 de agosto), quando se celebra a cria√ß√£o dos Cursos Jur√≠dicos no Brasil (em 1827)

NOSSO CANAL E NORMAL? (Edição 153)

por Leandro Vidal

J√° nos acostumamos ao longo de anos com a paisagem do Canal que corta nossa cidade, foram muitas as modifica√ß√Ķes sofridas por ele ao longo das ultimas d√©cadas

SOMOS FAL√ćVEIS...... AINDA! (Edição 153)

por Izaura Hart

Em meio a tantos episódios de falcatruas, desonestidades e "jeitinhos", muitas vezes nos sentimos desiludidos e vemos antigos ídolos mostrarem sua face de "barro"

PESSOA BOAZINHA (Edição 153)

por Ivone Boechat

A pessoa boa é justa, muitas vezes, assusta porque é transparente e sincera. A pessoa boazinha agrada à primeira vista.

EX-NOIVO PAGAR√Ā INDENIZA√á√ÉO POR CASAMENTO CANCELADO (Edição 153)

por Sérgio Silva

O relator do recurso, desembargador R√īmolo Russo, ressaltou em seu voto que realmente houve abalo emocional por parte da autora, mas essa sensa√ß√£o n√£o √© indeniz√°vel no status jur√≠dico.

SETEMBRO 2015 (Edição 153)

por Clóvis Mendes

Minha impress√£o √© a de que pela primeira vez, a sociedade civil foi instada a participar da elabora√ß√£o de propostas a serem incorporadas ao PLANO GESTOR DE MAG√Č

A SOLID√ÉO DE TODOS N√ďS (Edição 153)

por Ant√īnio La√©rt

√£o √© bom que o homem esteja s√≥¬Ē(Gen. 2:18), disse Deus ao criar a mulher, tamb√©m para espantar a solid√£o.

ALERJ APROVA MAG√Č COMO CIDADE DE INTERESSE TUR√ćSTICO (Edição 153)

por Renato Cozzolino

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, na quinta-feira (10/09), em segunda discuss√£o, o projeto de lei 319/15, de autoria do deputado Renato Cozzolino (PR)

DEPUTADO RENATO COZZOLINO PEDE MAM√ďGRAFOS PARA HOSPITAIS DE MAG√Č (Edição 152)

por Renato Cozzolino

No in√≠cio do m√™s, a Assembleia Legislativa do Rio (ALERJ) anunciou o repasse de R$ 3 milh√Ķes para o Governo do Estado, destinados √† compra de 40 mam√≥grafos para hospitais da Zona Oeste do Rio e da Bai

TJSC - LOJA FURTADA UM DIA AP√ďS TENTAR CONTRATAR AP√ďLICE RECEBER√Ā SEGURO PROVIS√ďRIO (Edição 152)

por Sérgio Silva

A 4¬™ C√Ęmara de Direito Civil do TJ manteve senten√ßa que concedeu a loja furtada no Vale do Itaja√≠

O EXTINTO MUSEU GUIA DE PACOBA√ćBA (Edição 152)

por Ant√īnio Seixas

No dia 30 de abril de 1854, a Imperial Companhia de Navegação à Vapor e Estrada de Ferro de Petrópolis, de Irineu Evangelista de Souza, futuro Barão de Mauá, inaugurava a 1ª Estrada de Ferro do Brasil

OLHA QUE BARATO! (Edição 152)

por Rosinha Matuck

Querida Rosinha, amiga tão longe e próximo ao mesmo tempo.

O QUE √Č EDUCA√á√ÉO? (Edição 152)

por Robson Pereira

Educação é o ato de educar, de instruir, é polidez, disciplinamento.

MAG√Č 450 ANOS DE HIST√ďRIA. O QUE SOMOS? (Edição 152)

por Roberto Silva de Siqueira

450 anos de hist√≥ria. Ent√£o, o que somos? Administrativamente, somos um membro da Rep√ļblica Federativa do Brasil, um munic√≠pio com quase 250.000 habitantes.

BUCOMELANC√ďLICA (Edição 152)

por Neuza Carion

Escrevi o texto acima no dia em que se completou um ano de morte do meu pai. Ainda hoje, quase trinta anos depois, me emociona.

ARTISTAS (Edição 152)

por Ant√īnio La√©rt

Declaro aqui minha devoção imensa pelos artistas.

VOC√ä QUER UM AMIGO? (Edição 152)

por Ivone Boechat

Para andar na linha? Compre um trem.

FOME DE PODER (Edição 152)

por Izaura Hart

De que adianta juntar para si tesouros e mais tesouros e n√£o ter a paz dentro do peito?

FELIZ DIA DOS PAIS (Edição 152)

por Darke Baptista

Mensagem sobre o dia dos pais

O LIXO NOSSO DE CADA DIA (Edição 152)

por Leandro Vidal

Vamos considerar o lixo nosso de cada dia como tudo o que aparentemente sobra das nossas atividades di√°rias e n√£o nos serve mais,

A COMISS√ÉO PR√ď-MEM√ďRIA DA OAB-MAG√Č/GUAPIMIRIM (Edição 151)

por Ant√īnio Seixas

A 22.ª subseção da OAB/RJ (Magé) foi instalada em 27 de outubro de 1982.

MAG√Č 450 ANOS DE HIST√ďRIA. O QUE SOMOS? (Edição 151)

por Roberto Silva de Siqueira

450 anos de hist√≥ria. Ent√£o, o que somos? Administrativamente, somos um membro da Rep√ļblica Federativa do Brasil, um munic√≠pio com quase 250.000 habitantes.

O FILHO (Edição 151)

por Mauri Vieira

Gerado num ato de amor ele é um pedaço de nós.

FILOSOFANDO (Edição 151)

por Neuza Carion

Este ano Magé comemora os 450 anos de sua fundação e creio que começo a perceber sinais de interesse em sua História,

PRESERVA√á√ÉO AMBIENTAL ¬Ė DIREITO OU DEVER DE TODOS? (Edição 151)

por Leandro Vidal

Esse discurso do Dep. Ulysses Guimar√£es fala do reconhecimento da ONU e da humanidade, quanto aos valores ambientais legais brasileiros.

O FOFOQUEIRO (Edição 151)

por Ivone Boechat

O fofoqueiro é um tecelão juramentado in delivery à procura de meias verdades ou mentiras escancaradasque possa sair anunciando por aí pra derrubar alguém.

JULHO DE 2015 (Edição 151)

por Clóvis Mendes

Como j√° √© do conhecimento geral, a Assembl√©ia Legislativa do Rio de Janeiro,aprovou uma ¬ďLEI¬Ē

FOME DE PODER (Edição 151)

por Izaura Hart

De que adianta juntar para si tesouros e mais tesouros e n√£o ter a paz dentro do peito?

O COMBATE DO HOMEM COMUM (Edição 151)

por Ant√īnio La√©rt

N√£o, n√£o estou deprimido. Estou bem. Fiquem tranquilos meus poucos leitores

DEPUTADO RENATO COZZOLINO HOMENAGEIA A EX PREFEITA N√öBIA COZZOLINO, EM SESS√ÉO SOLENE, NO PLEN√ĀRIO DA ALERJ, DURANTE A C (Edição 150)

por Renato Cozzolino

As comemora√ß√Ķes dos 450 anos de Mag√©, pela primeira vez na hist√≥ria, foi realizada na sede do legislativo fluminense (ALERJ) por iniciativa do jovem Deputado Renato Cozzolino.

MAG√Č 450 ANOS DE HIST√ďRIA: O QUE SOMOS? (Edição 150)

por Roberto Silva de Siqueira

450 anos de história. Então, o que somos?

TRF1 - TURMA CONFIRMA A DESCONSTITUI√á√ÉO DE PENHORA DE BEM DE FAM√ćLIA (Edição 150)

por Sérgio Silva

A 7ª Turma do Tribunal Regional Federal 1ª Região confirmou a desconstituição de penhora de imóvel efetivada pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)

MAG√Č, SUA C√āMARA MUNICIPAL E O 9 DE JUNHO (Edição 150)

por Ant√īnio Seixas

O que caracteriza um munic√≠pio? Heran√ßa administrativa portuguesa, o munic√≠pio √© caracterizado por sua independ√™ncia pol√≠tica e sua aut√īnima administrativa, representadas pela C√Ęmara Municipal.

QUEM √Č BOM √Č LIVRE, AINDA QUE SEJA ESCRAVO. QUEM √Č MAU √Č ESCRAVO, AINDA QUE SEJA LIVRE. (Edição 150)

por Robson Pereira

Peguei-me lamentando as dificuldades que a vida nos imp√Ķe, principalmente quando nos deparamos com tamanha injusti√ßa social vivenciada todos os dias.

MEM√ďRIA - REENCONTRO COM MEU ACERVO AFETIVO E COM A HIST√ďRIA DE MAG√Č (Edição 150)

por Rosinha Matuck

Como parte dos festejos do aniversário de fundação de Magé e num ato de muita coragem

O FILHO (Edição 150)

por Mauri Vieira

Gerado num ato de amor ele é um pedaço de nós.

PAPAI: BARRO E ESP√ćRITO (Edição 150)

por Ant√īnio La√©rt

Perdi meu pai no ano de 2010. Desde então, um longo silêncio se fez diante de mim.

VIDA PLENA E MEIO AMBIENTE (Edição 150)

por Ivone Boechat

O ser humano tem o sabor do oceano na l√°grima.

OS NOSSOS 450 ANOS DE HIST√ďRIA E EST√ďRIA. (Edição 150)

por Darke Baptista

Com brevidade nos cabe esclarecer que o termo hist√≥ria √© utilizado para a narra√ß√£o de fatos documentados e situa√ß√Ķes reais sobre o passado da humanidade e o termo est√≥ria para a narra√ß√£o de fatos imag

JUNHO DE 2015 (Edição 150)

por Clóvis Mendes

Artigos do Clóvis Mendes no mês de Junho de 2015

MAG√Č - 450 ANOS O QUE VAMOS COMEMORAR (Edição 150)

por Mauri Vieira

Temos muitas coisas a comemorar e, comemorar muito.

450 ANOS E AINDA VERDE (Edição 150)

por Leandro Vidal

Todo bom fruto antes de chegar a nossas mesas, passa por um processo longo de amadurecimento.

UM SONHO SONHADO (Edição 150)

por Ernani da Silva

No dia 11 de agosto de 2011, subimos as escadarias do Palácio Anchieta comemorando a realização do sonho de liberdade da população de Magé.

UNIVERSALIZA√á√ÉO E EXPANS√ÉO DA EDUCA√á√ÉO P√öBLICA DE QUALIDADE NO TERRIT√ďRIO DO RIO DE JANEIRO (Edição 149)

por Renato Cozzolino

Diante das necessidades sociais e da urg√™ncia em encontrarmos solu√ß√Ķes, h√° muito a sociedade mageense aspira por uma universidade p√ļblica presencial, diversificada, ampla e s√≥lida

AS LUTAS DO CONSELHO MUNICIPAL DE POL√ćTICA CULTURAL DE MAG√Č (Edição 149)

por Ant√īnio Seixas

Uma das primeiras atividades do Conselho foi a elabora√ß√£o do Plano Municipal de Cultura, que j√° estaria em vigor se o Prefeito Nestor Vidal o tivesse encaminhado para a C√Ęmara Municipal de Mag√©.

TST - EMPRESA N√ÉO TER√Ā DE ENVIAR PEDIDO DE DESCULPAS POR PROMESSA DE EMPREGO N√ÉO CUMPRIDA (Edição 149)

por Sérgio Silva

A Quarta Turma do Tribunal Superior do Trabalho excluiu de condenação por dano moral imposta à Empresa X a ordem de enviar pedido de desculpas por não ter cumprido promessa de emprego

UM DOCUMENTO PARA A HIST√ďRIA (Edição 149)

por Robson Pereira

Refletindo sobre o atual Momento Pol√≠tico que o Brasil vive, por uma feliz coincid√™ncia recebo de uma tia um impresso transcrito do Jornal √öltima Hora, na data de 24/08/1954, ofertado pela GR√ĀFICA UNI

DEVO√á√ÉO (Edição 149)

por Neuza Carion

Escrevi e publiquei o texto abaixo h√° exatos vinte e um anos.

PROJETO: EU MAIS BONITA (Edição 149)

por Marcos Estephan Gobbo

O verão se foi... A tendência agora é esse calor excessivo também se despedir de nós... A tentação de curtir aquela praia já vai diminuindo... E.

DE DENTRO DA GAVETA DA ALMA DA GENTE (Edição 149)

por Ant√īnio La√©rt

A vida é maravilhosa, mas por vezes temos a sensação de que a carga do dia-a-dia pesa mais do que a gente pode aguentar.

TUDO √Č A M√ÉE (Edição 149)

por Ivone Boechat

Porque a humanidade não soube ou não teve tempo de se preparar emocionalmente, agora está sendo bombardeada com as ferramentas da informação criadas por ela mesma.

A LENDA DO RIO MAG√Č! (Edição 149)

por Gilvaldo Dias Guerra

Hoje vou falar de uma Lenda.

O PED√ĀGIO MAIS CARO DO MUNDO POR QUIL√ĒMETRO RODADO EST√Ā EM MAG√Č, VOC√ä SABIA?! (Edição 149)

por Darke Baptista

Por esses dias o assunto do pedágio voltou a ser notícia em nosso Município. Um assunto tão antigo e por vezes tão atual.

A RECUPERA√á√ÉO DE √ĀREAS DE DEGRADADAS E A FERRAMENTA DA EDUCA√á√ÉO AMBIENTAL (Edição 149)

por Leandro Vidal

Os Programas de Recupera√ß√£o de √Āreas Degradadas conhecidos como PRAD, s√£o uma importante ferramenta para a redu√ß√£o dos impactos ambientais gerados pelo desenvolvimento Humano,

M√ÉE √Č M√ÉE... (Edição 149)

por Izaura Hart

Com rar√≠ssimas exce√ß√Ķes, o instinto materno faz com que a m√£e rica ou pobre, branca ou negra, culta ou analfabeta, americana ou asi√°tica tenha as mesmas preocupa√ß√Ķes

QUANDO A SURDEZ FAZ A DIFEREN√áA PARA MAIS... (Edição 149)

por Angela Lomeu

Li essa lenda e me peguei fazendo um paralelo com a nossa obrigação de promover uma educação de qualidade para as crianças, não só de Magé mas, também de todo o Brasil

TERRA, PLANETA √ĀGUA? (Edição 148)

por Robson Pereira

¬ď√Āguas que nascem das fontes, serenas do mundo e que abrem um profundo grot√£o / √Āgua que faz inocente riacho e des√°gua na corrente do ribeir√£o¬Ē. (Guilherme Arantes)

SEM-NO√á√ÉO (2015) (Edição 148)

por Neuza Carion

A expressão se popularizou assim, adjetivada, significando a falta do conhecimento mínimo, indispensável.

REFLEX√ÉO DA VIDA (Edição 148)

por Mauri Vieira

Chegamos ao início de mais um ano. Um sem muitas perspectivas, cheio de incertezas, teremos vitórias, derrotas, alegrias, tristezas, momentos felizes e não muito felizes.

O PESO DE SER (Edição 148)

por Ivone Boechat

Construir o momento, recriando a vida retocando o sonho, s√£o alternativas para o controle mec√Ęnico das emo√ß√Ķes, num mundo impregnado de peso e pesares.

EX - NOIVO PAGAR√Ā INDENIZA√á√ÉO POR CASAMENTO CANCELADO (Edição 148)

por Sérgio Silva

Ac√≥rd√£o da 7¬™ C√Ęmara de Direito Privado do Tribunal de Justi√ßa de S√£o Paulo, registrado no √ļltimo dia 12, manteve senten√ßa da Comarca de Rio Claro para condenar um homem a pagar indeniza√ß√£o por danos

COMISS√ÉO DA VERDADE SOBRE A ESCRAVID√ÉO NEGRA EM MAG√Č (Edição 148)

por Ant√īnio Seixas

Durante a 22ª Conferência Nacional dos Advogados, em outubro, foi levantada a possibilidade de criação de uma Comissão da Verdade na OAB Federal para apurar os crimes da escravidão negra no Brasil, no

JANEIRO DE 2015 (Edição 148)

por Clóvis Mendes

Artigos de Clóvis Mendes

AYURVEDA (Edição 148)

por Luiz Gurivitz

No mundo dos computadores pode ser muito mais dispendioso consertar uma m√°quina defeituosa do que fabricar uma sem defeito.

DEVE HAVER ALGUM SENTIDO EM MIM QUE BASTA (Edição 148)

por Ant√īnio La√©rt

√Č quase clich√™, lugar-comum dizer, ¬ďvoc√™ saiu de Mag√©, mas Mag√© n√£o sai de voc√™¬Ē.

DEZEMBRO 2014 (Edição 147)

por Clóvis Mendes

Textos do Clóvis Mendes

TJMS - NEGADA INDENIZA√á√ÉO POR ACIDENTE AUTOMOBIL√ćSTICO (Edição 147)

por Sérgio Silva

Por unanimidade, os desembargadores da 5¬™ C√Ęmara C√≠vel negaram provimento √† apela√ß√£o interposta por V.M. de O. e M.G.S. de O. contra senten√ßa que julgou improcedentes os pedidos de indeniza√ß√£o por dan

A TROVA, PATRIM√ĒNIO CULTURAL IMATERIAL DE MAG√Č (Edição 147)

por Ant√īnio Seixas

No √ļltimo dia 2 de dezembro, o Conselho Municipal de Pol√≠tica Cultural de Mag√© aprovou nossas propostas reconhecendo, como patrim√īnio cultural imaterial do munic√≠pio, a trova liter√°ria e a UBT-Mag√©.

X√Ē X√Ē ,SEGUE SEU CAMINHO LONGE DE MIM! (Edição 147)

por Rosinha Matuck

inco horas da tarde chego a Ipanema , sigo direto para o restaurante da minha amiga mageense e que mora em Magé afim de me deliciar com suas esfiras de carne seca e suas comidinhas árabes bem ali na G

ENT√ÉO √Č NATAL (Edição 147)

por Robson Pereira

Eu sempre acreditei no milagre do Natal em minha vida e na vida das pessoas.

O SIGNIFICADO DAS DOEN√áAS (Edição 147)

por Luiz Gurivitz

Segundo a psicóloga Americana Louise L. Hay, todas as doenças que temos são criadas por nós. Afirma ela, que somos 100% responsáveis por tudo que acontece no nosso organismo.

√Č NATAL (Edição 147)

por Neuza Carion

De repente √© Natal. A gente nem se d√° conta e de repente √© Natal. Pensando bem, qual a import√Ęncia disto, qual o seu significado, o que faz o mundo girar em torno de uma data?

NATAL, SEMPRE NATAL (Edição 147)

por Ivone Boechat

Você está começando a sentir um cheiro de saudade no ar?

NARRATIVA SILENCIOSA (Edição 147)

por Ant√īnio La√©rt

√Č no sil√™ncio que podemos nos ouvir.

2014! UM ANO DE CONQUISTAS (Edição 147)

por Sandra da Silva

O ano de 2014, foi marcado por diversas conquistas por voc√™ Servidor P√ļblico!

REFLEX√ēES NATALINAS (Edição 147)

por Izaura Hart

O Natal se aproxima e com ele, tantos desejos e sonhos que embalamos durante todo o ano no afã de que se concretizem agora, mesmo que às pressas.

FORNECIMENTO DE REFEI√á√ÉO BRASILEIRA DESOBRIGA MCDONALD S DE PAGAR T√ćQUETE ALIMENTA√á√ÉO PARA FUNCION√ĀRIA (Edição 146)

por Sérgio Silva

Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região

O PATRIM√ĒNIO CULTURAL FERROVI√ĀRIO DE MAG√Č (Edição 146)

por Ant√īnio Seixas

O patrim√īnio cultural ferrovi√°rio da cidade de Mag√© √© formado pelos vest√≠gios da Estrada de Ferro Mau√°

PALMEIRA PEGA O ELEVADOR DE SUBIDA! (Edição 146)

por Marco Ant√īnio

O Palmeira jogando em seus domínios venceu o São Jorge por 2 a 0 com gols de Ziel e Dinho na tarde de sábado, 08/11, no campo do Palmeira, no Bairro do Saco

ACREDITE (Edição 146)

por Luiz Gurivitz

Imagine um mundo sem dor, sofrimento, poluição, depressão ou ego.

COMO CONVIVER COM O IDOSO (Edição 146)

por Ivone Boechat

Algumas dicas de como conviver bem com os idosos

EDITAL DE CONVOCA√á√ÉO (Edição 146)

por Ant√īnio Seixas

O Conselho Municipal de Política Cultural de Magé convoca os conselheiros titulares para a Assembleia Geral Ordinária

NOVEMBRO DE 2014 (Edição 146)

por Clóvis Mendes

Textos do Clóvis Mendes

BAIA DE GUANABARA. NOSSA NATUREZA (Edição 146)

por Roberto Silva de Siqueira

Participei de uma pequena aventura, no primeiro dia de novembro/14. De barco, subi o Rio Guapimirim até onde o homem impede a passagem com uma barragem para captação de água.

VONTADE DO POVO (Edição 146)

por Neuza Carion

Recebi esta semana um e-mail que divulgava notícia sobre a política nacional, se encerrava pedindo que fosse repassado e compartilhado

QUERIDA PROFESSORA (Edição 145)

por Rosinha Matuck

Vem c√° professora, preciso falar-te¬Ö

TAPIOCA, BRASILEIRA √Č SAUD√ĀVEL (Edição 145)

por Luiz Gurivitz

Simples de fazer facilita funcionamento intestinal

PELA REATIVA√á√ÉO DA ESTRADA DE FERRO MAU√Ā (Edição 145)

por Ant√īnio Seixas

A Estrada de Ferro Mauá, inaugurada em 30 de abril de 1854 por Dom Pedro II, iniciativa de Irineu Evangelista de Souza, futuro Barão de Mauá, é a primeira estrada de ferro em terras brasileiras.

DECRETO 8243 (Edição 145)

por Diogo Marnardi

A√©cio, meu velho, vou votar em voc√™. N√£o que eu queira, verdadeiramente. Mas sobrou voc√™ como a nossa, talvez, √ļltima barreira sanit√°ria contra esse v√≠rus ebola que √© o petismo.

FALA COMIGO COMO A CHUVA (Edição 145)

por Ant√īnio La√©rt

O interior, na geografia de estados da federação, é tudo o que não é capital.

TST - SERVENTE QUE IA DE BICICLETA PARA O TRABALHO N√ÉO SER√Ā INDENIZADO POR N√ÉO RECEBER VALE-TRANSPORTE. (Edição 145)

por Sérgio Silva

A Segunda Turma do Tribunal Superior do Trabalho n√£o conheceu do recurso de um servente de pedreiro que pretendia ser indenizado por n√£o receber vale-transporte.

O DESAFIO DA EDUCA√á√ÉO PARA UM NOVO TEMPO (Edição 145)

por Ivone Boechat

A humanidade está evoluindo, emocionalmente, na velocidade da tartaruga, frente à tecnologia que ultrapassa qualquer previsão, na velocidade da luz!

E AGORA? POR: NEUZA CARION (Edição 145)

por Neuza Carion

Ent√£o, exercido nosso sagrado direito e cumprido nosso dever constitucional, podemos tranquilamente aguardar as pr√≥ximas elei√ß√Ķes para fazermos nossa parte.

E POR HOJE √Č S√ď. SORRIA PERIFERIA!!! - OUTUBRO 2014 (Edição 145)

por Clóvis Mendes

Imaginei que as minhas emo√ß√Ķes h√° muito, j√° estavam desaparecidas. Ledo engano.

VOC√ä E SEU FILHO (Edição 145)

por Izaura Hart

E a linda menina com seu vestido novinho em folha estava ali, sentada naquele banco da praça, distraída olhando dois pardais saltitantes...

MORADORA √Č CONDENADA A INDENIZAR VIZINHOS POR BARULHO (Edição 144)

por Sérgio Silva

O Juiz do 1.¬ļ Juizado Especial C√≠vel de Bras√≠lia condenou moradora a pagar indeniza√ß√£o a vizinhos por danos morais, devido a barulhos em apartamento.

ACADEMIA MAGEENSE DE LETRAS COMEMORA 26¬ļ ANIVERS√ĀRIO (Edição 144)

por Ant√īnio Seixas

A Academia Mageense de Letras, sob a presid√™ncia do acad√™mico Ailson Cardoso de Oliveira, comemorou na noite do dia 26 de agosto seu 26.¬ļ anivers√°rio de funda√ß√£o.

OS RATOS DE MAG√Č (Edição 144)

por Darke Baptista

O t√≠tulo desta mat√©ria nos remete a um assunto que, se n√£o fosse tr√°gico, seria c√īmico.

DECIS√ēES (Edição 144)

por Neuza Carion

Estamos, de novo, em tempo de decis√£o.

MEDITA√á√ÉO - VOC√ä CONSEGUE FAZER UM MINUTO DE SIL√äNCIO? (Edição 144)

por Luiz Gurivitz

O silêncio é a vitória do espírito sobre a matéria, a mente deve estar a serviço do espírito

REFLEX√ēES AOS PEDA√áOS (Edição 144)

por Ant√īnio La√©rt

Qualquer pessoa normal que toma vaias e recebe xingamentos, no fundo reflete sobre se vale a pena prosseguir.

A FOR√áA DO BEM (Edição 144)

por Izaura Hart

Naquela manhã, com o sereno da noite fria de belo município serrano de nosso Estado, as hortaliças apresentavam uma cor deslumbrante, com tons variados de verde.

A P√ĀTRIA (Edição 144)

por Ivone Boechat

A pátria não é o imenso território, nem o ofertório de flores

F√Č E ESPERAN√áA (Edição 144)

por Mauri Vieira

A F√Č E A ESPERAN√áA caminham juntas e devem fazer parte na vida de cada um de n√≥s.

ELEI√á√ēES 2014. VAMOS DEIXAR PARA L√Ā? (Edição 144)

por Roberto Silva de Siqueira

Mais uma eleição se aproxima. Agora para Presidente, Senador, Deputado Federal e Deputado Estadual.

SISMA - EDI√á√ÉO 143 (Edição 143)

por Sandra da Silva

Essa é mais uma das promessas não cumpridas pelo Sr. Prefeito Nestor Vidal.

SAL DA TERRA: 30 ANOS (Edição 143)

por Ant√īnio La√©rt

Revisitar ciclos bem demonstra a força da vida no tempo presente.

DE QUANDO √Č O PR√ČDIO DO F√ďRUM DE MAG√Č? (Edição 143)

por Ant√īnio Seixas

A obra do atual pr√©dio do F√≥rum, na rua Dr. Domingos Bellizzi, n.¬ļ 178, se iniciou em 1953, sendo um projeto do engenheiro Carlos Frederico de Areia Le√£o, e foi inaugurada em 25 de janeiro de 1955

SEM-NO√á√ÉO (Edição 143)

por Neuza Carion

A expressão se popularizou assim, adjetivada, significando a falta do conhecimento mínimo, indispensável.

PRESUME-SE SEM V√ćNCULO DE EMPREGO A PRESTA√á√ÉO DE SERVI√áO EM CAMPANHA ELEITORAL (Edição 143)

por Sérgio Silva

A contratação de pessoal para prestação de serviços nas campanhas eleitorais não gera vínculo de emprego com o candidato ou partido contratantes.

A B√äN√á√ÉO, PAPAI! (Edição 143)

por Ivone Boechat

Vive-se num mundo estrangulado pela falta de um programa social que atenda aos clamores do ser humano que se arrasta, iludido, do lado de fora do muro das institui√ß√Ķes.

CERTEZA NO CAMINHO E FOCO NO FUTURO! (Edição 143)

por Darke Baptista

Nesse curto per√≠odo de vida pol√≠tica, pude perceber que v√°rias s√£o as raz√Ķes que levam as pessoas a se colocarem a disposi√ß√£o da sociedade para concorrer aos cargos no Legislativo e Executivo.

S√ÉO JO√ÉO DE IBICU√ć (BAHIA) FANT√ĀSTICO (Edição 143)

por Clóvis Mendes

De COARACI, Deus nos mandou uma mulher extraordin√°ria, para ser Prefeita, e como tal, ordenar o Munic√≠pio,em todos os aspectos e realizar, como nunca antes havia, uma Festa simplesmente FANT√ĀSTICA

TRABALHADOR TRANSG√äNERO TEM DIREITO DE USAR VESTI√ĀRIO FEMININO (Edição 142)

por Sérgio Silva

Uma situação peculiar foi submetida à Justiça do Trabalho em uma das varas do interior do estado de Mato Grosso

AINDA SOBRE A FARSA DE JO√ÉO ANT√ĒNIO GUARACIABA (Edição 142)

por Ant√īnio Seixas

Segundo o fil√≥sofo alem√£o Karl Marx, no livro ¬ďO 18 do Brum√°rio de Luis Bonaparte¬Ē (1852), "a hist√≥ria se repete, a primeira vez como trag√©dia e a segunda como farsa¬Ē.

ESCLARECIMENTOS (Edição 142)

por Neuza Carion

No artigo da edição passada fiz alguns comentários que exigem esclarecimento e aprofundamento para, ao menos, corrigir alguns equívocos e possíveis mal-entendidos.

SAIA DA ROTINA (Edição 142)

por Luiz Gurivitz

O cérebro humano mede o tempo por meio da observação dos movimentos.

A ARTE DE FORMAR EDUCADORES PARA O USO INTELIGENTE DAS EMO√á√ēES (Edição 142)

por Ivone Boechat

Nesta alvorada da cria√ß√£o a humanidade continua recriando a eterna Era do conhecimento, com erros e acertos, desde que o homem deletou o e-mail do Criador e ¬ďtocou na √°rvore do conhecimento¬Ē.

INVENT√ĀRIO EXTRAJUDICIAL (Edição 142)

por Roberto Silva de Siqueira

Como tudo na vida existe começo, meio e fim. Nós nascemos, vivemos e morrermos. Acontecimentos que definem o passado, presente e futuro.

FALANDO S√ČRIO (Edição 142)

por Mauri Vieira

Tenho feito muitas brincadeiras com a finalidade de alegrar, um pouco, meu povo, minha gente.

AS NOSSAS RELA√á√ēES COM OS MUNIC√ćPIOS VIZINHOS. (Edição 142)

por Darke Baptista

Magé, geograficamente falando, faz divisa com os Municípios de Guapimirim, Teresópolis, Itaboraí, Duque de Caxias e Petrópolis.

CANTINHO DA ALMA - JULHO DE 2014 (Edição 142)

por Izaura Hart

A par√°bola do festim das bodas, como todas as par√°bolas do Mestre Jesus, encerra uma infinidade de ensinamentos que nos enriquecem a alma e se decidirmos por segui-los melhoram a nossa vida.

SAL DA TERRA 30 ANOS (Edição 141)

por Ant√īnio La√©rt

Revisitar ciclos bem demonstra a força da vida no tempo presente.

M√äS DE JUNHO (Edição 141)

por Clóvis Mendes

Textos de Clóvis Mendes

TJMG - ENTIDADES ESPORTIVAS S√ÉO ISENTAS DE INDENIZAR TORCEDOR (Edição 141)

por Sérgio Silva

O torcedor K.S.O. ter√° que pagar multa de R$4.208,40 por litig√Ęncia de m√°-f√©.

TEMPO DE EDUCAR (Edição 141)

por Ivone Boechat

A fam√≠lia, a escola e a igreja s√£o institui√ß√Ķes que t√™m a responsabilidade de educar sistematicamente para a adapta√ß√£o do ser humano na sociedade.

HARMONIA ENERG√ČTICA VITAL (Edição 141)

por Luiz Gurivitz

O que vemos no outro é reflexo e nós mesmos

OBRAS NA BARBUDA (Edição 141)

por Mauri Vieira

Tenho conversado muito com moradores do bairro barbuda e ouvido muitos questionamentos e reclama√ß√Ķes sobre as obras prometidas e n√£o realizadas, embora tenha placa afixada no bairro a meses.

AMENIDADES, CURIOSIDADES, QUESTIONAMENTOS (Edição 141)

por Neuza Carion

unho. Para nós, fim do outono, início do inverno, dias mais curtos que as noites, frio. No Hemisfério Norte, o oposto: calor, dias mais longos que as noites, primavera/verão.

A FARSA DE JO√ÉO ANT√ĒNIO GUARACIABA (Edição 141)

por Ant√īnio Seixas

Circula pela internet e j√° foi publicada em alguns jornais da cidade a hist√≥ria de Jo√£o Ant√īnio Guaraciaba, dito ex-escravo reprodutor em Mag√©.

TJSC CONFIRMA PRIS√ÉO A PAI QUE DEVE R$ 60 MIL DE PENS√ÉO ALIMENT√ćCIA AO FILHO (Edição 140)

por Sérgio Silva

A 1¬™ C√Ęmara de Direito Civil do TJ negou o recurso de um homem contra decreto de pris√£o pela n√£o quita√ß√£o de alimentos ao filho, expedido pelo juiz da comarca, em que foi negado, tamb√©m, pedido de lim

LIRA DOS MEUS VINTE ANOS (Edição 140)

por Ant√īnio Seixas

O poeta √Ālvares de Azevedo, meu patrono na Academia Brasileira de Trova, no Rio de Janeiro, apesar de nascido na cidade de S√£o Paulo, guarda profundas ra√≠zes com a cidade de Mag√©, pois seu av√ī foi o C

O COMPERJ VAI ACONTECER OU N√ÉO? (Edição 140)

por Roberto Silva de Siqueira

Antes de tudo, preciso pedir desculpas sobre uma afirma√ß√£o na mat√©ria anterior de que a EMATER teria deixado Mag√©. Isto n√£o √© verdade e acabei levando, justamente, alguns pux√Ķes de orelha.

MAM√ÉE RISOL√äTA MATUCK (Edição 140)

por Rosinha Matuck

Com este poema de amor de M√£e , homenageio a todas as m√£es mageenses e a minha , que sem d√ļvida foi um Marco nesse munic√≠pio .

RECEITA DE BOLO DE SONO (Edição 140)

por Ant√īnio La√©rt

Minha sobrinha chegou com olhos de quem não dormiu. Ficou até as quatro horas da manhã sem conseguir embalar o sono.

M√ÉE (Edição 140)

por Ivone Boechat

Nem mesmo o código misterioso da comunicação foi capaz de rimar este nome perfeito: Mãe! Foi preciso traduzi-lo em versos, flores, abraços e homenagens este afeto tão singular - Mãe!

UM DIA VOC√ä APRENDE (Edição 140)

por Rosinha Matuck

Reflex√£o Que h√° 450 anos foi escrita por Willian Shakespeare

O √öLTIMO NOST√ĀLGICO (Edição 140)

por Clóvis Mendes

No envelope da vida não há essência no acordo de vontade.

M√ÉE DISTRA√ćDA? NUNCA! (Edição 140)

por Izaura Hart

Diante das exig√™ncias do mundo moderno e do momento de ¬ďtransi√ß√£o¬Ē que vivemos, a m√£e j√° n√£o √© aquela que fica em casa, como dizia a can√ß√£o popular, ¬ďcom o avental todo sujo de ovo¬Ē.

CAMINHOS (Edição 140)

por Neuza Carion

A vida é uma viagem: uma aventura que não escolhemos fazer e em cujo início somos levados por caminhos que desconhecemos. Na caminhada aprendemos.

ORQUESTRA√á√ÉO (Edição 139)

por Clóvis Mendes

Nenhum instrumento musical √© perfeito. A perfei√ß√£o s√≥ ocorre quando o m√ļsico ou instrumentista afina.

ESCRITORES (Edição 139)

por Ant√īnio La√©rt

Escritores s√£o pessoas que n√£o sabem o que fazem, nem por que fazem. S√£o seres que acabam seq√ľestrados pela escrita.

LIBERDADE (Edição 139)

por Ivone Boechat

A liberdade não é um pássaro voando no azul do infinito, sem destino, sem consciência: ser livre é ser infinito em cada destino, é saber porque e para que voar naquela direção.

CURA QU√āNTICA (Edição 139)

por Luiz Gurivitz

O nosso coração encontra-se aqui para compreender um sentido mais profundo da nossa verdade.

TJSC (Edição 139)

por Sérgio Silva

Bloqueio de cartão de crédito é dissabor cotidiano e não gera dano moral

IZAURA DE AZEVEDO HART (Edição 139)

por Izaura Hart

¬ďProgredir em todos os sentidos: material, espiritual e moral.¬Ē

O SISMA VEM TRAZENDO ALGUMAS NOVIDADES (Edição 139)

por Sandra da Silva

O SISMA, Sindicato dos Servidores P√ļblicos de Mag√©, vem trazendo algumas novidades

PIORANDO O QUE J√Ā ERA RUIM (Edição 139)

por Mauri Vieira

√Č ineg√°vel que ADMINISTRAR √© uma arte, um dom, uma demonstra√ß√£o de vontade de mostrar capacidade e compet√™ncia do ADMINISTRADOR.

PERTEN√áA (Edição 139)

por Neuza Carion

√Č preciso n√£o viver em v√£o. Isto inclui aprender as li√ß√Ķes da vida e usar tudo o que se aprende para melhorar. Algo que vale aprender √© que cada um tem um lugar que √© seu e um papel a cumprir.

TEAR (Edição 138)

por André Alves

Foi uma noite inesquecível para todos aqueles que estiveram presentes para a exibição do documentário Tear

A HIST√ďRIA DE UM MAGEENSE QUE VIROU DOUTOR (Edição 138)

por Gilvaldo Dias Guerra

Nesse novo episódio sobre o Grupo Escolar Joaquim Leitão, aparecerá um detalhe que eu não sabia.

ANIVERS√ĀRIO (Edição 138)

por Neuza Carion

Envolvidos com os acontecimentos marcantes dos √ļltimos tempos, deixamos passar em branco o anivers√°rio do nosso jornal, em fevereiro.

RENDI√á√ÉO AGRESSIVA (Edição 138)

por Luiz Gurivitz

Normalmente, pensamos na rendição de uma determinada forma.

O AUTOR DOS HORRORES DE MAG√Č (Edição 138)

por Ant√īnio Seixas

No dia 21 de fevereiro pr√≥ximo passado a cidade de Mag√© deixou de comemorar os 120 anos dos ¬ďHorrores de Mag√©¬Ē

CUIDE-SE BEM (Edição 138)

por Ant√īnio La√©rt

A vida vai nos legando algumas convic√ß√Ķes.

TST (Edição 138)

por Sérgio Silva

Limpar banheiro e coletar lixo de agência enseja adicional de insalubridade em grau máximo

CARNAVAL.... AS LEMBRAN√áAS QUE TRAGO COMIGO ..... (Edição 138)

por Rosinha Matuck

Uma surpresa me retirou da rotina. Plínio, meu amigo, me convidou para um Cruzeiro. Amei ... mas como o desembarque aconteceu em pleno carnaval, resolvi ficar no Rio.

AGRADECIMENTOS - DIA INTERNACIONAL DA MULHER (Edição 138)

por Sandra da Silva

Parabéns a todas pelo mês dedicado às mulheres.

A MULHER DA ERA P√ďS MODERNA (Edição 138)

por Ivone Boechat

A mulher da Era-p√≥s moderna deve aparecer nos editoriais ¬ďcompletamente desnuda de vulgaridade e totalmente vestida de intelig√™ncia¬Ē.

RETORNANDO (Edição 138)

por Clóvis Mendes

Depois de escalar o Everest e mergulhar nas √°guas profundas na Patag√īnia, retorno ao aconchego do MIL√äNIO, n√£o para ser VIP; apenas para perfilar entre as diferen√ßas, com mais um fio em minha navalha.

ESSAS MULHERES MARAVILHOSAS! (Edição 138)

por Izaura Hart

CANTINHO DA ALMA

CARTA ABERTA A SOCIEDADE MAGEENSE (Edição 137)

por Sandra da Silva

O SISMA, na qualidade de representante da Guarda Municipal de Magé, vem esclarecer à sociedade mageense, a situação em que se encontram os Guardas e Agentes de Transito.

A LEI DA ATRA√á√ÉO (Edição 137)

por Luiz Gurivitz

A sua experiência pode mudar as suas crenças e a qualquer momento você está no controle e pode escolher no que acreditar.

FOME DE CULTURA E CIDADANIA EM MAG√Č (Edição 137)

por André Alves

√Č lament√°vel que n√£o existam equipamentos culturais p√ļblicos ou privados dentro dos limites municipais.

MAG√Č NO LUGAR CERTO E NA HORA CERTA. ESTAMOS PREPARADOS? (Edição 137)

por Roberto Silva de Siqueira

Então 2014 começou. Muito calor, poucas chuvas, AMPLA em débito com a sociedade, promessa de calçadão, etc.

CIDADE √öNICA, √öNICA CIDADE. (Edição 137)

por Mauri Vieira

Você pode não acreditar, não conhecer, não morar nela, não trabalhar nela, mas ele existe.

TEMPO QUENTE (Edição 137)

por Neuza Carion

Fevereiro: férias, festa, folia, fantasia, fervura: frevo e samba e axé. Mesmo quando o calendário empurra o Carnaval para mais adiante.

OP√á√ēES NECESS√ĀRIAS (Edição 137)

por Izaura Hart

Em janeiro de 2013, a Revista √Čpoca publicou um texto do Walcyr Carrasco, autor da novela atualmente em cartaz na Globo, ¬ďAmor √† Vida¬Ē, intitulado ¬ďA felicidade obrigat√≥ria¬Ē.

CENTEN√ĀRIO DE RISOLETA GOULART DA SILVEIRA MATUCK (Edição 137)

por Ant√īnio Seixas

Risoleta Goulart da Silveira Matuck nasceu em Magé a 17 de outubro de 1914, filha de Manoel Francisco da Silveira e Elvira Goulart da Silveira.

RESIGNA√á√ÉO ORGULHOSA (Edição 137)

por Ant√īnio La√©rt

Consegui. J√° estou quase a oito(8) dias sem ver jornal, E-mail, telefone, r√°dio, internet.

TST - BALCONISTA SER√Ā INDENIZADA POR SOFRER ASS√ČDIO SEXUAL DO PATR√ÉO (Edição 137)

por Sérgio Silva

Um supermercado ter√° de pagar R$ 10.000,00 (dez mil reais) a uma balconista assediada por um dos donos da empresa durante o trabalho.

DESASTRE PEDAG√ďGICO (Edição 137)

por Ivone Boechat

A escola, devagar e na contram√£o, bateu de frente com a realidade universal. Muitos pularam antes do choque, mas n√£o conseguiram evitar o pior.

VOC√ä TEM MISERIC√ďRDIA? (Edição 137)

por Tassélio de Souza Pereira

A misericórdia é um dos atributos do amor de Deus, e ele fez o homem segundo sua imagem e semelhança, porém nos deu livre arbítrio para escolher cada um o seu próprio caminho.

SOBRE COBRAS E ABUTRES (Edição 137)

por Rosinha Matuck

Ao amanhecer, hoje, a mesma "ma√ß√£" √† venda, na feira midi√°tica. √Č... A tecnologia (televisiva) infernal tem aspectos que,at√©!, Tio Sam...OPS! Tio Huxley se admiraria. Admir√°vel "mundo" podre!!!!

MAG√Č QUER PAZ (Edição 136)

por Roberto Silva de Siqueira

A viol√™ncia que assola nosso Munic√≠pio pode se justificar pela fuga de criminosos decorrente das cria√ß√Ķes das UPPs na Capital

DE QUANDO √Č A CAPELA DO BONFIM? (Edição 136)

por Ant√īnio Seixas

Dia desses passando em frente √† capela de S√£o Jos√© Oper√°rio deparei-me com uma facha convidando para a festa dos 130 anos da capela do Bonfim, que √© tombada pelo patrim√īnio hist√≥rico estadual desde 19

MENSAGEM DE NATAL DO SISMA (Edição 136)

por Sandra da Silva

O Sisma, na pessoa de sua Presidente Sandra da Silva deseja a todos, em especial aos servidores do Município de Magé

JU√ćZES E EMPRESAS JORNAL√ćSTICAS DIVERGEM SOBRE LEI PARA O DIREITO DE RESPOSTA. (Edição 136)

por Sérgio Silva

Associação de Juízes vê um vácuo legal depois que o STF revogou a Lei de Imprensa. Mas empresas jornalísticas consideram que há risco de censura.

F√Č E GRATID√ÉO (Edição 136)

por Neuza Carion

Espero que você traga bons momentos e seja parcimonioso com as dificuldades. Que o trabalho seja produtivo e o repouso reconfortante.

DIA DE FINADOS (Edição 136)

por Mauri Vieira

Durante toda minha vida ouvi v√°rias interpreta√ß√Ķes, hist√≥rias, ditos populares, ser este dia o dia dos mortos. Etc..

√ĀRVORE DE NATAL NO ANO INTEIRO (Edição 136)

por Luiz Gurivitz

A tradi√ß√£o da √Ārvore de Natal tem origem na Fran√ßa e depois foi associada a S√£o Bonif√°cio que no S√©culo XVII convertia os alem√£es ao Cristianismo.

UM CONCERTO PARA O SOL (Edição 136)

por Ant√īnio La√©rt

O que pode nos consolar da fome que é viver ? Como preencher a dor e a delícia de nascer e viver na terra?

MARIA PERMITIU QUE JESUS NASCESSE! (Edição 136)

por Izaura Hart

Ultimamente foi muito divulgado o document√°rio Blood Money, que fala sobre a ind√ļstria do aborto legalizado nos EE.UU

O NATAL EXISTE (Edição 136)

por Ivone Boechat

Vamos supor que nada do que os homens acreditam sobre o Natal fosse verdade?

AGORA √Č LEI SERVIDOR P√öBLICO MUNICIPAL TEM DATA BASE (Edição 135)

por Sandra da Silva

O Projeto de Lei de autoria do Prefeito Municipal que fixa a data-base dos servidores do Munic√≠pio de Mag√© foi aprovado por unanimidade em sess√£o na C√Ęmara Municipal.

CONSTELA√á√ēES SIST√äMICAS (Edição 135)

por Luiz Gurivitz

REVOLUCION√ĀRIO M√ČTODO DE CURA

CRIA√á√ÉO DE CAL√áAD√ÉO (Edição 135)

por Roberto Silva de Siqueira

FECHAMENTO DA RUA DR. SIQUEIRA E DA TRAVESSA DO ROCCIO PARA CRIA√á√ÉO DE CAL√áAD√ÉO - COMO FICA O TR√āNSITO?

O QUE SER√Ā DO AMANH√É? (2) (Edição 135)

por Neuza Carion

Acho que estou numa crise de criatividade: outro título de artigo repetido? Deve ser a idade...

NOSSO AMIGO RAUL TEIXEIRA (Edição 135)

por Izaura Hart

Adolescente ainda, contando apenas 17 anos, aquele jovem promissor, muito religioso, adentrou a sala de uma Instituição Espírita de Niterói, cidade onde nasceu e se criou.

50 ANOS DO TROVISMO MAGEENSE (Edição 135)

por Ant√īnio Seixas

O Trovismo é o movimento literário em torno da trova literária, surgido na cidade do Rio de Janeiro...

A FRA√á√ÉO CORRETA DO FRACASSO (Edição 135)

por Ant√īnio La√©rt

O problema não é o que pensam de nós, é o que de fato somos.

ISTO √Č NATAL? (Edição 135)

por Ivone Boechat

Muito cuidado com aquele amontoado de gente suada de tanto correr para encontrar um presente...

INDO E VINDO (Edição 135)

por Rosinha Matuck

Dia nublado, chuvinha mi√ļda, senti uma necessidade enorme de passear por Mag√©.

REUNI√ÉO COM A SECRET√ĀRIA DE EDUCA√á√ÉO ANGELA LOMEU (Edição 134)

por Sandra da Silva

foi apresentada a tabela com os novos valores de vencimentos base com a reposição salarial

CONSUMIDOR X GARANTIA ESTENDIDA (Edição 134)

por Edivar Tavares

A Garantia Estendida é uma forma de seguro, com regras estabelecidas pela SUSEP (Superintendência de Seguros Privados), sua finalidade principal é complementar ou estender a garantia do produto.

AMOR √Ä VIDA (Edição 134)

por Neuza Carion

Bem que eu tentei, mas n√£o deu. Quis me concentrar, pensar em outras coisas, mas n√£o consegui.

M√öSICA E VIAGEM (Edição 134)

por Ant√īnio La√©rt

Dentro do carro em viagem, viajo e chego bem mais longe que o destino geogr√°fico que busco...

POR UMA COMISS√ÉO DA VERDADE DE MAG√Č (Edição 134)

por Ant√īnio Seixas

Com o objetivo de apurar viola√ß√Ķes de direitos humanos ocorridos entre 1946 e 1988, a presidente Dilma Rousseff sancionou a Lei n.¬ļ 12.528, de 18.11. 2011, criando a Comiss√£o Nacional da Verdade.

ASSOCIA√á√ÉO DE MORADORES DO 1¬ļ DISTRITO DO MUNIC√ćPIO DE MAG√Č (Edição 134)

por Tassélio de Souza Pereira

Fundada em 05 de agosto de 2010 - Presidente Tassélio de Souza Pereira

√Č NECESS√ĀRIO ACREDITAR QUE √Č POSS√ćVEL MUDAR (Edição 134)

por Robson Pereira

Não podemos mais nos acomodar diante dos problemas, não dá mais para ver o mundo desabar ao nosso redor e dizer que isso não é conosco.

MEUS 70 ANOS (Edição 134)

por Rosinha Matuck

Oh, que saudades que tenho da aurora da minha vida...

COMO EDUCAR NA ADVERSIDADE? (Edição 134)

por Ivone Boechat

Professor, não espere reconhecimento pelo seu trabalho! Faça o melhor para você se reconhecer como educador na sua obra!

EMPREGO DE CELULAR FORA DO HOR√ĀRIO DE EXPEDIENTE (Edição 134)

por Sérgio Silva

Emprego de celular fora do horário de expediente garantiu horas extras à analista de sistema

LEI TOLER√āNCIA ZERO AO LIXO (Edição 133)

por Jessé Gonçalves

Um dos grandes desafios a ser combatido no século XXI é a poluição do meio ambiente. Esse mal atinge diretamente os moradores da nossa região.

TEIMOSIA DA IMAGINA√á√ÉO (Edição 133)

por Ant√īnio La√©rt

Estive na casa de Jorge Luis Borges, na Calle Anchorena, 1660, em Buenos Aires, local onde viveu de 1938 a 1943.

EGO√ćSMO OU DEFESA DA HONRA? (Edição 133)

por Izaura Hart

Aquele senhor chegou resfolegante ao escritório do Delegado.

PARA CLARISSA II (Edição 133)

por Neuza Carion

larissa, esta é a segunda mensagem que lhe escrevo e, de novo, peço que não se aborreça por fazê-lo assim, publicamente.

TRISTE DESTINO DE UMA CIDADE DA REGI√ÉO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO (Edição 133)

por Mauri Vieira

Existe na regi√£o metropolitana do Estado do Rio de Janeiro uma cidade cujo nome inicia-se co a letra ¬ďM¬Ē. Em sua hist√≥ria foi governada por tr√™s prefeitos com nomes iniciados pela letra ¬ďJ¬Ē.

25 ANOS DA ACADEMIA MAGEENSE DE LETRAS (Edição 133)

por Ant√īnio Seixas

A Academia Mageense de Letras é composta por quarenta membros, ocupantes de cadeiras patroneadas por imortais da literatura brasileira.

√Č GRANDE A MINHA GRATID√ÉO! (Edição 133)

por Dulcimar Menezes

Matéria escrita no dia 27 de agosto, dia do Psicólogo

CICLOVIA EM MAG√Č. O QUE DIZER. O QUE PENSAR? (Edição 133)

por Roberto Silva de Siqueira

Ciclovia em Magé. Quer coisa mais nova do que isso?

MAG√Č ¬Ė MEM√ďRIAS (1) (Edição 133)

por Raul Córdula Filho

Faz muito tempo...

TST - TRABALHADOR APALPADO DURANTE REVISTA TEM DANO MORAL CONFIRMADO (Edição 133)

por Sérgio Silva

Um trabalhador que sofria revistas no ambiente de trabalho, inclusive nas partes íntimas, confirmou no TST o direito de receber indenização por danos morais da Bompreço Supermercados do Nordeste.

COMO VOC√ä V√ä? (Edição 133)

por Ivone Boechat

Clarisse Lispector diz: ¬ďSou como voc√™ me v√™. Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania. Depende de quando e como voc√™ me v√™ passar¬Ē.

REMOENDO MEUS MIOLOS (Edição 133)

por Rosinha Matuck

Li outra frase esta semana que adoto aqui nesse momento: ¬ďSaudade deixa de ser dor e vira hist√≥ria pra contar e guardar pra sempre, porque de alguma forma todas as pessoas s√£o eternas".

INFORMES DO SISMA (Edição 133)

por Sandra da Silva

INFORMES DO SISMA

PARA AL√ćVIO DOS IMPULSOS INSUPORT√ĀVEIS (Edição 132)

por Ant√īnio La√©rt

Os ¬ďdoidos¬Ē v√™em longe. Tanta coisa se fez e criou a partir da loucura ou da experi√™ncia √† beira dela, que devemos admitir: a loucura n√£o √© in√ļtil

A ARTE DE VIVER (Edição 132)

por Ivone Boechat

Viver √© se aproximar e, ao mesmo tempo, livrar-se de si mesmo, de ang√ļstias e ego√≠smos.

CONCERTOS NO CASTELO - PROJETO MUSICAINCANTO (Edição 132)

por Clóvis Mendes

CONCERTOS NO CASTELO - PROJETO MUSICAINCANTO

A LUTA CONTINUA (Edição 132)

por Sandra da Silva

Depois de uma longa negocia√ß√£o que findou de forma desastrosa, n√≥s reiniciamos as negocia√ß√Ķes com o Executivo Municipal.

SELE√á√ÉO MAGEENSE SEGUE VENCENDO (Edição 132)

por Marco Ant√īnio

O campeonato de sele√ß√Ķes √© promovido pela Federa√ß√£o de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (fferj)

ISTO ACONTECE EM PLENO S√ČCULO XXI.... (Edição 132)

por Izaura Hart

Você já parou para pensar o quanto dói uma surra?

A VOZ DA PRA√áA (Edição 132)

por Neuza Carion

"A praça é do povo, como o céu é do condor" (Castro Alves)

CONHECER-SE (Edição 132)

por Jo√£o Wood

Conhecer-se é sentir-se. Sentir-se em sua integridade, propiciando ir ao encontro do amadurecimento espiritual, ao descobrir o ser divino que lhe habita.

√ĀGUA E √ďLEO... (Edição 132)

por Dulcimar Menezes

Vinte e cinco anos de caminho se passaram!

SESQUICENTEN√ĀRIO DE JOAQUIM MALLET DE SOUZA SOARES (Edição 132)

por Ant√īnio Seixas

Joaquim Mallet de Souza Soares nasceu em 23 de junho de 1863, na cidade de Magé, e faleceu em Niterói, a 15 de abril de 1934.

O LEGADO (Edição 132)

por Nadja Natan

Estou sem palavras, sem insights da situação, boquiaberta pela determinação e força coletiva dos brasileiros neste junho de 2013.

HIST√ďRIA DA SA√öDE EM MAG√Č (Edição 132)

por Tassélio de Souza Pereira

Durante a Segunda Guerra Mundial eu era criança e conheci já em ruínas a Casa de Caridade de Magé que existiu onde hoje se situa o campo do Bonfim Futebol Clube.

PAI DE VERDADE (Edição 132)

por Rosinha Matuck

Pai de verdade mesmo sabe que ser pai não é simplesmente recolher o fruto de um momento de prazer, mas sim perceber o quanto pode ainda estar verde e ajudá-lo a amadurecer.

MOTORISTA QUE INVADIU A CONTRAM√ÉO (Edição 132)

por Sérgio Silva

Motorista que invadiu a contram√£o deve indenizar comerciante em mais de R$ 26.000,00 (vinte e seis mil reais)

O MUNDO ACABOU... AINDA BEM! (Edição 131)

por Clóvis Mendes

E por quê ainda não? Porque, ainda existem pessoas exercendo com muita competência, ternura e AMOR...

VIDA DE ANCHIETA (Edição 131)

por Gustavo Ferraz

(Um fato acontecido em maio de 1975)

C√ďDIGO DE CONDUTA (Edição 131)

por Jo√£o Wood

Oculto se faz o universo por se desconhecer as leis que o regem assim como a todos nós que dele fazemos parte.

CENTEN√ČRIO DO EDUCADOR RAUL C√ďRDULA (Edição 131)

por Ivone Boechat

Professor Raul Córdula, educador paraibano, chegou a Magé no início de 1952, decidido a fundar uma Escola. O nome escolhido foi Ginásio do Instituto Pedagógico e logo tomou as providências.

SISMA PRESTANDO CONTAS (Edição 131)

por Sandra da Silva

Há um ano atrás, iniciamos a negociação da reposição salarial com o executivo.

MEM√ďRIAS DE UM EX-ESCRAVO REPRODUTOR EM MAG√Č (Edição 131)

por Ivone Boechat

Jo√£o Ant√īnio Guaraciaba nasceu no dia 20 de setembro de 1850.

NEM O FIM, NEM O PRINC√ćPIO, APENAS UM POUCO TARDE (Edição 131)

por Ant√īnio La√©rt

Um historiador inglês disse numa conferência que as cidades, tal como os seres humanos, possuem um DNA, um código genético.

¬ďAS MARIAS, 448 ANOS DE MAG√ȬĒ (Edição 131)

por Darke Baptista

No mês de aniversário do nosso Município quero compartilhar com os amigos um pouco da história da família Baptista, a minha família, e das Marias em minha vida.

¬ďROGAI POR N√ďS QUE RECORREMOS A V√ďS!¬Ē (Edição 131)

por Dulcimar Menezes

¬ďMinha Maria, √© largo o espa√ßo do teu cora√ß√£o! Ensina-me o amor que devo saber, pois bra√ßos abertos e passos de f√© tamb√©m quero ter!¬Ē (Cec√≠lia Vaz)

REDUTORES DE VELOCIDADE E QUEBRA-MOLAS. VEM QUE TEM. (Edição 131)

por Roberto Silva de Siqueira

Hoje, o Município de Magé vive uma realidade comum às área urbanas: um aumento expressivo de veículos circulando nas vias urbanas provocando engarrafamentos nunca vistos em nossa história.

O PO√áO DE MARIA CONGA (Edição 131)

por Ant√īnio Seixas

Em novembro de 2012, a convite da Coordenadoria da Igualdade Racial de Mag√©, proferi palestra no audit√≥rio da Unigranrio, abordando ¬ďOs Lugares de Mem√≥ria da Escravid√£o em Mag√©¬Ē

IMAGINANDO MAG√Č (Edição 131)

por Nadja Natan

Um esboço de uma peça em três atos

A PRA√áA (Edição 131)

por Neuza Carion

Nesta pra√ßa meus filhos ¬Ė todos, cada qual a seu tempo - brincaram e aguardaram a hora de voltar para casa - primeiro na sa√≠da da escola, mais tarde na sa√≠da dos bailes.

09 DE JUNHO DE 2013 (Edição 131)

por Rosinha Matuck

Pr√≥ximo ao dia 09 de junho escolhi para falar de Piedade e de Anchieta, dois s√≠mbolos pol√™micos que dividem as opini√Ķes em nossa cidade...

AO FINAL VAI SOBRAR PARA MAG√Č O LIXO? PIOR, DOS OUTROS? (Edição 130)

por Roberto Silva de Siqueira

Como mageense chato e sonhador, acredito naquela estória de que uma andorinha no incêndio com uma gota dágua no bico e etc. pode fazer a diferença.

SISMA - EDI√á√ÉO 130 (Edição 130)

por Sandra da Silva

No M√™s de maio comemoramos duas datas de muita import√Ęncia, s√£o elas: DIA DAS M√ÉES; DIA DO TRABALHADOR/TRABALHADORA;

MAM√ÉE, TUDO BEM? (Edição 130)

por Ivone Boechat

√Č comum o telefone tocar, periodicamente, e do outro lado da linha, uma voz perguntar: - Mam√£e, tudo bem? E a resposta vem, carinhosamente: - √Č voc√™, meu filho - tudo bem?

CRIAN√áA TAMB√ČM OBSERVA... E MUITO! (Edição 130)

por Izaura Hart

Conversando com um jovem j√° casado, pai de duas lindas meninas, ele se recordava de sua inf√Ęncia e do edif√≠cio onde morava.

CL√ďVIS DA ROCHA MENDES - EDI√á√ÉO 130 (Edição 130)

por Clóvis Mendes

Clóvis da Rocha Mendes - edição 130

BARONESA DE SURU√ć (Edição 130)

por Ant√īnio Seixas

Carlota Guilhermina de Lima e Silva, a Baronesa de Suru√≠, filha do Regente do Imp√©rio Francisco de Lima e Silva e de Mariana C√Ęndida de Oliveira Bello, irm√£ do Duque de Caxias e do Conde de Tocantins

VALA ¬Ė O √āNUS DE UMA CIDADE (Edição 130)

por Tassélio de Souza Pereira

Voc√™ j√° imaginou ir ao sanit√°rio e n√£o limpar seu lugar excuso? ¬Ė √Č assim que est√£o fazendo com as valas de Mag√©.

O BRASIL DAS MAIS DE 180 MIL LEIS (Edição 130)

por Darke Baptista

Projeto de Lei isenção do pedágio

√Č F√ĀCIL DIFICULTAR E DIF√ćCIL FACILITAR (Edição 130)

por Mauri Vieira

Em toda minha vida profissional deparei com v√°rias situa√ß√Ķes de dificuldade nos √≥rg√£os p√ļblicos. Travei batalhas com alguns sucessos e insucessos.

JARDINS E PAIX√ēES (Edição 130)

por Nadja Natan

Foi bem estranho chegar na Inglaterra da √ćndia algumas semanas atr√°s, e ser recebida com neve e sem narcisos dan√ßantes na beira da estrada.

MINIST√ČRIO P√öBLICO DO TRABALHO ¬Ė ORIGENS (Edição 130)

por Sérgio Silva

A palavra ¬ďminist√©rio¬Ē prov√©m do latim ministerium, no sentido amplo de of√≠cio, cargo ou fun√ß√£o que se exerce. Nesta acep√ß√£o, equivale a mister ou mester.

DE ONDE VEM AS ID√ČIAS (Edição 130)

por Ant√īnio La√©rt

O prazo é mesmo um dos clicks da inspiração. Não fosse ele, muita coisa deixaria de ser criada, entregue, mostrada, posta à luz.

MEA CULPA? OU A PERGUNTA QUE N√ÉO QUER CALAR (Edição 130)

por Neuza Carion

... por que nós mulheres nos queixamos tanto, por que precisamos declarar e combater uma guerra dos sexos se, afinal, quem educa e forma os homens basicamente somos nós, as mulheres?

A MAIOR ALEGRIA DA VIDA! (Edição 130)

por Dulcimar Menezes

..Lá na frente, aos vinte e cinco anos, morte e vida se misturaram novamente no maior evento existencial que vivi até o presente: o nascimento do meu filho.

AMIGOS, ESTAMOS DE VOLTA! (Edição 130)

por Rosinha Matuck

Depois de merecidas férias, o Milênio está de volta.

PROJETO DA GUARDA MUNICIPAL DE MAG√Č (Edição 129)

por Moisés Queiroz

A Guarda Municipal de Magé oferece a você caro mageense um grande projeto

MIL√äNIO VIP 13 ANOS DE SUCESSO (Edição 129)

por Roberto Silva de Siqueira

Ent√£o s√£o 13 anos de Mil√™nio Vip! Estamos na edi√ß√£o n¬ļ 129 de um jornal que √© a cara de Mag√© e de sua idealizadora.

ANO NOVO (Edição 129)

por Ivone Boechat

Na tecelagem da grande m√°quina de viver, fomos preservados para tecer um caminho singular, demarcado por trezentos e sessenta e cinco dias, de horas e minutos, completamente desconhecidos.

DIGA SIM √Ä VIDA!!! (Edição 129)

por Izaura Hart

A praticidade do mundo muitas vezes nos assusta.

JUBILEU DE PRATA DA CASA DE ALCINDO GUANABARA (Edição 129)

por Ant√īnio Seixas

Quando a Academia Mageense de Letras foi fundada em 26 de agosto de 1988, seus fundadores escolheram para patrono cívico da nova entidade o jornalista, escritor e político Alcindo Guanabara

STF CONFIRMA QUE TERCEIRIZA√á√ÉO NA SA√öDE √Č INCONSTITUCIONAL. (Edição 129)

por Sandra da Silva

O Supremo Tribunal Federal confirmou que √© inconstitucional a terceiriza√ß√£o dos servi√ßos de sa√ļde em unidades p√ļblicas e que eles devem ser prestados exclusivamente por servidores concursados.

HOMEM QUE CONSEGUIU UMA REPRESA PARA MAG√Č (Edição 129)

por Tassélio de Souza Pereira

No governo de Leonel de Mura Brizola, eu atuava intensamente na imprensa de Magé, e o Sr. José Rodrigues Santana atentou para este fato e convidou-me para presidir à associação de Magé

O SORRISO (Edição 129)

por Mauri Vieira

A mais linda das express√Ķes facial pode ser e significar alegria, felicidade, prazer em te ver, te ouvir, enfim o SORRISO n√£o tem nenhuma contraindica√ß√£o.

PEDALANDO AQUI E ALI (Edição 129)

por Nadja Natan

Hoje o assunto é bicicleta. E por quê? Porque estou na India e este é um meio de transporte muito popular aqui, é barato, ecológico, prático e, para mim, super divertido.

TRABALHO PENOSO (Edição 129)

por Sérgio Silva

N√£o h√° lei que conceitue ou regulamente o trabalho penoso, ou, em sendo o caso, o adicional devido.

A VIDA SECRETA DAS PALAVRAS (Edição 129)

por Ant√īnio La√©rt

O escritor, aquele que escreve textos, sempre conserva o desejo oculto de escrever um texto especial

FELIZ VIDA NOVA (Edição 129)

por Neuza Carion

E o mundo, afinal, n√£o acabou...

CHEGAMOS EM 2013... E O MUNDO N√ÉO ACABOU! SER√Ā... (Edição 129)

por Dulcimar Menezes

Feliz Ano Novo! Começou 2010! Lamentavelmente, a virada de ano foi marcada por vários eventos traumáticos.

FANTASIA (Edição 129)

por Débora Damaceno

√Č imposs√≠vel para o fr√°gil organismo humano viver sozinho.

A REVOLTA DA ARMADA E OS HORRORES DE MAG√Č (Edição 129)

por Gilvaldo Dias Guerra

N√≥s Mageenses lamentamos essa f√ļnebre conjuntura, ouvindo ainda esse eco de desola√ß√£o que enluta os destinos do nosso munic√≠pio, no meio dessa afli√ß√£o que dilacera a nossa alma.

BAILE DE TACHO (Edição 129)

por Clóvis Mendes

Muito já se falou da desordem mageense. Mas, injustamente. Por quê? Porque não exaltou a sua belíssima ordenação.

FIM DE ANO? FIM DO MUNDO? OU FIM DE UM CICLO? (Edição 128)

por Roberto Silva de Siqueira

A impressão é de que tudo se acelera e que não vai dar tempo. Que o diga a Rosa Matuck nos cobrando a matéria para a coluna.

REAJUSTE DOS SERVIDORES (Edição 128)

por Sandra da Silva

Assembleia na qual o sindicato apresentou a proposta a contra proposta do reajuste dos servidores

O HOMEM (Edição 128)

por Mauri Vieira

Criado para dominar a terra, principal criação de DEUS, com total domnio sobre as criaturas, com o dever de promover a ordem, proteger a natureza, ser e fazer o semelhante feliz com total liberdade.

DEFINI√á√ÉO EXATA DO QUE √Č MATEM√ĀTICA: (Edição 128)

por Tassélio de Souza Pereira

No mesmo ano em que a defini, também a publiquei no jornal Folha de Magé, que pertenceu ao jornalista Mário Coelho que foi também correspondente do jornal O Globo.

GRATID√ÉO (Edição 128)

por Izaura Hart

Muitos sentimentos s√£o discutidos e comentados no curso de nossas vidas, no entanto, a gratid√£o faz parte daquele grupo que fica quase esquecido.

OS GRITOS DO NATAL! (Edição 128)

por Ivone Boechat

¬ďH√° um rumor por toda parte: Jesus nasceu¬Ē!

PUBLICA√á√ÉO LOCAL √Č OBRIGAT√ďRIA (Edição 128)

por Clóvis Mendes

√Č um estudo que enfoca o tema, que se por vezes permite uma gama de interpreta√ß√Ķes municipais diversas...

A MAG√Č DO TEMPO DE M√ĀRIO COELHO (Edição 128)

por Ant√īnio Seixas

O livro mais importante sobre o munic√≠pio de Mag√© publicado no ano de 2012 foi, sem medo de errar, ¬ďMag√© do meu tempo¬Ē, livro de mem√≥rias e colet√Ęnea po√©tica de M√°rio de Almeida Coelho

ARTE NAS RUAS (Edição 128)

por Nadja Natan

Em uma palestra do TED (Tecnologia, Entretenimento e Design) David Binder, um conhecido produtor de teatro americano, fala sobre o novo festival do teatro e das artes em geral.

FOR√áA MAIOR (Edição 128)

por Sérgio Silva

O contrato de trabalho poderá terminar por força maior.

ANO BOM (Edição 128)

por Neuza Carion

O ano chega ao fim. Para mim tem sido um bom ano, perdas e ganhos compensados, nem grandes alegrias, nem grandes tristezas, as emo√ß√Ķes em repouso. Passou at√© r√°pido, sem marcos ou marcas.

AMIGO OCULTO (Edição 128)

por Dulcimar Menezes

Desvele-se meu amigo! O nosso mundo precisa urgentemente de pessoas como Você! Feliz Natal! Encontramos-nos no ano que vem... Que seja um Ano Novo de Paz!

CONVERSA COM AS PAREDES (Edição 128)

por Ant√īnio La√©rt

Cheguei no recinto e aguardava os que ia encontrar, quando de repente veio a meu encontro uma amiga que n√£o estava entre estes e a muito n√£o via.

VOC√ä TEM UM PENDRIVE? (Edição 128)

por Débora Damaceno

Lembro-me perfeitamente da primeira vez que me perguntaram se eu tinha um pendrive.

A √ĀRVORE DAS NOVAS RELA√á√ēES (Edição 128)

por Rosinha Matuck

√ą Tempo de Renascer e Renovar o nosso Compromisso com a VIDA e assim abrir NOVAS PORTAS. FELIZ NATAL !

COMPRA POR IMPULSO O OUTRO LADO DA MOEDA (Edição 127)

por Roberto Silva de Siqueira

Sendo assim, como uma forma de antídoto às armadilhas do consumo por impulso, temos uma gama de novos consumidores que ingressam no mercado com outros paradigmas.

SERENDIPIDADE (Edição 127)

por Nadja Natan

Existe uma palavra em ingl√™s, ¬Ďserendipity¬í, que sempre que a leio ela me faz refletir. Ela me fascina. Gosto da palavra que n√£o soa ingl√™s.

PER√ćCIA (Edição 127)

por Sérgio Silva

Quando a prova de determinados fatos alegados pelas partes (autor e réu) depender de conhecimentos técnicos ou científicos, o juiz poderá designar um perito, que é considerado um auxiliar da justiça.

DA CULTURA (Edição 127)

por Neuza Carion

No artigo publicado na edição anterior a esta, defini Educação como o meio formal de transmissão das Culturas e das Ciências.

ADMIR√ĀVEL JUBILEU! TIRO O MEU CHAP√ČU! (Edição 127)

por Dulcimar Menezes

Um lugar especial que só é ocupado pelos grandes mestres. Li que Mestre é aquele que vem na frente, que chega primeiro...

AOS ARTISTAS (Edição 127)

por Rosinha Matuck

Como seria a vida se n√£o houvesse a arte para mitigar a dor de viver e transformar, mesmo a dor, em prazer?

INFORMA√á√ÉO SOBRE NEGOCIA√á√ÉO DA REPOSI√á√ÉO SALARIAL (Edição 127)

por Sandra da Silva

A negociação da reposição salarial está entrando em sua fase final. O sindicato está confiante na aprovação da tabela apresentada pela entidade.

FANTASIAS E MENTIRAS (Edição 127)

por Débora Damaceno

Quantos sonhos você abandonou durante a vida? Não falo daqueles sonhos dos quais se desfez por perder o interesse em sua realização, mas daqueles que se você parar para perceber, você ainda sonha...

ALTERNAN√áA NA CULTURA (Edição 127)

por Clóvis Mendes

Este mês, será eleito um novo presidente na Academia Mageense de Letras.

30 ANOS DA OAB-MAG√Č (Edição 127)

por Ant√īnio Seixas

A Ordem dos Advogados do Brasil foi criada em 18 de novembro de 1930, por ato do Presidente Get√ļlio Vargas, com a finalidade de regulamentar a profissional do advogado.

DE MIM QUE TANTO FALAM: OI OI OI (Edição 127)

por Ant√īnio La√©rt

A novela Avenida Brasil, de Jo√£o Emanuel Carneiro, em seu pen√ļltimo cap√≠tulo, fez men√ß√£o a Mag√©, quando escolheu nossa cidade como local do cativeiro do sequestro de Tuf√£o...

QUAL √Č A CHAVE, QUAL √Č O SEGREDO? (Edição 127)

por Mauri Vieira

Que abre as portas do crescimento, do desenvolvimento, dos investimentos dos governos federais, estaduais e municipais. Precisamos descobrir e urgente.

√ČTICA DO EDUCADOR NO S√ČCULO XXI (Edição 127)

por Ivone Boechat

Nesta Era, vive-se um kit de Eras que se condensaram para confirmar o que foi escrito pelo rei Salom√£o, h√° mil anos a.C: ¬ďO que √© j√° foi; e o que h√° de ser tamb√©m j√° foi...¬Ē Ec 3:15.

A FOR√áA MORAL (Edição 127)

por Izaura Hart

Se os homens e mulheres de toda a Terra entendessem o quanto ¬ďpesa¬Ē a for√ßa moral,muitas guerras seriam evitadas, muito choro seria poupado.

FINS DAS ELEI√á√ēES REINICIAM AS NEGOCIA√á√ēES (Edição 126)

por Sandra da Silva

Nesta ter√ßa o prefeito eleito esteve com a presidente do sindicato, Sandra da Silva, e reafirmou sua inten√ß√£o em dar continuidade as negocia√ß√Ķes

POL√ćTICA, POL√ćTICO, POLITICAGEM (Edição 126)

por Nadja Natan

Esse outubro respiramos ares políticos em várias partes do mundo

A SOBERANIA DE UM POVO (Edição 126)

por Mauri Vieira

Hoje temos que nos curvar a este dito popular. Muitos haver√£o de dizer: ser√° que esse povo tem raz√£o?

CANTINHO DA ALMA - DIA DO MESTRE (Edição 126)

por Izaura Hart

De vez em quando todos dever√≠amos sair da situa√ß√£o habitual em que nos encontramos, √†s vezes c√īmoda, outras nem tanto, mas com as quais j√° acostumamos e experimentar outras realidades

O QUE √Č ESCRAVID√ÉO? (Edição 126)

por Ivone Boechat

Como se poderia definir o trabalho escravo? eria aquele em que o ser humano é visivelmente explorado pelo patrão, até à morte, visando lucro?

QUEM A√ć TEM MEDO DE INTIMIDADE!?! (Edição 126)

por Débora Damaceno

√Č muito comum ouvirmos de homens e mulheres hoje em dia que os relacionamentos perderam muito do encanto que tinham antigamente.

COLUNA DO CL√ďVIS MENDES EM OUTUBRO DE 2012 (Edição 126)

por Clóvis Mendes

L√≠, se n√£o me engano, umas cinco vezes, a sua Cr√īnica e o desabafo que n√£o √© somente seu, √© de todos n√≥s.

N√ď DA QUEST√ÉO ¬ĖUMA REFLEX√ÉO (Edição 126)

por Rosinha Matuck

Sabe por que a gente tem que resolver o nó da questão?

A FOR√áA QUE NUNCA SECA (Edição 126)

por Ant√īnio La√©rt

Nesses tempos em que tudo voa e corre acelerado, em que há um alarme de todos com essa aceleração e uma aflição que consome o tempo escasso que temos, consola saber que existem h

AS ELEI√á√ēES PASSARAM. E AGORA ELEITOR? (Edição 126)

por Roberto Silva de Siqueira

Em Mag√© as elei√ß√Ķes acabaram. N√£o existe a hip√≥tese legal de um 2¬ļ turno.

N√ÉO SEM EDUCA√á√ÉO (Edição 126)

por Neuza Carion

Li h√° algum tempo um artigo da jornalista Miriam Leit√£o, intitulado ¬ďN√£o sem a mulher¬Ē. √Č uma cr√īnica sobre a condi√ß√£o feminina ¬Ė um assunto que me sensibiliza e motiva, sempre.

ENCONTROS E DESPEDIDAS (Edição 126)

por Dulcimar Menezes

Eu estava chegando de carro na casa do meu av√ī para o vel√≥rio do meu pai. Casa era a mesma da minha inf√Ęncia, mas parecia muito maior.

A IDADE DO PRAZER (Edição 125)

por Débora Damaceno

Muito se fala da liberdade sexual do adolescente e do jovem, a sexualidade das pessoas de 60, 70, 80 anos ou mais por outro lado, permanece sendo um tabu.

RUIM PARA UNS....√ďTIMO PARA OUTROS! (Edição 125)

por Izaura Hart

As pessoas vinham t√£o felizes e cheias de bons exemplos vistos nos locais visitados, que n√£o se irritaram por n√£o haver um banco se quer para se sentar.

JORNALISTA CL√ďVIS DA ROCHA MENDES (Edição 125)

por Clóvis Mendes

Antes de se dispor √† cria√ß√£o de um ¬ďCentro Cultural¬Ē, seria melhor ativar o CONSELHO MUNICIPAL DE CULTURA, criado por Lei.

AS ELEI√á√ēES EST√ÉO CHEGANDO. E A√ć ELEITOR? (Edição 125)

por Roberto Silva de Siqueira

Eleição, eleger, votar. Tudo tem a haver com escolha, opção, direção. Mais, no fundo, no fundo, tem a haver com decisão.

DIREITO ELEITORAL (Edição 125)

por Sérgio Silva

O Direito eleitoral é o ramo do direito destinado a estudar os sistemas eleitorais e sua legislação.

MAG√Č VERSUS CHINA DE M√ÉO (Edição 125)

por Rosinha Matuck

A noite de autógrafo do jornalista MARIO COELHO foi um sucesso !

O DONO DO PODER (Edição 125)

por Neuza Carion

Todo poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição.

CASA DE CULTURA RISOLETA MATUCK (Edição 125)

por Ant√īnio Seixas

Risoleta Goulart da Silveira Matuck, cujo centen√°rio de nascimento se aproxima, chamada de ¬ďA Patativa de Mag√©¬Ē, com seus versos levou o nome de nossa cidade para al√©m-fronteiras...

DE TUDO QUE MORA EM MIM (Edição 125)

por Ant√īnio La√©rt

Me ponho a pensar sobre o que seja liberdade. Ser√° que √© surfar numa onda, dominando a f√ļria do mar e o requebrado de seus movimentos?

CONFISS√ēES DE UM MENDIGO (Edição 125)

por Ivone Boechat

Quando nasci, tive enxoval todo azul e o quarto decorado com figura dos heróis favoritos da época. Parecia um conto de fadas.

COM O PERD√ÉO DA M√Ā PALAVRA... (Edição 125)

por Dulcimar Menezes

Mas com sua licença eu quero falar! Estamos fartos dessa estória de dizer que tudo é culpa do povo.

O GOVERNO DA HOLANDA CONFIRMA: (Edição 125)

por Rosinha Matuck

A pol√≠tica tem sido uma constante disputa de interesses pessoais, econ√īmicos e at√© religiosos

SISMA EM CAMPANHA PARA REPOSI√á√ÉO SALARIAL (Edição 125)

por Sandra da Silva

O Sindicato através de sua Presidente Aandra da Silva, juntamente com outros servidores escolhidos em assembléia, estão negociando a reposição salarial dos servidores do município de Magé.

SISMA - POSSE NA DIRETORIA DA CUT (Edição 124)

por Sandra da Silva

O SISMA est√° representado na diretoria da CUT/RJ.

TODO AMOR √Č RELATIVO (Edição 124)

por Tassélio de Souza Pereira

Deus amou o mundo de tal maneira, que enviou o seu filho unigênito para que todo aquele que nele creia, não pereça, mas tenha vida eterna.

PAI, COMO VAI? (Edição 124)

por Izaura Hart

Aquele jovem, m√°sculo, freq√ľentador de academia, ¬ďsarado¬Ē e considerado por muitos at√© ¬ďmarrento¬Ē como se diz agora, foi pai!

PARTICIPA√á√ÉO NOS LUCROS (Edição 124)

por Sérgio Silva

A primeira not√≠cia que se tem da participa√ß√£o nos lucros corresponde a 1794, quando Albert Gallatin, distribuiu aos empregados parte dos lucros nas ind√ļstrias de vidro.

COMPRA POR IMPULSO CUIDADO COM AS ARMADILHAS (Edição 124)

por Roberto Silva de Siqueira

Quando acabamos de fazer uma compra ou de consumir algo fizemos isto porque quisemos? Fomos livres na nossa escolha? Em geral ficamos satisfeitos com o que compramos ou consumimos?

PAI (Edição 124)

por Neuza Carion

Felizes os aben√ßoados com ¬Ė e por ¬Ė um pai que sabe honrar este t√≠tulo: s√≥ t√™m motivos para comemora√ß√£o no dia em sua homenagem.

UM FERIADO ESQUECIDO EM MAG√Č (Edição 124)

por Ant√īnio Seixas

No governo do Prefeito José Ullmann Junior, foi instituído, como feriado municipal, o dia 25 de agosto. Nesse dia nasceu Luis Alves de Lima e Silva, na então Vila de Magé.

O HOMEM E SUA ATITUDES (Edição 124)

por Mauri Vieira

No Brasil, separa-se as atitudes do homem na vida pessoal e na vida p√ļblica, como se uma coisa nada tivesse a ver com a outra...

ATUALIZA√á√ÉO DO C√ďDIGO DO CONSUMIDOR (Edição 124)

por Ant√īnio La√©rt

No dia 14 de março de 2012 a Comissão Revisora fez solene entrega do Relatório final e dos Anteprojetos de atualização ao senador José Sarney.

O VALOR DA FAM√ćLIA (Edição 124)

por Ivone Boechat

A família é resultado do projeto divino.

RADIOGRAFIA DOS ESCOLHIDOS (Edição 124)

por Dulcimar Menezes

A emoção dos grandes escultores da era clássica dizia que a verdadeira arte consiste em extrair de uma pedra bruta a forma perfeita que ela esconde…

AS ELEI√á√ēES EST√ÉO CHEGANDO, SE CUIDA MAGEENSE! SUA HORA √Č ESSA. (Edição 124)

por Rosinha Matuck

As elei√ß√Ķes est√£o pr√≥ximas. O cabideiro de emprego est√° aberto, bem como o caminho que leva muitos oportunistas a desfrutar as gl√≥rias do poder, prest√≠gios, sal√°rios confort√°veis e outras mordomias...

NEGOCIA√á√ÉO SALARIAL (Edição 123)

por Sandra da Silva

Negocia√ß√£o Salarial dos Servidores P√ļblicos Municipais

PERDEMOS SALOM√ÉO CARREIRO (Edição 123)

por Demétrio Sena

O Município de Magé, especialmente o sexto distrito perde a simplicidade, a alegria, o invólucro que abrigava na terra um espírito de luz e bondade...

POBRE ESTRADA DO CONTORNO (BR 493), POBRE MAG√Č (Edição 123)

por Roberto Silva de Siqueira

A assim chamada Estrada do Contorno da Baía de Guanabara, em verdade a BR-493, foi construída em 1960.

E O AMOR VENCEU!!! (Edição 123)

por Izaura Hart

Ela, jovem professora recém formada em uma Escola Normal, aluna interna, ia de 15 em 15 dias para a casa dos pais na capital de um país da América Central.

FILOSOFIA DO TRABALHO (Edição 123)

por Sérgio Silva

O termo trabalho é originário do latim tripalium, que designa instrumento de tortura. Por extensão, significa aquilo que fatiga ou provoca dor.

ARTIGO DE JULHO (Edição 123)

por Clóvis Mendes

N√£o desejo ultrapassar o meu futuro por maior ou menor que seja a tentativa de uma circunst√Ęncia.

UM ALTAR PARA S√ÉO NICOLAU (Edição 123)

por Ant√īnio Seixas

Na obra de restauração da tricentenária igreja de São Nicolau, erguida em 1710, um detalhe causa estranhamento: o altar do padroeiro, antigamente pintado de branco, ganhou um tom acinzentado.

CONVITE (Edição 123)

por Mauri Vieira

Meu irm√£o, minha irm√£ mageense, quero, neste momento, CONVID√Ā-LO(A) a fazer uma profunda reflex√£o no cen√°rio politico de nossa cidade.

VENCENDO DESAFIOS (Edição 123)

por Ant√īnio La√©rt

Acordo bem cedo, às 4:30h. Não sei bem o que me reserva a prova deste domingo, cuja largada está programada para 7:30h.

PARA QUEM TEM MAIS DE 65 ANOS (Edição 123)

por Ivone Boechat

Para quem tem mais de 65 anos

EU QUERO PAZ (Edição 123)

por Dulcimar Menezes

NOSSA MÃE TERRA

VOV√ď MODERNA (Edição 123)

por Rosinha Matuck

A av√≥ de hoje √© independente, descolada, trabalha e tem renda pr√≥pria, vida social ativa, n√£o usa os cabelos obrigatoriamente brancos, n√£o se veste nem se comporta como ¬ďsenhorinha¬Ē, viaja, l√™...

SIC (Edição 122)

por Neuza Carion

SIC TRANSIT GLORIA MUNDI ou DA TANSITORIEDADE DAS COISAS

MAG√Č +20 (Edição 122)

por Neuza Carion

Este é mais um mês recheado de datas especiais: dia do Meio Ambiente, dia de Anchieta e do aniversário da cidade, dia dos namorados, festas juninas. Tantos festejos, tantos eventos...

UMA LANTERNA E UM MENINO (Edição 122)

por Izaura Hart

Mais uma vez o bairro inteiro ficara sem luz.

M√ÉE SOCIAL (Edição 122)

por Sérgio Silva

Mãe social é a denominação da atividade profissional exercida por mulheres em casas de acolhimento de menores, onde fazem o papel de mãe dos menores carentes, incluindo-se aí o aleitamento materno.

CL√ďVIS DA ROCHA MENDES (Edição 122)

por Clóvis Mendes

H√° uma isomorfa parte do conte√ļdo social, que √† apar√™ncia se apresenta, como de excelente desnecessidade.

BIBLIOGRAFIA B√ĀSICA SOBRE MAG√Č (Edição 122)

por Ant√īnio Seixas

No dia 09 de junho comemora-se a elevação do arraial de Magé à condição de Vila

SEM NWNHUM SENTIDO (Edição 122)

por Mauri Vieira

447 anos de puro atraso, n√£o aguentamos mais tanto desmando, vamos aproveitar a chance que deixamos escapar em 1996 e 2004.

PRECIOSA IDADE (Edição 122)

por Ant√īnio La√©rt

Quando se margeia meio s√©culo de vida, muitas quest√Ķes vem √† cabe√ßa

MAG√Č... 447 ANOS! (Edição 122)

por Gustavo Meirelles

O desbravamento da Região de Magé data dos primeiros tempos coloniais do Brasil.

POR QUE O PA√ćS √Č T√ÉO RICO E A NA√á√ÉO √Č T√ÉO POBRE? (Edição 122)

por Ivone Boechat

Não precisa ser economista formado na Haward para ter certeza da origem do enriquecimento estrondoso e vertiginoso deste país.

LEVANTE A CABE√áA! OLHE PRA FRENTE! (Edição 122)

por Dulcimar Menezes

A destruição é barulhenta! A semente que gesta a árvore, germina e cresce em direção ao seu destino é suave e silenciosa.

ANIVERS√ĀRIO DE MAG√Č (Edição 122)

por Sandra da Silva

No aniversário de Magé ficamos felizes em ver que a estrutura está sendo revista, mas e o material humano?

GREVE DOS FERROVI√ĀRIOS (Edição 122)

por Sandra da Silva

GREVE DOS FERROVI√ĀRIOS, PARA REINVINDICAR SAL√ĀRIO JUSTO

MAM√ÉE N√ÉO TEM NAMORADO (Edição 122)

por Rosinha Matuck

Ontem estive na casa de meu tio e me diverti muito, vi minha prima se preparando para a chegada de seu namorado. Arrumou os cabelos e se perfumou,

HOMENAGEM AO DIA DAS M√ÉES! (Edição 121)

por Sandra da Silva

Torno a ver, nos meus dias de criança, O teu regaço, a lamparina acesa, O pequeno lençol que trago na lembrança, A oração da manhã e o pão à mesa...

AGRADECIMENTOS (Edição 121)

por Clóvis Mendes

Sinceramente, não imaginava, que nesta fase de minha vida, alguma emoção ainda viesse sentir.

RUAS E RUMOS (Edição 121)

por Dulcimar Menezes

Estamos vivendo um tempo histórico emblemático.

CPI ¬Ė COMISS√ÉO PARLAMENTAR DE INQU√ČRITO (Edição 121)

por Sérgio Silva

Ultimamente, muito se ouve falar em CPI: Sanguessugas, Ambul√Ęncias, Mensal√£o, Bingos, Carlinhos Cachoeira, entre outros.

S√ď O REI MIDAS TINHA O PODER DE TRANSFORMAR TUDO O QUE TOCAVA EM OURO (Edição 121)

por Robson Pereira

A realidade do nosso município está longe de ser comparada com a lenda do Rei Midas que enfeitiçado por um estranho poder, em que tudo o que tocava se transformava em ouro.

HIST√ďRIA DO Z√Č LUIZ DA PROPAGANDA (Edição 121)

por Leandro Vidal

Zé Luiz contava que começou a trabalhar no armazém de seu pai (A FIDALGA) no centro de Magé aos 09 anos de idade

ENFIM UM SANTO NASCIDO EM MAG√Č (Edição 121)

por Ant√īnio Seixas

O Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Jo√£o Tempesta, O. Cist., deu in√≠cio ao processo de beatifica√ß√£o do Dr. Jer√īnimo de Castro Abreu Magalh√£es (1851-1909)

UMA COISA √Č UMA COISA OUTRA COISA √Č A MESMA COISA (Edição 121)

por Mauri Vieira

Nossa democracia √©, sem d√ļvida, ultra moderna, permite a todos os pol√≠ticos exercer um mandato ou mandado, como queira, sem mudar absolutamente nada.

FRAGMENTOS DE CPNVERSA SOLO VI (Edição 121)

por Ant√īnio La√©rt

REITERA√á√ēES DE UM RETIRO

QUE SAUDADE DE JESUS! (Edição 121)

por Izaura Hart

Todas as vezes em que nos deparamos com as manchetes de jornais que nos chamam a aten√ß√£o para o esc√Ęndalo, o crime e a corrup√ß√£o, pensamos: Que saudade de Jesus!

HOMENAGEM √ÄS M√ÉES! (Edição 121)

por Ivone Boechat

Nem mesmo o código misterioso da comunicação foi capaz de rimar este nome perfeito: Mãe! Foi preciso traduzi-lo em versos, flores, abraços e homenagens o afeto singular da Mãe!

DESAGRAVO (Edição 121)

por Neuza Carion

Entre a efervescência do verão e a introspecção do inverno, o mês de maio é um mês brando, suave, ameno como seu clima.

QUE DIA LINDO! (Edição 121)

por Rosinha Matuck

S√£o 15 h, tenho que sair, tenho pressa, mas a chuva cai com intensidade. Relaxo, sento em minha varanda e curto a tarde.

SISMA BUSCANDO PARCERIAS E CONSTRUINDO O FUTURO (Edição 120)

por Sandra da Silva

O Sindicato dos Servidores do Município de Magé buscando parcerias e construindo o futuro.

REIVINDICA√á√ēES DO SISMA (Edição 120)

por Sandra da Silva

O Munc√≠pio finalmente come√ßa a cumprir as reivindica√ß√Ķes do SISMA

FATO DO PR√ćNCIPE (FACTUM PRINCIPIS) (Edição 120)

por Sérgio Silva

Ato de império decorrente da autoridade do governante. Há uma figura específica na legislação trabalhista de intervenção de terceiro que deriva do factum principis

A √ČTICA DO CONSUMO (Edição 120)

por Dulcimar Menezes

Em tempos de chuva, quando meus amigos me perguntam se tenho um guarda chuvas, respondo que n√£o. - N√£o, eu tenho um Paraguas (guarda chuvas em espanhol)

DIGNIDADE N√ÉO TEM PRE√áO (Edição 120)

por Robson Pereira

Quando aceitei o desafio de participar do grupo que hoje governa esta cidade, firmei internamente um compromisso de me manter íntegro e coerente com meus próprios atos.

A PAZ (Edição 120)

por Izaura Hart

Vivemos buscando a paz, como crianças que buscam um brinquedo…

QUEM FOI PILATOS (Edição 120)

por Ivone Boechat

P√īncio Pilatos, homem de origem pleb√©ia, provem da fam√≠lia Pontii, com ra√≠zes no Sul da It√°lia. Pilatos pode significar homem armado com dardo-pilum; ou sem cabelos-pillus - calvo.

ABSTERGERA√á√ÉO FILOS√ďFICA (Edição 120)

por Clóvis Mendes

√Ā reflex√£o de xiitas e Fundamentalista discriminadores

O VELHO PAIOL DO CALUNDU (Edição 120)

por Ant√īnio Seixas

Em Guia de Pacobaíba, no final da Estrada Real de Mauá, às margens do rio Estrela, ficam as terras da antiga fazenda Calundu,

MANDATO OU MANDADO (Edição 120)

por Mauri Vieira

Estamos num ano eleitoral, dentro de, aproximadamente, 4 meses iniciar-se-√° a corrida ao voto.

FRAGMENTOS DE CONVERSA SOLO V (Edição 120)

por Ant√īnio La√©rt

Quando somos informados que uma pessoa est√° doente e nas √ļltimas, fica sempre em aberto a pergunta: ser√° que ela n√£o poderia voltar para as primeiras ? Ah, seria t√£o bom.

O PRE√áO DA CORRUP√á√ÉO! - ABRIL (Edição 120)

por Gustavo Meirelles

Todas as crianças deveriam ter direito à escola, mas para aprender devem estar bem nutridas. Sem a preparação do ser humano, não há desenvolvimento.

VERGONHA ALHEIA (Edição 120)

por Neuza Carion

Ao assistir à matéria veiculada no Fantástico sobre corrupção, com entrevistas gravadas nas empresas que pagam propina, não fiquei surpresa, é claro, e a indignação que senti foi compatível...

ESPELHO (Edição 120)

por Rosinha Matuck

A felicidade é uma consequência natural de você ser quem você é

DIA INTERNACIONAL DA MULHER (Edição 119)

por Sandra da Silva

No Dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade norte americana de Nova Iorque, fizeram uma grande greve.

A EVOLU√á√ÉO DE MAG√Č (Edição 119)

por Ricardo Mota

Magé vive um grande momento na sua história, hoje somos bem recebidos em qualquer lugar que vamos,...

OH, ABRAM ALAS, QUE O CARNAVAL QUER PASSAR! (Edição 119)

por Dulcimar Menezes

Era passar o ano novo e já começavam os preparativos para a grande festa! Acordávamos cedo, cumpríamos os afazeres domésticos que nos cabiam na época...

DE VOLTA AO PASSADO... (Edição 119)

por Felipe Augusto dos Santos

Quem se disp√Ķe a conhecer um pouco sobre Mag√©, logo percebe a relev√Ęncia hist√≥rica do munic√≠pio.

FICHA LIMPA (Edição 119)

por Sérgio Silva

Ficha Limpa, tema que adotamos para a CAMINHADA DOS ADVOGADOS E DA CIDADANIA DE MAG√Č E GUAPIMIRIM em 2011 √© uma lei brasileira que teve sua origem atrav√©s da hist√≥ria do Projeto de Lei Popular 519/09

SONHAR N√ÉO CUSTA NADA (Edição 119)

por Robson Pereira

O que nos move √© o sonho, e esse custa muito pouco. Mag√© neste carnaval fez muita gente voltar a sonhar, sonhar o sonho do Pierr√ī, do Arlequim e da Colombina.

ANIVERS√ĀRIO DO CFN (Edição 119)

por Moisés Queiroz

Nesta edi√ß√£o do Mil√™nio Vip, recorri ao meu √°lbum de fotografias em homenagem e, para discorrer sobre uma das mais importantes Institui√ß√Ķes do Brasil.

DESILUS√ÉO (Edição 119)

por Clóvis Mendes

... H√° um pegajoso del√≠rio p√ļblico encabe√ßado por um SABARUNO, que se p√Ķe como mestre- sala , num carnaval sem confete, serpentina e porta bandeira.

ESTADO DE RESIST√äNCIA (Edição 119)

por Valmir Sant'Anna

H√° quem ponha em d√ļvida o futuro da liberdade reconquistada pelo povo mageense.

MANUEL MADRUGA FILHO - PINTOR MAGEENSE (Edição 119)

por Ant√īnio Seixas

Paisagista, retratista, pintor impressionista e decorativista, nasceu na cidade de Mag√©, no 2.¬ļ distrito, Santo Antonio do Paquequer, atual munic√≠pio de Teres√≥polis, em 20 de setembro de 1872...

O HOMEM NO PODER OU O PODER NO HOMEM? (Edição 119)

por Mauri Vieira

Muitos acreditam não haver diferença, outros dizem que para se conhecer o homem bastam lhe dar poder, outros acham que com poder o homem se modifica etc...

FRAGMENTOS DE CONVERSA SOLO IV (Edição 119)

por Ant√īnio La√©rt

Tem horas e momentos que dá uma vontade imensa de tirar a tampa e deixar vazar, esvaziar-se de tudo. Voltar àquele grau zero do aprendizado, aquele momento inicial de maravilha e encantamento.

CAD√ä O MEU PETR√ďLEO?! (Edição 119)

por Gustavo Meirelles

Desde novembro de 2011 o Governo do Estado do Rio de Janeiro vem se mobilizando, fazendo campanhas e convocando a população a caminhar em defesa dos Royalties do Petróleo.

MULHER, MULHER! (Edição 119)

por Izaura Hart

Mais um dia internacional da mulher.

ACABOU NOSSO CARNAVAL (Edição 119)

por Neuza Carion

E agora o ano come√ßa de ¬ďverdade¬Ē. Mas antes de seguir em frente √© preciso dar uma olhadinha para tr√°s, para ajudar a ajustar o rumo.

N√ÉO ME SOCORRE, QUE EU ESTOU FELIZ (Edição 119)

por Rosinha Matuck

A frase é atual, mas traduz bem o espírito da festa que já tem mais de seis mil anos de existência.

PARECE F√ĀBULA, MAS √Č A MAIS PURA REALIDADE (Edição 118)

por Robson Pereira

Em alguns momentos me reporto à ficção, ou às fábulas para tentar entender o que passa na cabeça da nossa população

O PRE√áO DA CORRUP√á√ÉO! (Edição 118)

por Gustavo Meirelles

A máscara branca com bigode e cavanhaque negros foi usada pelo Justiceiro solitário do filme V de vingança.

MEIO AMBIENTE DO TRABALHO SAUD√ĀVEL (Edição 118)

por Sérgio Silva

Falar desse tema como direito fundamental imp√Ķe, necessariamente, um retorno ao per√≠odo anterior ao surgimento das normas que, pouco a pouco, o regulamentaram.

O BUSTO DE MAN√Č GARRINCHA (Edição 118)

por Ant√īnio Seixas

Na praça Montese, no centro do bairro de Pau Grande, está o busto em bronze do jogador Manoel Francisco dos Santos, o imortal Mané Garrincha.

MIL√äNIO NO RUMO CERTO (Edição 118)

por Rosinha Matuck

Estou eu aqui, com mil idéias na cabeça, exultando de alegria com a chegada do Novo Ano. Claro que vou copiar umas idéias.

MUNDO ANIMAL (Edição 118)

por Neuza Carion

Tudo começou com uma piada da Mileninha, uma sátira, usando figuras do reino animal. Pobres animais... Criou-se uma polêmica que não para de crescer.

REDA√á√ÉO DE MENINO (Edição 118)

por Moisés Queiroz

Neste início de ano, gostaria de compartilhar com nossos leitores, um texto (autor desconhecido) que recebi de um grande amigo e creio que seja uma boa oportunidade para que nós pais

FRAGMENTOS DE CONVERSAS SOLO III (Edição 118)

por Ant√īnio La√©rt

Um dia cheguei a pensar que pudesse passar no√ß√Ķes de cidadania para as pessoas, fazendo um curso regular e seriado sobre o tema, ministrado para ¬īlideran√ßas¬ī.

CANTINHO DA ALMA (Edição 118)

por Izaura Hart

Nada melhor do que iniciar o ano agradecendo!

A PORTA FECHADA (Edição 118)

por Ivone Boechat

Conta-se que Dr. Fritz Kaufmann, um dos mais notáveis médicos alemães, reconhecido em toda a Europa, foi convidado pela Sociedade Médica Americana para tomar parte de um Seminário, em Nova York.

GARRINCHA (Edição 118)

por Rosinha Matuck

Nascido em Magé a 18 de outubro de 1933, Manuel Francisco dos Santos, Mané Garrincha, ou apenas Garrincha, foi um dos maiores jogadores da história do futebol em todos os tempos.

REDES SOCIAIS - FERRAMENTA PARA DEFESA DO CONSUMIDOR (Edição 118)

por Edivar Tavares

As redes sociais e os sites de relacionamentos, como exemplo: My Space, Orkut, Facebook e Twitter, surgiram com a finalidade de integrar as pessoas.

PARA IN√ćCIO DE CONVERSA... O FUTURO QUE QUEREMOS (Edição 118)

por Dulcimar Menezes

Mais um ano se inicia... E lamentavelmente parece que j√° est√° virando uma constante n√≥s passarmos o m√™s de janeiro assistindo trag√©dias conseq√ľentes de desastres naturais.

EM DEFESA DAS COBRAS (Edição 118)

por Demétrio Sena

Ainda não entendo essa perseguição às cobras, pelo ser humano, com exceção dos ecologistas.

SEMPRE SOUBE ADMINISTRAR COM EFICI√äNCIA AS MINHAS CIRCUNST√āNCIAS. (Edição 118)

por Clóvis Mendes

Existem áreas, e dentro delas, seus escamoteados paradoxos. E, sendo assim, objetivos comuns são diluídos por parvos e caçoístas, com prejuízos a toda comunidade.

A VERDADEIRA GRANDE FAM√ćLIA (Edição 118)

por Mauri Vieira

Como definir uma grande família? Podemos definir pelo sobrenome, por um grupo de pessoas, pelos feitos, pelos não feitos, pela história de antepassados etc...

QUEST√ÉO DE SEM√āNTICA (Edição 117)

por Valmir Sant'Anna

Por haver correla√ß√£o de palavras, ao pronunci√°-las, as pessoas transformam o sentido original de certas express√Ķes.

QUANTO CUSTOU OS 15 ANOS DE SIL√äNCIO? (Edição 117)

por Darke Baptista

Quanto custou os 15 anos de silêncio sobre o Pedágio em Magé?

SENHOR, ATENDE-ME! (Edição 117)

por Rosinha Matuck

Fazei-me calar! N√£o por medo, por omiss√£o ou interesse pessoal, mas por pavor do turbilh√£o de sensa√ß√Ķes dentro de mim, a me fazer t√£o mal.

O QUE ERA PRA FAZER J√Ā FIZ (Edição 117)

por Clóvis Mendes

Lamentavelmente, Nestor Vidal, prefeito de Mag√©, ao se afastar de uma reuni√£o ¬ďpartid√°ria¬Ē, fez a declara√ß√£o, t√≠tulo desta nota.

CANTINH DA ALMA - NATAL (Edição 117)

por Izaura Hart

Aproximando-se o Natal de Jesus, vendo casas, ruas e vitrines enfeitadas, observando as confraterniza√ß√Ķes e diferentes formas de aproxima√ß√£o entre amigos e familiares...

NOSSOS SONHOS... QUE O VENTO N√ÉO OS LEVEM! (Edição 117)

por Dulcimar Menezes

Uma pessoa ensandecida, instrumentada de um peda√ßo de m√°rmore tentou quebrar todos os equipamentos de caixas eletr√īnicos de uma agencia banc√°ria em Mag√©, alcan√ßando √™xito na maioria das m√°quinas.

NATAL DE PAZ (Edição 117)

por Ivone Boechat

Os ¬ďhomens de boa vontade¬Ē est√£o lutando desesperadamente para mudar a pol√≠tica dos homens com m√° vontade de acertar.

PRESCRI√á√ÉO E DACAD√äNCIA NO CDC (Edição 117)

por Edivar Tavares

Neste artigo, abordaremos outro tema de extrema import√Ęncia para o consumidor, qual seja, a prescri√ß√£o e a decad√™ncia no C√≥digo de Defesa do Consumidor (CDC).

√ĀGUA, TORMENTO MAGEENSE. (Edição 117)

por Syrhaar Sacramento

√Č um absurdo... o que n√≥s mageenses passamos com respeito ao fornecimento de √°gua, depois de morarmos embaixo de tantas cachoeiras a pouca √°gua que temos √© cara e de qualidade duvidosa

O CR√ćTICO OMISSO (Edição 117)

por Mauri Vieira

Toda cr√≠tica construtiva √© sadia, serve de alerta, serve de repensar atos e medidas, pode ajudar nas decis√Ķes e at√© de postura.

CENTEN√ĀRIO DE M√ĀRIO ROSSI (Edição 117)

por Ant√īnio Seixas

Mário Rossi nasceu em Petrópolis, a 23 de maio de 1911, filho dos italianos Alexandre Rossi e Aurélia Pizzoni Rossi. Poeta, compositor e letrista.

TRABALHO TEMPOR√ĀRIO (Edição 117)

por Sérgio Silva

Com a chegada do final do ano, o comércio começa a aquecer, muitas empresas contratam empregados temporariamente, porém não tomam as devidas providências, que a lei determina.

O QUE √Č O NATAL? (Edição 117)

por Moisés Queiroz

PARA O CAPITALISTA, UMA GRANDE DATA PARA REALIZAR GRANDES NEG√ďCIOS

O MENESTREL (Edição 117)

por Robson Pereira

Estive nos √ļltimos dias pensando na vida, refletindo sobre o que est√° acontecendo no meu dia-a-dia, na vida do meu Pa√≠s, e na vida da minha cidade.

FRAGMENTOS DE CONVERSAS - SOLO II (Edição 117)

por Ant√īnio La√©rt

Quando escuto a can√ß√£o caminhoneiro, de Roberto e Erasmo, prontamente nela me reconhe√ßo, j√° que sou uma esp√©cie de motorista de caminh√£o, daqueles que conduzem por a√≠ ¬ďcarga viva¬Ē;

EQU√ćVOCOS (Edição 117)

por Neuza Carion

Pela força do voto popular Magé tem um novo governo...

CANTINHO DA ALMA - REFLITAMOS (Edição 116)

por Izaura Hart

J√° estamos nos aproximando do Natal de Jesus...

O GEOCENTRISMO B√ćBLICO (Edição 116)

por Clóvis Mendes

O Geocentrismo bíblico foi contraposto pelo heliocentrismo. T eses referentes ao sol, como sendo o Centro, defendido por Nicolau Copérnico, com o aval de Galilei. Este, para não ser queimado vivo pela

TODO CIDAD√ÉO √Č UM EDUCANDO E UM EDUCADOR (Edição 116)

por Robson Pereira

N√£o viemos ao mundo s√≥ para sobreviver. Do nascimento ao √ļltimo dia da vida de cada cidad√£o, temos um dever expl√≠cito de educador.

CHOQUE DE ORDEM (Edição 116)

por Syrhaar Sacramento

Por que a administra√ß√£o p√ļblica n√£o tem a compet√™ncia compat√≠vel com o seu pr√≥prio custo, que por sinal √© alt√≠ssimo?

FUMA√áA DO BOM DIREITO (Edição 116)

por Sérgio Silva

¬ďOnde h√° fuma√ßa pode haver fogo¬Ē.

O 1¬ļ JUIZ DE FORA DE MAG√Č (Edição 116)

por Ant√īnio Seixas

O juizado de fora das Vilas de Santo Antonio de Sá e Magé foi criado por D. João VI, através de alvará datado de 27 de junho de 1808, com competência cível, criminal e orfanológica.

¬ĎO TEMPO N√ÉO PARA! (Edição 116)

por Moisés Queiroz

Pensar no tempo é pensar nas pessoas, no mundo e nas coisas. Quanto tempo já se passou....

K√Ā E L√Ā - EIS A QUESTAO! (Edição 116)

por Rosinha Matuck

Acabo de chegar, minha cabeça ainda roda, o impacto me atordoa e tremo em pensar que existe um mundo melhor, que não é o nosso....

MINHA CIDADE MINHA VIDA (Edição 116)

por Mauri Vieira

O amor que sinto por esta cidade e t√£o grande que, eu mesmo, n√£o consigo medir.

FRAGMENTO DE CONVERSA SOLO I (Edição 116)

por Ant√īnio La√©rt

Todos nós deixamos a vida passar nas idas e vindas entre casa e trabalho.

TRIBUTO A UMA AMIGA..... (Edição 116)

por Izaura Hart

H√° pessoas que passam pela vida e marcam a vida de alguns e h√° outras que marcam a vida de muitos....

N√ÉO FALTAM PROFESSORES NO BRASIL (Edição 116)

por Ivone Boechat

O Brasil tem as melhores faculdades de educação, elas têm conceito bom perante os olhos do órgão que as avaliam.

O LEGADO DA COPA E DAS OLIMP√ćADAS PARA MAG√Č (Edição 116)

por Felipe Augusto dos Santos

Em todas as reportagens sobre a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Ol√≠mpicos de 2016, as autoridades brasileiras fazem quest√£o de destacar o ¬ďlegado¬Ē que estes eventos v√£o deixar para as cidades-sede...

CONTRATO EDUCACIONAL (Edição 116)

por Edivar Tavares

A Constitui√ß√£o da Rep√ļblica prev√™ em seu art. 6¬ļ a Educa√ß√£o como direito fundamental, bem como estabelece a garantia de padr√£o de qualidade como um dos princ√≠pios do ensino no Brasil

ORGULHO (Edição 116)

por Neuza Carion

Neste mês em que o Brasil homenageia um ilustre personagem de sua História, talvez o maior representante da Consciência Negra, quero reproduzir algo que fiz há muitos anos...

ARVORAGEM (Edição 115)

por Dulcimar Menezes

21 de setembro - dia da √°rvore. 2011 ¬Ė Ano Internacional das Florestas.

A IGREJA DE NOSSA SENHORA DE PIEDADE (Edição 115)

por Clóvis Mendes

A primeira Igreja de Nossa Senhora de Piedade, foi construída em estuque, no morra da praia de Piedade e sua edificação ocorreu em 1612.

A FRATERNIDADE COMO CATEGORIA JUR√ćDICA (Edição 115)

por Sérgio Silva

Quando falamos em Direito da Fam√≠lia, encontramos nele o princ√≠pio de fraternidade, fruto de rela√ß√Ķes, de respeito e de amor que supomos existir entre os membros do n√ļcleo familiar.

A CAPELA DE SANTA TEREZINHA (Edição 115)

por Ant√īnio Seixas

Foi construída por Conrado Antonio de Paulo, filho de Saturnino de Paulo, nascido em 19 de fevereiro de 1900

DATAS PARA N√ÉO ESQUECER! (Edição 115)

por Robson Pereira

O onze de setembro para o mundo e o primeiro de janeiro de 2005 para Magé.

MAG√Č, DE QUEM √Č A CULPA? (Edição 115)

por Mauri Vieira

Tenho recebido vários E-mails falando sobre Magé. Alguns de socorro, elogios, críticas, malhação e até pejorativos.

VOC√ä CONHECE ROGER ALMEIDA? (Edição 115)

por Moisés Queiroz

Neste mês vou falar a respeito de um mageense que seguiu um destino diferente.

EU E A SOLID√ÉO (Edição 115)

por Ant√īnio La√©rt

E vamos eu e a solidão à caminho de Paraty, em busca de letras, histórias, enredos, testemunhos, depoimentos, leituras vívidas e comoventes, diálogos inesquecíveis, performances memoráveis...

CANTINHO DA ALMA: A AUTORIDADE (Edição 115)

por Izaura Hart

N√£o √© dif√≠cil se perceber que tanto o dinheiro como a autoridade s√£o delega√ß√Ķes das quais se pedir√° contas aos que delas est√£o fazendo uso.

PERSPECTIVAS DA EDUCA√á√ÉO PARA UM MUNDO POSS√ćVEL (Edição 115)

por Ivone Boechat

Os maiores drag√Ķes do S√©culo XXI - a informa√ß√£o e o som mal usados, j√° come√ßaram a refletir na educa√ß√£o do imagin√°rio da humanidade

ECOS DA SEGUNDA GUERRA EM MAG√Č (Edição 115)

por Felipe Augusto dos Santos

Um dos momentos mais emocionantes no lançamento do livro de Irun Sant’Anna foi quando o nobre amigo Haroldo Teixeira apresentou a seguinte raridade: um panfleto da Comissão de Ajuda à FEB em Magé

CADASTROS RESTRITIVOS (SERASA/SPC, ETC) (Edição 115)

por Edivar Tavares

Os Cadastros de restrição ao crédito criados como meios coercitivos de obrigar o consumidor a pagar suas dívidas, já que todos os débitos que não forem pagos são publicados em uma lista...

EL GRAN CIRCO SE FU√Č (Edição 115)

por Rosinha Matuck

Circo √© comumente uma companhia itinerante que re√ļne artistas de diferentes especialidades: malabarista, palha√ßo, acrobata, em muitas formas de espet√°culos como monociclo, globo da morte e etc.

ATEN√á√ÉO! (Edição 115)

por Neuza Carion

Pela força do voto popular Magé tem um novo governo. Pelo que sei, é composto por pessoas com experiência em administração, ainda que da iniciativa privada.

O PODER DA GENTILEZA (Edição 114)

por Izaura Hart

Cantinho da Alma

CONQUISTR A DIST√āNCIA (Edição 114)

por Ant√īnio La√©rt

Fernando Pessoa tem um frase luminosa, dentre tantas: ¬ďconquistemos a dist√Ęncia, mas que seja nossa¬Ē.

NOTA DE ETERNA GRATID√ÉO (Edição 114)

por Dulcimar Menezes

Texto lido ao final da missa em a√ß√£o de gra√ßas pelo 70¬į anivers√°rio da minha m√£e ocorrida no dia 05/08/2011

COMO MOIS√ČS V√ä A SUA TERRA (Edição 114)

por Clóvis Mendes

√Č com profunda tristeza que constato a aus√™ncia de um posto dos Correios, de uma lot√©rica para minimamente atender a popula√ß√£o de Santo Aleixo.

COLUNA DO CONSUMIDOR (Edição 114)

por Edivar Tavares

O C√≥digo de Defesa do Consumidor (CDC) √© uma lei ampla abrange todas as rela√ß√Ķes de consumo nas esferas civil, administrativa e penal.

MAG√Č PRECISA DE UMA NOVA HIST√ďRIA (Edição 114)

por Felipe Augusto dos Santos

Ap√≥s o resultado da elei√ß√£o suplementar, a nova administra√ß√£o municipal ter√° muitos desafios e pouco tempo para enfrent√°-los, j√° que no pr√≥ximo ano haver√° elei√ß√Ķes para prefeito e vereadores.

COMPET√äNCIAS INSTITUCIONAIS DAS SUBSE√á√ēES DA OAB (Edição 114)

por Sérgio Silva

As duas importantes fun√ß√Ķes sociais da OAB, conforme disp√Ķe o artigo 44 da Lei 8.906/94 (Estatuto da OAB)

E AGORA? (Edição 114)

por Moisés Queiroz

Passado o momento de euforia com a vitória daquele que nós elegemos para ser o administrador de nosso município, recai sobre os ombros de cada mageense preocupado em recuperar, reconstruir a cidade...

√Č IMPOSS√ćVEL EDUCAR SEM REGRAS DE VIVER! (Edição 114)

por Ivone Boechat

Todos os mestres da humanidade tomam como referência de disciplina a harmonia do universo.

O POVO DE MAG√Č (Edição 114)

por Mauri Vieira

Quando todo mundo acreditava que os COZZOLINOS, com a m√°quina na m√£o, novamente conseguiria ludibriar O POVO DE MAG√Č, se deram mal.

VIRADA (Edição 114)

por Neuza Carion

As deprimentes cenas de desordem e viol√™ncia recentemente ocorridas em pra√ßa p√ļblica, bem no Centro de Mag√©, me remeteram a um artigo lido semanas atr√°s na revista dominical do Globo

VERGONHA (Edição 114)

por Rosinha Matuck

Foi a reportagem, publicada em mar√ßo deste ano, que ao apontar o c√īmico revelou o tr√°gico. E foi exatamente assim a rea√ß√£o: primeiro o riso e depois, com a consci√™ncia, vergonha e revolta

O PRIMEIRO DIA DO RESTO DE NOSSAS VIDAS (Edição 114)

por Robson Pereira

Uma sensação jamais vista. A esperança vence o medo e a tristeza deu lugar à alegria. Magé jamais será a mesma depois desse 31 de julho de 2011.

MINHA OPINI√ÉO (Edição 113)

por Moisés Queiroz

Desde que comecei a escrever para o Milênio Vip, janeiro de 2010, sempre procurei mostrar aquilo que achava que pudesse ser de interesse para nossa comunidade.

UM SONHO SONHADO (Edição 113)

por Rosinha Matuck

Sonhei que Mag√© havia sido premiada pelos deuses do Universo nos trazendo a t√£o desejada Liberdade e, com ela, a educa√ß√£o e a sa√ļde sendo priorizadas de forma urgente...

VEM, VAMOS! (Edição 113)

por Neuza Carion

Mais uma vez no olho do furacão, Magé se vê no noticiário, exposta ao ridículo em rede nacional. Até quando vai admitir a pecha do atraso? Até quando vai aceitar esmolas e se satisfazer com migalhas?

A JUSTI√áA PARTICIPATIVA AO LONGO DA HIST√ďRIA (Edição 113)

por Sérgio Silva

Cada pa√≠s tem uma lei maior, a Constitui√ß√£o. As Constitui√ß√Ķes contempor√Ęneas de cunho democr√°tico colocam a fam√≠lia e o Estado como alicerces e co-respons√°veis pelo desenvolvimento

O ACAD√äMICO ALCINO GUANABARA (Edição 113)

por Ant√īnio Seixas

Alcindo Guanabara, jornalista e político, nasceu em Magé, a 19 de julho de 1865, e faleceu no Rio de Janeiro, em 20 de agosto de 1918.

¬ďO PONTAP√Č DO DIABO JOGA A GENTE NO C√ČU¬Ē (Edição 113)

por Robson Pereira

Eu sempre acreditei que pud√©ssemos tirar li√ß√Ķes das adversidades da vida...

MINHA TERRA TER√Ā PALMEIRAS? (Edição 113)

por Mauri Vieira

Bem, o que tudo indica terá sim, palmeiras representadas por EDUCAÇÃO, SAUDE, EMPREGO, SANEAMENTO E TUDO MAIS.

ESCOLHER O CAMINHO (Edição 113)

por Ant√īnio La√©rt

Guardei tanta coisa para um dia falar sobre esse assunto e quando fui convidado pela escola de minha filha a dizer algo sobre a profiss√£o de advogado

GRANDIOSIDADE DE UM JUIZ (Edição 113)

por Izaura Hart

Lendo a coluna ¬ďEm nome de Deus¬Ē do Jornal Extra de domingo dia 03 de julho, da autoria do Vice-Presidente da R√°dio Rio de Janeiro Gerson Sim√Ķes Monteiro

RESPONSABILIDADE (Edição 113)

por Gustavo Meirelles

Depois da acirrada disputa judicial, foi confirmada para o dia 31 de Julho a eleição para escolha do novo Prefeito e Vice-Prefeito da nossa linda Magé.

OUTRAS CASSA√á√ēES NA POL√ćTICA MAGEENSE (Edição 113)

por Felipe Augusto dos Santos

Nas √ļltimas d√©cadas, a popula√ß√£o mageense tem convivido com uma s√©rie de not√≠cias que envergonham a pol√≠tica do munic√≠pio: casos de corrup√ß√£o, compra de votos, assassinatos de vereadores, enfim

COLUNA DO CONSUMIDOR - JULHO DE 2011 (Edição 113)

por Edivar Tavares

O C√≥digo de Defesa do Consumidor (CDC), em vigor desde o dia 12 de mar√ßo de 1991, √© uma lei de ordem p√ļblica e de interesse social que estabelece normas de prote√ß√£o e defesa do consumidor.

SOMOS LIVRES! (Edição 113)

por Dulcimar Menezes

gostaria de compartilhar com voc√™s uma experi√™ncia do passado que tanto me seq√ľestra a mem√≥ria nos tempos atuais.

CL√ďVIS MENDES (Edição 113)

por Clóvis Mendes

Eu sempre soube que Magé tinha direito.

CID√ÉO (UM MAGEENSE CIDAD√ÉO) (Edição 113)

por Renato Ascar

CIDÃO é um cara como tantos Mageenses,gente boa, bom de onda, mais chapado de muita indignação e muita perplexidade

RECADINHOS DA CIGANA MARIA ROSA - JULHO DE 2011 (Edição 113)

por Cigana Maria Rosa

O amor, felicidade, sa√ļde, prosperidade, etc muitos me procuram com essa aus√™ncia na vida. O que se pode fazer com as nossas necessidades?

A FILOSOFIA POPULAR SOBRE A MORTE (Edição 113)

por Ivone Boechat

Quando eu era criança, o velório era um acontecimento.

ELES CAMINHAM SEMPRE NA CONTRA M√ÉO (Edição 112)

por Gustavo Meirelles

Me lembrei agora que ontem à noite, por volta das 19hs, um admirador ferrenho do jeito Cozzolino de governar, me telefonou eufórico:

BREVE DEPOIMENTO (Edição 112)

por Clóvis Mendes

Este breve depoimento é muito mais de agradecimentos a VOCÊ, Rosinha.

MAG√Č PROPRIEDADE P√öBLICA? (Edição 112)

por Eduardo Silva

Vejo com estranheza um fen√īmeno ocorrendo em Mag√©, que √© a interfer√™ncia de pol√≠ticos de cidade vizinha querendo impor o futuro de Mag√©.

COLOQUE AMOR EM TUDO QUE FAZ... (Edição 112)

por Robson Pereira

Coloque amor em tudo que faz... deixe transparecer essa intenção e lhe garanto, tudo vai caminhar bem.

446 ANOS DE HISTORIA, O QUE TEMOS A COMEMORAR ? (Edição 112)

por Gustavo Meirelles

O desbravamento da região de Magé data dos primeiros tempos coloniais do Brasil.

OUSADIA PARA FALAR DE AMOR (Edição 112)

por Dulcimar Menezes

Todos n√≥s j√° experimentamos as repeti√ß√Ķes da vida.

O JORNAL ¬ďGAZETA DE MAG√ȬĒ E A REFLEX√ÉO HIST√ďRICA (Edição 112)

por Felipe Augusto dos Santos

Inicialmente, faz-se necessário ressaltar que a presente reflexão não tratará de Cristóvão de Barros, Simão da Mota e outras polêmicas, nem tampouco das origens históricas de Magé.

DIREITOS HUMANOS (Edição 112)

por Sérgio Silva

Os direitos humanos s√£o os direitos e liberdades b√°sicos de todos os seres humanos.

O QUE SER√Ā DO AMANH√É? (Edição 112)

por Neuza Carion

Mais uma vez se aproxima o período de comemoração do aniversário da nossa cidade, nosso eterno tema, e pretendia usar este espaço para falar de seus cantos e encantos.

RIQUEZA INTOC√ĀVEL (Edição 112)

por Renato Ascar

Outrora, festejando há décadas sua tão sonhada \"emancipação política\" e o seu descobrimento há quatrocentos e tantos anos...

O QUE QUEREMOS PARA NOSSA CIDADE, NOSSOS FILHOS E NOSSA GENTE? (Edição 112)

por Moisés Queiroz

Tenho pensado a respeito da import√Ęncia que tenho dado a minha fam√≠lia e chego √† conclus√£o que o mesmo peso dessa responsabilidade recai sobre como eu trato minha cidade.

MINHA TERRA N√ÉO TEM PALMEIRAS E NEM CANTA O SABI√Ā (Edição 112)

por Mauri Vieira

Estamos as véspera de mais um ano de emancipação política.

POR QUE DEVEMOS AMAR ESSA CIDADE? (Edição 112)

por Ivone Boechat

09 de junho! 446 anos! Salve Magé!

PREVIS√ēES PARA JUNHO (Edição 112)

por Cigana Maria Rosa

Ultrapassamos a metade do ano, estamos numa etapa pr√≥spera, estamos vencendo obst√°culos, pulando v√°rias formas de provoca√ß√Ķes

FALAR APENAS O ESSENCIAL (Edição 112)

por Ant√īnio La√©rt

Tenho visto como falam pelos cotovelos em alguns ministros.

O MUNDO, BRASIL E MAG√Č (Edição 112)

por Nestor Vidal

No dia 17/05, foi publicada a not√≠cia de que um novo estudo do Banco Mundial afirma que as seis maiores economias emergentes v√£o responder por mais da metade do crescimento econ√īmico global em 2025.

CANTINHO DA ALMA - UM BELO EXEMPLO (Edição 112)

por Izaura Hart

H√° uns dias atr√°s, uma senhora que viajava em um taxi no Rio de Janeiro, foi surpreendida com a atitude do taxista.

A VILA DE MAG√Č E O PELOURINHO (Edição 112)

por Ant√īnio Seixas

O pelourinho construído em frente à Igreja Matriz de Magé ali permaneceu até o advento da Lei de 13 de maio de 1888

HOMENAGEM (Edição 111)

por Neuza Carion

Ela era uma figura cativante, descolada, elegante, refinada.

M√ÉE - SEJA UMA TV A CABO DO BEM! (Edição 111)

por Ivone Boechat

√Č muito triste, sim, assistir pelos meios de comunica√ß√£o, em tempo real, um epis√≥dio como esse que jornais do mundo inteiro estamparam...

CAN√á√ÉO DE SETE ESTROFES PARA SETE D√ČCADAS (Edição 111)

por Dulcimar Menezes

No teu desejo fui concebida de tuas entranhas sou renascida...

A DOEN√áA DEMOCR√ĀTICA (Edição 111)

por Felipe Augusto dos Santos

Ap√≥s a Primeira Guerra Mundial, o Brasil foi duramente atacado pela gripe espanhola, causando um grande n√ļmero de mortes e paralisando a vida das grandes cidades.

MORO EM UMA CIDADE CARENTE, L√Ā NINGU√ČM LIGA PARA GENTE!!! (Edição 111)

por Felipe Augusto dos Santos

No dia 28 de abril foi realizada Audi√™ncia Publica para debatermos a respeito da Implanta√ß√£o do Sistema de Abastecimento de √Āgua em nossa linda Mag√©.

LATIN AMERICAN AEROSPECE DEFENSE (LAAD 2011) (Edição 111)

por Moisés Queiroz

O jornal MILÊNIO VIP, obteve credenciamento para cobrir A LAAD.

CANTINHO D¬íALMA (Edição 111)

por Izaura Hart

Fim de tarde, a noite chegando devagarinho, rostos cansados, passos r√°pidos de in√ļmeras mulheres que ap√≥s um longo dia de trabalho nos diversos matizes profissionais, iniciam seu regresso ao lar.

O MERCADO DE ESCRAVOS DA PIEDADE (Edição 111)

por Ant√īnio Seixas

Ocupa√ß√£o mais antiga no 1¬ļ distrito de Mag√©, o bairro da Piedade guarda um importante patrim√īnio hist√≥rico local...

M√ÉE TERRA PEDE SOCORRO! (Edição 111)

por Rosinha Matuck

√Č comum voc√™ andar pela rua e ver pessoas jogando lixos nas encostas, rios, matas e etc., n√£o √© mesmo?

ORA√á√ÉO A SANTA SARA KALI (Edição 111)

por Cigana Maria Rosa

Faça o seu altar se puder, mas o principal é orar com muito amor essa oração.

LIDERAN√áA VERTICAL (Edição 110)

por Moisés Queiroz

Muitas das vezes quando nos deparamos com ¬ďchefes¬Ē onde suas atitudes resultam em grandes estragos para as empresas onde trabalham, poderiam ser evitados se tivessem um pouco de aten√ß√£o em ouvir ...

CULTURA VISUAL - INSTRUMENTO DE CIDADANIA. (Edição 110)

por Ivone Boechat

Na antiguidade, o profeta Habacuque, que viveu 600 anos antes de Cristo, previu o valor da mensagem escrita em t√°buas, como ele mesmo recomendou que se fizesse, ¬Ēpara que lesse aquele que correndo ...

ECOLOGIA - QUE ESSA MODA PEGUE! (Edição 110)

por Dulcimar Menezes

Haverá aquele que dirá que ecologia e ambientalismo são puro modismo. Que seja! Torço para que esta moda pegue firme e se enraíze profundamente no coração da humanidade. Namastê.

ANTES QUE O DIABO SAIBA QUE VOC√ä EST√Ā MORTO (Edição 110)

por Ant√īnio La√©rt

'Sem mais, eu fico onde estou, prefiro continuar distante'.

LUIZ OT√ĀVIO E A CADEIRA 27 DA AML (Edição 110)

por Ant√īnio Seixas

O movimento em torno da trova liter√°ria deve a Luiz Ot√°vio (1916-1977)...

CARTA DE NOVA FRIBURGO (Edição 110)

por Sérgio Silva

A 22¬™ SUBSE√á√ÉO DA OAB/RJ ESTEVE REUNIDO COM OUTRAS 59 SUBSE√á√ēES E 03 SUBSEDES NO COL√ČGIO DE PRESIDENTES EM NOVA FRIBURGO ENTRE OS DIAS 17 E 19 DE FEVEREIRO DE 2011, CONFECCIONANDO A SEGUINTE CARTA:

MAG√Č NO ALMANAQUE (Edição 110)

por Felipe Augusto dos Santos

Imagine conhecer detalhes do município de Magé no período imperial.

O QUE ROLA POR A√ć... (Edição 110)

por Rosinha Matuck

Rozan vai voltar?... Só com muita coragem, é o que o povo espera...

MAGIA DA SEDU√á√ÉO FEMININA E MASCULINA (Edição 110)

por Cigana Maria Rosa

Preparei essa mat√©ria com a finalidade de muitos esclarecimentos da √°rea do Esoterismo e Magia e porque s√£o t√£o ben√©ficas quando bem realizadas, principalmente a sua efici√™ncia nas solu√ß√Ķes desejadas.

OS DONOS DO CARNAVAL (Edição 110)

por Rosinha Matuck

Sempre fui apreciadora e, depois da minha formação, me tornei refém do Carnaval de Magé. Queria ver, queria contar, pois todos vibravam, a festa acontecia.

SEM O SACRIF√ćCIO DA BUSCA, N√ÉO H√Ā ALEGRIA NA VIT√ďRIA! (Edição 110)

por Robson Pereira

Nessa matéria quero falar da capacidade que cada um tem na realização de seus objetivos. Quero lembrar que, todo ser humano nasce dotado de inteligência e capacidade de adaptação.

MO√áOS, AH ESSES MO√áOS.... (Edição 110)

por Izaura Hart

Quando observo um jovem se agastando com coisas na vida que agora para mim s√£o simples e no entanto para ele t√™m grande import√Ęncia, sinto uma certa piedade, j√° que passei por isso e sei o quanto

ASSUNTOS (Edição 110)

por Neuza Carion

Já vi (ou li...) muito cronista se queixando da falta de assunto. Acabo de constatar que o oposto também se constitui num problema.

GUSTAVO MEIRELLES - PRESIDENTE DA TRANSPAR√äNCIA MAG√Č (Edição 109)

por Neuza Carion

No dia quatorze de Fevereiro, Gustavo Meirelles tomou posse da fun√ß√£o de Coordenador de Pol√≠ticas P√ļblicas para Agricultura Familiar e Pesca Artesanal do Estado do Rio de Janeiro.

ONDE BRILHEM OS OLHOS DELES (Edição 109)

por Ant√īnio La√©rt

Tenho recebido notícias tristes que causam momentos de sombras, cor, luz, escuridão aqui dentro de mim.

QUEBRA DE CAIXA (Edição 109)

por Sérgio Silva

Quebra de caixa é a verba destinada a cobrir os riscos assumidos pelo empregado que lida com manuseio constante de numerário.

MEM√ďRIA MAGEENSE - A ORIGEM DE 1¬™ IGREJA BATISTA EM MAG√Č (Edição 109)

por Ant√īnio Seixas

Em 1860 o missionário norte-americano Thomas Jefferson Bowen aportou na cidade do Rio de Janeiro, então capital do império do Brasil.

A CIGANA DO RIO - MES DE FEVEREIRO (Edição 109)

por Cigana Maria Rosa

Eis que estamos chegando com grandes expectstivas de ver e brincar com o "REI MOMO". √Č O CARNAVAL!

FUZILEIROS NAVAIS ENTRAM NA GUERRA NO RIO DE JANEIRO (Edição 109)

por Moisés Queiroz

No mês de novembro de 2010, aqueles que viviam à margem de nossa sociedade desafiaram os poderes constituídos de nosso estado; e como não poderia deixar de ser, a resposta foi imediata.

CARNAVAL (Edição 109)

por Neuza Carion

O tema merece mais que umas poucas linhas. Estamos falando de uma manifestação da alma do povo brasileiro, que veio de muito longe

QUANTO RISO, OH! QUANTA ALEGRIA! (Edição 109)

por Neuza Carion

Palha√ßos, √≠ndios e gentis "senhoritas" enchiam sal√Ķes e ruas, assim como o som de marchinhas e sambas enredo.

CONTRA A FOR√áA DOS FUZIS E DAS DROGAS, A EDUCA√á√ÉO √Č ARMA MAIS EFICAZ! (Edição 108)

por Robson Pereira

Em todas as mat√©rias que foram publicadas nas edi√ß√Ķes anteriores do Mil√™nio, falei de Liberdade, falei de Corrup√ß√£o, falei dos nossos direito e da import√Ęncia do voto.

LEVE-ME EM DIRE√á√ÉO AO SOL (Edição 108)

por Dulcimar Menezes

Uma amiga me perguntou o que eu pediria a Papai Noel para nossa cidade.

VIVO UM TEMPO E NUM TEMPO (Edição 108)

por Ant√īnio La√©rt

Vivo um tempo e num tempo. Esse tempo corre veloz. Conto meus anos e descubro, cada vez mais, que terei menos tempo para viver do que já vivi até agora.

PEDOFILIA (Edição 108)

por Moisés Queiroz

Pedofilia é a perversão sexual, na qual a atração sexual de um indivíduo adulto ou adolescente está dirigida primariamente para crianças.

A FAZENDA SANTA GUILHERMINA (Edição 108)

por Ant√īnio Seixas

A fazenda Santa Guilhermina est√° situada na BR 493, pr√≥xima ao trevo da BR 119, no 1.¬ļ distrito de Mag√©, e por seu grau de preserva√ß√£o foi inclu√≠da entre os bens culturais do munic√≠pio.

DIREITO DO CONSUMIDOR (Edição 108)

por Sérgio Silva

O Direito do consumidor é um ramo relativamente novo do direito, principalmente no Direito Brasileiro.

POR QUE NATAL? (Edição 108)

por Ivone Boechat

Os "herodes" modernos n√£o conseguem entender os sinais das estrelas e continuam abandonando milh√Ķes de crian√ßas pobres pelas ruas deste Brasil-Bel√©m.

√Č NATAL! (Edição 108)

por Rosinha Matuck

Por isto peço licença a todos os mageenses para enviar esta cartinha a Papai Noel, a fim de chorar no seu colinho.

√Č NATAL. (Edição 108)

por Neuza Carion

Que a paz esteja com todos

NATAL!!! (Edição 108)

por Izaura Hart

O tempo passou, muitas coisas boas e más aconteceram e, eis que novamente estamos às vésperas de mais um Natal!

MEU IRM√ÉO NELSON DO POSTO (Edição 108)

por Ernani da Silva

O céu ganhou mais uma estrela,mas nossa região perdeu o paizão que você era para todos que o procuravam nas horas de dor e sofrimento.

PREVIS√ēES 2011 (Edição 108)

por Cigana Maria Rosa

Avalia√ß√Ķes atrav√©s da numerologia, Tar√ī WICCA, cristais, mitologia e seus elementais. O Brasil, seus caminhos no ano novo: 2011 √© um ano 4, esse n√ļmero representa o trabalho e todas as poss√≠veis forma

JOGO JOGADO (Edição 107)

por Neuza Carion

Tamb√©m gratificante foi ver que boa parte dos eleitores se envolveu nas discuss√Ķes, tomou partido e escolheu de acordo com seus crit√©rios e valores - n√£o s√≥ por pequenas esmolas

RABISCAMOS A PROVA, E AGORA? (Edição 107)

por Izaura Hart

H√° poucos dias tomei conhecimento de um fato que o Pe. Marcelo Rossi relatou e que me fez meditar em torno do ocorrido.

MON√ďLOGO DA CRIAN√áA (Edição 107)

por Ivone Boechat

Sou criança! Cheguei, recentemente, de uma longa viagem, andei pelo caminho misterioso do pensamento dos meus pais e...

ATESTADO M√ČDICO PARA O ABONO DE FALTAS NO TRABALHO (Edição 107)

por Sérgio Silva

atestado médico é o instrumento utilizado para se afirmar à veracidade de um fato.

MEM√ďRIA MAGEENSE - FREI CIR√ćACO HIELSCHER, MISSION√ĀRIO FRANCISCANO (Edição 107)

por Ant√īnio Seixas

Frei Ciríaco nasceu em 14 de agosto de 1855, em Schoenwiese, na Alemanha, recebendo na pia batismal o nome José.

QUEM QUER SER COMO DEUS? (Edição 107)

por Dulcimar Menezes

Devemos evitar considerar uma realidade qualquer como se fosse o Absoluto. Às vezes nós absolutizamos certos elementos relativos e acabamos perdendo o sentido do absoluto

A CIGANA DO RIO FALA COM VOC√äS (Edição 107)

por Cigana Maria Rosa

Durante 69 dias, desde o início de agosto, 33 homens ficaram presos, confinados a 700 metros de profundidade.

AGRESSIVIDADE NA ESCOLA - BULLYING (Edição 107)

por Moisés Queiroz

Um termo em inglês (não há tradução para o português) utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por grupo de indivíduos.

SUSPIROS DA ALMA (Edição 107)

por Ant√īnio La√©rt

Pudesssem as palavras dizer... Receber os abraços e o sentimento de todos os amigos nestes dias que correm, foi mais que um bálsamo; foi consolo, conforto e acalento para nossa família.

UMA LUZ NO FIM DO TUNEL (Edição 107)

por Robson Pereira

Em uma data importante para a mudança de rumo de nosso país, infelizmente nos deparamos com pessoas brincando,quando na verdade deveriam estar estudando qual a melhor opção de voto.

OUTUBRO ¬Ė M√äS DAS M√ÉES (Edição 107)

por Rosinha Matuck

Mês carregado de datas significativas,outubro. A maioria ligada à idéia de criação, renovação,crescimento, transformação, mudança. O ciclo da vida, enfim.

ESTOU VELHA (Edição 106)

por Rosinha Matuck

Dizem que isto √© ser reacion√°rio, mas n√£o gosto de v√™-los invadindo fazendas, parando estradas ocupando linhas de trens quebrando reparti√ß√Ķes p√ļblicas tentando parar o lento progresso do Brasil...

ONDE EST√Ā A COBRA MORTA? (Edição 106)

por Dulcimar Menezes

Vida de profissional liberal não é nada simples. Há os que dizem que é tudo mais fácil quando não se tem patrão.

EMBRIAGUEZ NO TRABALHO - DOEN√áA OU MOTIVO PARA JUSTA CAUSA? (Edição 106)

por Sérgio Silva

Consolidação das Leis do Trabalho - CLT prevê a embriaguez, por parte do empregado, como falta grave seja ela habitual ou em serviço como um dos motivos que constitui a extinção do contrato...

UM REI MUITO BOM (Edição 106)

por Ivone Boechat

Conta-se que um fanático rei mandou construir uma cama de ouro, muitíssimo valiosa, adornada com milhares de diamantes...

TRIBUTO A UMA AMIGA.... (Edição 106)

por Izaura Hart

H√° pessoas que passam pela vida e marcam a vida de alguns e h√° outras que marcam a vida de muitos....

A ARTE FINITA DA PALAVRA (Edição 106)

por Ant√īnio La√©rt

No meu medo existe uma ponta de coragem. Por isso, continuo escrevendo para dizer quase nada ou muito pouco.

SONHOS S√ÉO SEMPRE POSS√ćVEIS, POR MAIS IMPOSS√ćVEL LHES PARE√á√ÉO SER (Edição 106)

por Moisés Queiroz

Estamos às vésperas de mais uma escolha para o nosso futuro. E qual a melhor maneira de prever esse futuro. Creio ter a resposta: CONSTRUINDO-O

DE SEMENTES E DE FRUTOS (Edição 106)

por Neuza Carion

H√° o tempo de plantar e o tempo de colher. Entre os dois, o tempo de cuidar.

LIGA MAGEENSE CONTRA ANALFABETISMO (Edição 106)

por Ant√īnio Seixas

Em 21 de abril de 1915, fundou-se no Rio de Janeiro a Liga Brasileira Contra o Analfabetismo que reuniria homens de letras, médicos, advogados, militares, e diversos outros segmentos da sociedade civi

DIA DOS PAIS (Edição 105)

por Ivone Boechat

Segundo a tradi√ß√£o, quem criou o Dia dos Pais foi um jovem chamado Elmesu, na Babil√īnia, h√° mais de 4.000 anos.

DIA 11 DE AGOSTO: DIA DO ADVOGADO (Edição 105)

por Sérgio Silva

como disse Rui Barbosa (patrono dos advogados brasileiros), √© ¬ďa voz dos direitos legais¬Ē na defesa de seu cliente

RAYMOND LETOUZ√Č (Edição 105)

por Ant√īnio Seixas

Quem caminha pelo cemit√©rio de Santo Aleixo se depara com um t√ļmulo simples, enegrecido pelo tempo.

DIA DOS PAIS - UM VI√ČS DAS MUITAS LEMBRAN√áAS (Edição 105)

por Rosinha Matuck

Pais heróis e mães rainhas do lar. Passamos boa parte da nossa existência cultivando estes estereótipos.

A CIGANA DO RIO FALA COM VOC√ä (Edição 105)

por Cigana Maria Rosa

Eis que chegamos no m√™s mais cheio de supersti√ß√Ķes: Agosto? M√™s do desgosto...

COMO ME COMPORTO COM MEU PAI? (Edição 105)

por Izaura Hart

Aquele jovem pai separado de sua esposa vivia enorme conflito com a dist√Ęncia de seus filhos.

A DOR E A DEL√ćCIA DE SER O QUE √Č (Edição 105)

por Ant√īnio La√©rt

Em vinte e quatro anos como advogado já escrevi milhares de peças processuais. Sou, portanto, autor de um acervo incontável e inumerável de textos que, em regra, se perderão encartados nos autos ...

PERFIL (Edição 105)

por Neuza Carion

Era um homem sério, reservado, discreto - poucas palavras, gestos comedidos, parcos sorrisos.

AGORA √Č A VEZ DO CORA√á√ÉO! (Edição 105)

por Dulcimar Menezes

√Č fascinante ver a hist√≥ria da evolu√ß√£o do homem se repetindo em velocidade alucinante em cada novo ser que nasce.

O QUE √Č FELICIDADE? (Edição 105)

por Moisés Queiroz

Ultimamente, tenho pensado e refletido um pouco sobre o que é FELICIDADE.

RESPOSTA (Edição 104)

por Rosinha Matuck

Há dias recebi um e-mail que me tocou bastante, por tudo o que foi dito, por isto decidi respondê-lo aqui.

A CIGANA DO RIO FALA COM VOC√ä (Edição 104)

por Cigana Maria Rosa

Estamos seguindo a passos largos para os pr√≥ximos meses, queridos leitores do JORNAL POVO CIGANO 2011 j√° se aproxima, estamos num Tempo C√≥smico desde o dia l5 de junho, essa PENEIRA C√ďSMICA

NA D√öVIDA... (Edição 104)

por Izaura Hart

Há poucos dias, caminhando em meio à multidão, ouvi uma conversa de uma jovem que vinha imediatamente atrás de mim, falando em voz alta pelo celular.

CINCO P√ÉES E DOIS PEIXES (Edição 104)

por Ant√īnio La√©rt

Cinq√ľenta anos √© um tempo de matura√ß√£o bastante longo para o Amor. Esse sentimento puro e nobre que une duas pessoas, percorre suas pr√≥prias esta√ß√Ķes.

N√ÉO √Č NOSSA (Edição 104)

por Neuza Carion

Acabou, perdemos. Toda a emoção da torcida, o arroubo patriótico, o sentimento de defesa da pátria e de seus valores, tudo em vão. Perdemos.

VAMOS EM FRENTE QUE ATR√ĀS VEM... (Edição 104)

por Dulcimar Menezes

Vivemos em um mundo de dualidade. Se h√° a noite, h√° o dia; Se h√° doen√ßa, h√° sa√ļde; sombra e luz; dor e prazer; erro e acerto; perdas e ganhos; derrotas e vit√≥rias... Se h√° sonhos, h√° realidade.

CONSELHO TUTELAR (CONTINUA√á√ÉO...) (Edição 104)

por Moisés Queiroz

equisitar servi√ßos p√ļblicos nas √°reas de sa√ļde, educa√ß√£o, servi√ßo social, previd√™ncia, trabalho e seguran√ßa;

CARACTER√ćSTICAS DA ESCOLA HUMANA (Edição 104)

por Ivone Boechat

Primeira - A escola humana não se apresenta como modelo, onde o sujeito vai, escolhe o manequim, veste a (beca) carapuça e sai diplomado, moderno, pronto, preparado para o futuro ...

LEI FICHA LIMPA (Edição 104)

por Sérgio Silva

O TSE ¬Ė Tribunal Superior Eleitoral definiu por 06 votos a 01, que a Lei da Ficha Limpa vale para as elei√ß√Ķes de outubro de 2010.

O INVENT√ĀRIO DE JO√ÉO GABRIEL (Edição 104)

por Ant√īnio Seixas

Propriet√°rio da importante ¬ďCasa Progresso¬Ē, voltada para o com√©rcio varejista, e descendente de libaneses, Jo√£o Gabriel nasceu em Mag√© a 29 de outubro de 1901, filho de Gabriel Miguel e Maria Jorge.

APENAS UMA ANALOGIA... (Edição 103)

por Rosinha Matuck

Descaso, promessas n√£o cumpridas, desculpas furadas: um ciclo perpetuado pelo poder p√ļblico, pela sociedade civil e pelo indiv√≠duo.

HIST√ďRIA DE MAG√Č (Edição 103)

por Gustavo Ferraz

riado por ato de 9 de junho de 1789, foi o município de Magé instalado a 12 do mesmo mês.

UMA CARTA MUITO ESPECIAL! (Edição 103)

por Izaura Hart

Com a tecnologia médica em alta atualmente é permitido aos pais saber o sexo do neném antes do nascimento

CUIDE DE SUA M√ÉE (Edição 103)

por Dulcimar Menezes

√Č a est√≥ria de uma m√£e muito amorosa e generosa e sua fam√≠lia que neste momento quero lhes contar.

O AMOR (Edição 103)

por Neuza Carion

O amor est√° sempre na ordem do dia, √© sempre o centro das quest√Ķes, √© o eixo em torno do qual gira a vida, sendo esta o resultado de um ato de amor em qualquer n√≠vel.

MOSAICO DE SOLID√ÉO (Edição 103)

por Ant√īnio La√©rt

A solid√£o permeia tudo: vida, m√ļsica, literatura, espa√ßo, tempo, o homem.

MAG√Č, UM MEMORIAL DE SAUDADES (Edição 103)

por Agra Neto

Como era lindo o nosso 9 de junho: (Um memorial de saudosas reminiscências).

APESAR DO PESARES, HOJE √Č DIA DE FESTA (Edição 103)

por Renato Ascar

Como √© conhecido, h√° v√°rias d√©cadas, nenhum par√Ęmetro t√©cnico respaldam os parcos projetos sociais que contemplam as Secretarias de governo daqui do ¬ďREINO T√ÉO T√ÉO DISTANTE¬ď

MENSAGEM (Edição 103)

por D√°rio Navarro

Dedicat√≥ria aos jovens Mageenses no encerramento do centen√°rio De ¬ďOs Horrores de Mag√©¬Ē ¬Ė 1894 ¬Ė 1994.

A EDUCA√á√ÉO E A CIBERN√ČTICA SOCIAL (Edição 103)

por Ivone Boechat

A partir do aperfei√ßoamento da comunica√ß√£o, a humanidade j√° n√£o era a mesma, a linguagem do poder econ√īmico mudou definitivamente a comunica√ß√£o global.

BIBE TEIXEIRA, HISTORIADOR MAGEENSE (Edição 103)

por Ant√īnio Seixas

Alcebíades de Castro Teixeira, o saudoso Bibe Teixeira, considerado a memória viva da cidade

DIA MULDIAL DO MEIO AMBIENTE E ECOLOGIA (Edição 103)

por Sérgio Silva

Em cinco de junho, comemora-se o dia mundial do meio ambiente e ecologia.

CONSELHO TUTELAR (Edição 103)

por Moisés Queiroz

O que é Conselho Tutelar e para que serve?

O DIA DAS M√ÉES (Edição 102)

por Rosinha Matuck

¬ďM√£e foi m√£e, mas h√° muito tempo. Agora m√£e √© jogadora de basquete, √© top-model, √© atriz, √© superstar. M√£e, al√©m disso, √© pediatra, cozinheira, lavadeira, psic√≥loga, motorista.

MULHER BRASILEIRA EM PRIMEIRO LUGAR (Edição 102)

por Elaine Ferreira

Coleção do Polo de Moda de Petrópolis se inspira em Carmem Miranda e mostra a força da mulher brasileira

C√ĒNEGO JOAQUIM BATALHA, UMA VIDA DEDICADA A IGREJA (Edição 102)

por Ant√īnio Seixas

O C√īnego Joaquim Ant√īnio de Carvalho Batalha nasceu em Alagoas a 20 de janeiro de 1894, filho de Antonio Pereira de Mello Batalha e de Francisca Rosa Carvalho Batalha.

M√ÉE (Edição 102)

por Neuza Carion

No √ļltimo Natal recebi de meus filhos um dos melhores presentes de toda minha vida: um DVD com trechos de antigos filmes de nossa fam√≠lia

A PERDA DO TEMPO DOS AFETOS (Edição 102)

por Ant√īnio La√©rt

Os símbolos dão significados à vida, marcam a história, contextualizam tempo e assinalam épocas. São coisas que representam algo para alguém.

A TODAS AS VALOROSAS MULHERES DE NOSSO PLANETA (Edição 102)

por Izaura Hart

Ela é Maria, mais uma em meio a tantas que existem! E são muitas!... Ricas e pobres, brancas, negras e mulatas, instruídas e analfabetas... Boas e más, altas e baixas, inocentes e maliciosas...

MATERNIDADE: PULSO DO UNIVERSO (Edição 102)

por Dulcimar Menezes

Ser m√£e exige excessos nas medidas do amor. √Č amar a ponto de oferecer-se como casa que acolhe e d√° seguran√ßa.

HIST√ďRIA DO DIA DO TRABALHADOR (Edição 102)

por Sérgio Silva

No dia 1¬ļ de Maio de 1886, quinhentos mil trabalhadores sa√≠ram √†s ruas de Chicago, nos Estados Unidos, em manifesta√ß√£o pac√≠fica, exigindo a redu√ß√£o da jornada para 08 horas de trabalho.

DIA DAS M√ÉES (Edição 102)

por Ivone Boechat

M√£e, receba o reconhecimento desta sociedade antenada, blogada, conectada e classificada como era da meta informa√ß√£o, porque como diz o texto sagrado ¬ďo seu valor excede ao de muitas j√≥ias preciosas¬Ē.

AOS PAIS E MESTRES (Edição 102)

por Moisés Queiroz

O que é o Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH)?

A CIGANA MARIA ROSA DO RIO FALA COM VOC√ä! (Edição 102)

por Cigana Maria Rosa

M√ÉE SANT√ćSSIMA, esse clamor de f√© nos envolve em sua luz.

UMA GRANDE FESTA NO C√ČU (Edição 101)

por Mauri Vieira

Uma homenagem do Grupo de Cursilho São José a Leonil Ayres Corrêa (LILI)

A CAPELA DE S√ÉO BENEDITO EM PARQUE ESTRELA (Edição 101)

por Ant√īnio Seixas

A Capela de São Benedito foi construída em 1953 por Marciano de Oliveira Barbosa e Josefina B. Meritello, parteira por profissão, em agradecimento a uma graça alcançada.

CASO DA MENINA ISABELA NARDONI (IMPORT√āNCIA DA PER√ćCIA) (Edição 101)

por Sérgio Silva

Conforme podemos inferir de toda a legisla√ß√£o, a per√≠cia no √Ęmbito da justi√ßa criminal √© fun√ß√£o exclusivamente do Estado.

O TESTAMENTO (Edição 101)

por Ivone Boechat

Todos nós temos um tesouro enterrado dentro de nós mesmos: os talentos, os dons, a vocação...

CHICO XAVIER (Edição 101)

por Izaura Hart

Cem anos se passaram! √Č isso mesmo, no √ļltimo dia 02 todo o Brasil se uniu para comemorar o centen√°rio do ¬ďMineiro do S√©culo¬Ē, do ¬ďHomem Chamado Amor¬Ē!

ASAS DA LIBERDADE (Edição 101)

por Dulcimar Menezes

Abril. Descobrimento do Brasil, 22. Tiradentes, 21. São Jorge Guerreiro, 23. Eventos cívicos e religiosos que traduzem a força da convicção e da fé de um povo.

REAFIRMA√á√ÉO (Edição 101)

por Neuza Carion

H√° coisas que mudam com dificuldade, ou o fazem muito lentamente. Quando a mudan√ßa √© necess√°ria, √© preciso insistir na lembran√ßa e nas a√ß√Ķes, de modo que o que tem que ser, venha a ser.

S√ÉO JOS√Č: FAMA E ANONIMATO (Edição 101)

por Ant√īnio La√©rt

O anonimato √© algo que, para alguns se torna de visceral valor. H√° quem o cultive de forma obsessiva. O anonimato para esses tem uma import√Ęncia maior que qualquer outra coisa.

A CIGANA MARIA ROSA DO RIO FALA COM VOC√ä! (Edição 101)

por Cigana Maria Rosa

Queridos amigos, com muito carinho desejo a todos Feliz P√°scoa, comemorem com seu familiares, amigos, etc.

SIMPLICIDADE COM TALENTO (Edição 101)

por Rosinha Matuck

√Č assim que percebo Rosan Gomes, que vem se destacando como Prefeito de Mag√©. A visibilidade com que vem tratando a nossa cidade est√° surpreendente, pois em t√£o pouco tempo o Sr. j√° est√° fazendo uma n

8 DE MAR√áO, DIA INTERNACIONAL DA MULHER... (Edição 100)

por Rosinha Matuck

Na verdade, a mulher não precisa de um dia específico, de uma data pré-estabelecida, o seu dia, são todos os dias, pois estão vivas e são atuantes, independentemente de dia.

HORA DE AGIR: TEMPO DE RECONSTRUIR (Edição 100)

por Dulcimar Menezes

Passou o carnaval. Terminou o hor√°rio de ver√£o. E que ver√£o!... Algu√©m ainda tem d√ļvidas sobre a verdade das mudan√ßas clim√°ticas?

O BOMBEIRO MILITAR (Edição 100)

por Mauri Vieira

Na função que exerce, o seu desempenho supera toda e qualquer expectativa. Sua dedicação surpreende até àqueles que o comanda.

A ORIGEM DOS DIREITOS DAS MULHERES (Edição 100)

por Sérgio Silva

Os amplos direitos consagrados à mulher em Capítulo Especial da CLT, se vê às claras a valorização da mulher perante a sociedade e o trabalho adquirido aos longos dos tempos.

O PARA√ćSO (Edição 100)

por Ivone Boechat

A mulher chegou, olhou para o jardim, deu nome √†s flores, levantou a cabe√ßa, admirou o c√©u, o p√īr-do¬Ėsol era t√£o lindo, deslumbrou-se com os animais ao redor...

DESABAFO (Edição 100)

por Neuza Carion

H√° algumas semanas li em um jornal uma frase dita pelo presidente Lula aconselhando as mulheres a n√£o se submeter aos homens ¬ďpor um prato de comida¬Ē, devendo faz√™-lo apenas ¬ďpor amor¬Ē.

A CIGANA MARIA ROSA DO RIO FALA COM VOC√ä! (Edição 100)

por Cigana Maria Rosa

Al√ī√ī√ī√ī meus queridos leitores, espero que todos comemorem no dia 21 de mar√ßo de 2010 o novo Ano Astrol√≥gico, onde realmente tudo recome√ßa com novos dias.

O BEM E A PAZ (Edição 100)

por Izaura Hart

¬ďAparte-se do mal e fa√ßa o bem; busque a paz e siga-a¬Ē. (I Pedro, 3:11)

O CASAR√ÉO DA AVENIDA ROTARY (Edição 100)

por Ant√īnio Seixas

Constru√ß√£o erguida na d√©cada de 1920, localizada na esquina da Avenida Rotary com a rua Comendador Reis, a resid√™ncia do engenheiro Israel Jacob Averbach, 13.¬ļ Prefeito de Mag√©

UMA D√ČCADA DO MIL√äNIO (Edição 100)

por Ant√īnio La√©rt

O tempo apaga t√£o bem as mem√≥rias. √Č como se fosse uma borracha macia que suavemente desliza sobre o papel branco, tudo desmanchando.

ERRATA: O QUE FAZ UM DEPUTADO ESTADUAL? (Edição 100)

por Rosinha Matuck

No fim da mat√©ria onde l√™-se ¬ďAmisterdan Viana - Deputado Estadual¬ď o correto √©: Amisterdan Viana - Vereador

10 ANOS DE MIL√äNIO VIP (Edição 99)

por Eduardo Silva

Nesses 10 anos que se passaram tivemos, eu particularmente uma relação de respeito e admiração pelo Milênio Vip que ao longo do tempo se tornou um referencial de isenção a função democrática...

FRAGMENTOS DE INTERROGA√á√ēES AMOROSAS (Edição 99)

por Ant√īnio La√©rt

¬ďD√™ o primeiro passo com f√©. Voc√™ n√£o precisa ver toda a escada, apenas suba o primeiro degrau¬Ē. Martin Luther King (1929-1968)

N√ÉO √Č HORA DE PERDER A ESPERAN√áA (Edição 99)

por Dulcimar Menezes

Feliz Ano Novo! Começou 2010! Lamentavelmente, a virada de ano foi marcada por vários eventos traumáticos.

10 ANOS DO NOSSO MILENIO VIP (Edição 99)

por Mauri Vieira

A dez anos nascia o nosso MILENIO VIP, o nosso jornal GENUINAMENTE MAGEENSE. A filha realiza um sonho da sua m√£e, a NOSSA POETISA RISOLETA.

S.O.S. EDUCA√á√ÉO (Edição 99)

por Ivone Boechat

Somente a educação tem as ferramentas para socorrer, salvar e preservar a cultura brasileira.

TERMINAL RODOVI√ĀRIO DR. FRANCISCO RONDINELLE (Edição 99)

por Ant√īnio Seixas

A rua Coronel Macieira tem sua origem em um caminho aberto pela municipalidade ligando a prefeitura (onde hoje est√° a 65.¬ļ DP) √† esta√ß√£o ferrovi√°ria velha para embargue de passageiros.

FELIZ ANIVERS√ĀRIO (Edição 99)

por Neuza Carion

Ultimamente venho sendo perseguida por pensamentos sobre o destino da humanidade ¬Ė e n√£o estou me referindo ao aquecimento global que √© uma parte do problema e n√£o a de maior peso.

A CIGANA MARIA ROSA DO RIO FALA COM VOC√ä! (Edição 99)

por Cigana Maria Rosa

Como o regente do ano 2010 √© do planeta V√™nus Deusa Afrodite, com certeza a busca do amor ser√° muito intensa, que as ¬ďmulheres¬Ē despertem em sintonias para aproveitar o melhor dessa reg√™ncia.

MOTIVO DA MINHA DECIS√ÉO - N√ÉO SOU MAIS DONO DA MINHA VONTADE (Edição 99)

por Genivaldo Ferreira

AMIGO, chega ao fim de minha campanha pol√≠tica para o ano de 2010, mas j√° sinto saudades... Preciso agradecer aos meus in√ļmeros amigos e colaboradores por tanto carinho apoio e prestigio nos bate papo

VIDA E FUTEBOL (Edição 98)

por Rosinha Matuck

Eu gostaria que sua vida fosse como um bom jogo de futebol! Que voc√™ possa driblar todas as tristezas e matar no peito todas as ang√ļstias.

HIST√ďRIA DE NICOLAU (Edição 98)

por Dulcimar Menezes

Existiu um homem chamado Nicolau que viveu no século IV, num lugar onde hoje se encontra a Turquia. Era cristão numa época muito difícil de ser cristão.

N√öMERO DE ASSALTOS AUMENTA COM A CHEGADA DAS FESTAS DE FIM DE ANO E O RECEBIMENTO DO 13¬ļ SAL√ĀRIO (Edição 98)

por Sérgio Silva

Com a proximidade dos festejos de fim de ano e a popula√ß√£o recebendo o 13¬ļ sal√°rio, faz-se necess√°rio tomar precau√ß√Ķes para n√£o se transformar em alvo dos assaltantes.

NATAL! (Edição 98)

por Ivone Boechat

ssos corpos se enfeitam com a beleza da gratidão e as luzes da fé para compor o presépio de Natal na gruta da oração: Jesus Nasceu!

A VERDADEIRA PROPRIEDADE (Edição 98)

por Izaura Hart

O instinto de propriedade faz com que o homem viva no afã de conquistar mais e mais coisas materiais e acumulá-las numa atitude temerosa do seu próprio futuro e do futuro de sua prole.

QUEIME DEPOIS DE LER (Edição 98)

por Ant√īnio La√©rt

Nós somos assim: lemos coisas interessantes, pensamentos instigantes, reportagens impactantes.

HENRIQUE DIAS DUQUE ESTRADA (Edição 98)

por Ant√īnio Seixas

Henrique Dias Duque Estrada nasceu em Magé a 27 de junho de 1871. Bacharel em Ciências e Letras pelo internado do Colégio Pedro II.

SINOS (Edição 98)

por Neuza Carion

Há exatos quinze anos, inspirada nos tempos que então corriam, escrevi e publiquei o texto que agora reproduzo, porque nada mudou e porque, com toda carga simbólica da palavra, estamos em tempo de...

LOOKS E ACESS√ďRIOS PARA O FIM DE ANO (Edição 98)

por Elaine Ferreira

Chegou o alto verão! E apesar desta estação ser relacionada a biquíni e saídas de praia, as roupas mais elaboradas já começam a surgir nas vitrines...

PREVIS√ēES PARA O ANO DE 2010 (Edição 98)

por Cigana Maria Rosa

Chegamos em dezembro com uma esperança enorme de futuros e melhores dias, apesar de fortes tristezas ou lembranças desagradáveis destoarem, não importa;

AVALIA√á√ēES PARA O NOSSO BRASIL (Edição 98)

por Cigana Maria Rosa

Politicamente falando, apesar das modifica√ß√Ķes, a parte econ√īmica e financeira n√£o ser√° muito bem recebida, apesar de mudan√ßas e investimentos.

IMPUNIDADE (Edição 97)

por Rosinha Matuck

ovardia √© um v√≠cio que, convencionalmente, √© visto como corrup√ß√£o de prud√™ncia, oposto a toda coragem ou bravura ou ainda √Ęnimo trai√ßoeiro.

A CIGANA MARIA ROSA DO RIO FALA COM VOC√ä (Edição 97)

por Cigana Maria Rosa

Queridos leitores, chegamos a novembro com sentimentos, achando por vezes que estamos esquecendo ¬ďalguma coisa...¬Ē

¬ďMORTE, ONDE EST√Ā TUA VIT√ďRIA¬Ē (Edição 97)

por Dulcimar Menezes

Uso a frase que encerrou o nosso pequeno di√°logo h√° um ano, em novembro de 2008, como tema da reflex√£o que pretendo conduzir. Falamos naquela ocasi√£o sobre o Dia de finados.

PORTADOR DE AIDS E AS RELA√á√ēES TRABALHISTAS (Edição 97)

por Sérgio Silva

Existem argumentos que o doente de Aids n√£o pode ser despedido pelo empregador, devendo ser reintegrado no emprego.

POETAS EM TEMPOS DE INDIG√äNCIA (Edição 97)

por Ant√īnio La√©rt

Vivemos um tempo morno, de quase nenhuma ebulição. Um tempo de grande repetição; de pouco encantamento; de ausência de novidades; um tempo de copiar e colar;

REFLITAMOS (Edição 97)

por Izaura Hart

J√° estamos nos aproximando do Natal de Jesus. No ar j√° podemos sentir o af√£ de todos desejando arrumar a casa, preparar as comemora√ß√Ķes no trabalho, os encerramentos escolares...

ANTIGAS CAPELAS MAGEENSES DO S√ČCULO XVIII (Edição 97)

por Ant√īnio Seixas

A presença católica no território mageense no século XVIII pode ser medida pela profusão de capelas erguidas, em sua maioria locais de devoção e romarias ainda em nossos tempos.

PARA FAZER BONITO NESSE VER√ÉO (Edição 97)

por Elaine Ferreira

Os biqu√≠nis aparecem maiores para a edi√ß√£o do ver√£o 2009/2010. Usando mais tecidos, os estilistas criaram cole√ß√Ķes ricas em detalhes, como os babados.

CONFISS√ēES DE UM MENOR ABANDONADO (Edição 97)

por Ivone Boechat

Eu sei que sou culpado, n√£o tive a capacidade de assumir a administra√ß√£o de minha vida, n√£o fui capaz de resolver as emo√ß√Ķes infantis nem consegui equilibrar-me sobre os obst√°culos que herdei...

N√ÉO SABERIA DIZER MELHOR SOBRE; SUA MAJESTADE, A CRIAN√áA (Edição 96)

por Rosinha Matuck

Tem se falado muito na falta de limites das crianças de hoje. A garotada manda e desmanda nos pais e estes, sentindo-se culpados pelo pouco tempo que ficam em casa, aceitam a troca de hierarquia.

ENCONTRO DI√ĀRIO COM JESUS - MOMENTOS EDUCATIVOS (Edição 96)

por Izaura Hart

A professora havia passado um trabalho em grupo e a menina responsável e aplicada com cerca de 11 anos de idade foi à casa de uma amiga integrante do grupo para a realização da tarefa.

ESPA√áO JUR√ćDICO - ESTATUTO DA CRIAN√áA E DO ADOLESCENTE (Edição 96)

por Sérgio Silva

No mês em que se comemora o dia da criança, vamos falar sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente, bem como a que se destina a lei que deu sua origem.

MEM√ďRIA MAGEENSE - 60 ANOS DO PAL√ĀCIO ANCHIETA (Edição 96)

por Ant√īnio Seixas

A Pra√ßa Dr. Nilo Pe√ßanha, antigo rocio grande, constitui o espa√ßo p√ļblico municipal por excel√™ncia, ocupado na d√©cada de 1940 com a constru√ß√£o do pr√©dio da Prefeitura Municipal

CORRER PARA O MELHOR (Edição 96)

por Ant√īnio La√©rt

Quando dei por mim já estava ali: dentro de um avião, em pleno sábado, à caminho de São Paulo.

PROFESSOR (Edição 96)

por Ivone Boechat

Algu√©m um dia se prop√īs a trabalhar na constru√ß√£o de vidas, estudou psicologia, filosofia e as melhores t√©cnicas de comunica√ß√£o.

A CIGANA MARIA ROSA DO RIO FALA COM VOC√ä (Edição 96)

por Cigana Maria Rosa

REGÊNCIA DO MÊS DE OUTUBRO

O MUNDO SEM A CRIAN√áA (Edição 96)

por Dulcimar Menezes

Estamos no mês da criança. O que isto verdadeiramente significa? Significa que vamos homenageá-la enquanto a representação viva da vida que se renova e se atualiza em uma versão mais saudável?...

SER OU N√ÉO SER √ČTICO EIS A CONVENI√äNCIA... (Edição 95)

por Rosinha Matuck

Acho muito engra√ßado que nunca se falou tanto de √©tica como nos √ļltimos tempos. √Čtica nas empresas, √©tica nos neg√≥cios, √©tica na pol√≠tica (meu Deus, esses s√£o os piores).

MODA PRIMAVERA VER√ÉO 2009/2010 (Edição 95)

por Elaine Ferreira

A primavera já chegou e o clima começa a esquentar. Nada melhor do que usar vestidos leves e coloridos, cruciais para a temporada.

DANDO CONTINUIDADE AO TEXTO DO M√äS PASSADO, VOLTAMOS A FALAR SOBRE CURSOS JUR√ćDICOS NO BRASIL-IMP√ČRIO (Edição 95)

por Sérgio Silva

Em 07 de setembro de 1822, pelo Pr√≠ncipe-Regente D. Pedro I foi proclamada a Independ√™ncia do Brasil, tendo o mesmo sido coroado Imperador em 1¬ļ de dezembro daquele mesmo ano.

DISTIN√á√ÉO ENTRE O BEM E O MAL (Edição 95)

por Izaura Hart

Na atualidade, com as not√≠cias chegando em ¬ďtempo real¬Ē, principalmente aquelas que nos afligem, amedrontam e preocupam, ficamos muitas vezes a meditar entre o bem e o mal.

NOVA VIAGEM AO VELHO MUNDO (Edição 95)

por Ant√īnio La√©rt

Posso ver muitas paisagens a passar por mim: campos de girassóis, trigo, milho, oliveiras;

A REVOLU√á√ÉO DAS FLORES (Edição 95)

por Ivone Boechat

Num vale florido, o perfume envolvia as abelhas que trabalhavam, com muito entusiasmo, compondo um belo cen√°rio com borboletas e beija-flores felizes.

MAG√Č E A REVOLU√á√ÉO MINEIRA DE 1842 (Edição 95)

por Ant√īnio Seixas

Magé tomou parte ativa no episódio da Revolução Liberal que em 1842 se verificou em Santa Luzia (MG).

A CIGANA MARIA ROSA DO RIO FALA COM VOC√ä1 (Edição 95)

por Cigana Maria Rosa

Queridos leitores e leitoras, com certeza, para mim, é um grande e carinhoso reencontro com todos vocês, torço que seja recíproco, este meu carinhoso abraço...

PELA CONSTRU√á√ÉO DA CIVILIZA√á√ÉO DO AMOR (Edição 95)

por Dulcimar Menezes

Estamos próximos de uma data que se transformou no ícone do terrorismo mundial nos tempos modernos.

SAUDADE DE MEU PAI JORGE MATUCK (Edição 94)

por Rosinha Matuck

hoje senti saudades de ti ... pai ...

SEJA FELIZ! (Edição 94)

por Elaine Ferreira

A vida, algumas vezes, parece com um jogo e d√° a impress√£o de que as apostas v√£o se tornando cada vez mais arriscadas com o passar dos anos.

A OAB E SEU ENVOLVIMENTO NAS LUTAS DEMOCR√ĀTICAS (Edição 94)

por Sérgio Silva

A Constituição de 1946 é a primeira a mencionar a OAB, tornando obrigatória à participação da mesma nos concursos de ingresso à magistratura dos Estados.

DA RESPONSABILIDADE PERANTE A HIST√ďRIA (Edição 94)

por Ant√īnio La√©rt

À juventude se lhe dá a responsabilidade de mudar o rumo da história.

ENCONTRO DI√ĀRIO COM JESUS (Edição 94)

por Izaura Hart

Tomando conhecimento das √ļltimas not√≠cias a respeito do falecimento do cantor Michael Jackson, ficamos a meditar em torno da import√Ęncia de uma inf√Ęncia vivida com equil√≠brio...

DIA DOS PAIS (Edição 94)

por Ivone Boechat

A evolução do mundo acontece com tamanha velocidade que os filhos devem ser preparados, mais do que nunca, para respeitar seus pais.

A CIGANA MARIA ROSA DO RIO FALA COM VOC√ä! (Edição 94)

por Cigana Maria Rosa

Chegamos ao m√™s onde um forte e expressivo medo desses dias, se faz presente no mental, devido √† supersti√ß√£o de que ¬ďm√™s de agosto, m√™s do desgosto¬Ē.

¬ďSEJAM BENVINDAS TODAS AS COISAS¬Ē (Edição 94)

por Dulcimar Menezes

Já estamos em agosto e temos diversos assuntos sobre os quais refletir. E eu gostaria de falar sobre o dia do amigo. Calma... Eu sei que o dia do amigo foi no mês passado.

EU N√ÉO SEI DE NADA... E NUNCA SOUBE DE NADA! (Edição 93)

por Rosinha Matuck

Eu não sei dizer, o que quer dizer, o que vou dizeeer. Mas não sei o quê, isso quer dizer...

ENCONTRO DI√ĀRIO COM JESUS (Edição 93)

por Izaura Hart

¬ďSe teus olhos forem bons, todo o teu corpo ter√° luz.¬Ē

USO DE APARELHO CELULAR PELO EMPREGADO (Edição 93)

por Sérgio Silva

Inicialmente cabe relatar que o sobreaviso tolhe os movimentos do empregado.

CHARME SERRANO NO PICADEIRO (Edição 93)

por Elaine Ferreira

O inverno acabou de chegar e o ver√£o ainda est√° longe. Mas nem s√≥ por isso √© ¬ďcarta fora do baralho".

A PERMAN√äNCIA DO INST√ĀVEL (Edição 93)

por Ant√īnio La√©rt

A liberdade, esse valor retumbante de nossas vidas, tem povoado minhas reflex√Ķes de uma maneira intensa e assombrosa, como um pensamento instigante.

FESTEJOS (Edição 93)

por Neuza Carion

O mês de julho tem como principal referência, no Brasil, as férias escolares de inverno.

MEM√ďRIA MAGEENSE (Edição 93)

por Ant√īnio Seixas

Frei Aniceto Kroker, OFM, de batismo Karl Kroker, nasceu na cidade de Stolmitz, Alemanha, em 25 de outubro de 1916, ingressando muito jovem na Ordem dos Frades Menores (franciscanos).

POR UM MUNDO MELHOR (Edição 93)

por Ivone Boechat

O homem busca, em desespero, mas antes tarde do que nunca, a preservação do que sobrou neste Planeta.

A CIGANA MARIA ROSA DO RIO FALA COM VOC√ä! (Edição 93)

por Cigana Maria Rosa

Inicio o nosso encontro deste mês com muito pesar pelas vítimas e seus familiares, pelo que aconteceu com avião da Air France.

O ESPELHO M√ĀGICO FAZ MAIS UMA V√ćTIMA... (Edição 93)

por Dulcimar Menezes

Certa vez em um dos meus muitos encontros com as crian√ßas e sua sabedoria pueril, o coment√°rio de uma delas a respeito do espelho m√°gico na f√°bula da Branca de Neve me p√īs a refletir.

444 ANOS DE TRADI√á√ÉO? (Edição 92)

por Rosinha Matuck

Magé, Linda Magé. Terra de Tradição (Em que ???)

ENCONTRO DI√ĀRIO COM JESUS (Edição 92)

por Izaura Hart

Lamento iniciar este artigo de forma t√£o dolorosa, mas aproveito para fazer um apelo p√ļblico: N√ÉO MALTRATE OS ANIMAIS!

A TECNOLOGIA A FAVOR DA MODA (Edição 92)

por Elaine Ferreira

A tecnologia a favor da Moda, Moda tamb√©m √© tecnologia. E tecnologia definitivamente est√° na moda. N√£o basta ser criativo. √Č preciso, al√©m do talento, fazer uso do que a tecnologia proporciona ao mund

DIA 05 DE JUNHO ¬Ė DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE (Edição 92)

por Sérgio Silva

Alguns capítulos no Código Civil Brasileiro, de 1911, demonstram que, já naquela época, o legislador se preocupava com um aspecto até hoje considerado básico no controle ambiental.

QUE BELO DIA ESTRANHO PARA SE TER ALEGRIA (Edição 92)

por Ant√īnio La√©rt

Eu n√£o sei quanto a voc√™s, mas eu, pelo menos, ¬īn√£o fui convidado para essa festa pobre que os homens armaram para nos convencer¬ī.

MAG√Č: POR NEUZA CARION (Edição 92)

por Neuza Carion

Magé, 444 anos de exigência, nasceu ao mesmo tempo em que o Rio de Janeiro. Porém, diferente deste, não foi sob o signo da guerra, mas da construção, da produção.

A CIGANA MARIA ROSA DO RIO FALA COM VOC√ä! (Edição 92)

por Cigana Maria Rosa

Apesar de nos fazer sonhar, sentir saudades do nosso tempo de crian√ßa... Mas pelo amor de Deus, evitem e n√£o deixem soltar bal√Ķes meus queridos amigos do Mil√™nio Vip.

O NAMORADINHO DE MAG√Č (Edição 92)

por Dulcimar Menezes

Meus amigos, estamos em junho e este mês celebramos uma data muito importante. Nossa cidade completa mais um ano de história. No próximo dia nove comemoramos o aniversário de Magé.

HOMENAGEM AO DIA DAS M√ÉES (Edição 91)

por Rosinha Matuck

No dia em que Deus criou as mães (e já vinha virando dia e noite há seis dias), um anjo apareceu-lhe e disse: - Por que esta criação está lhe deixando tão inquieto Senhor?

ENCONTRO DI√ĀRIO COM JESUS (Edição 91)

por Izaura Hart

Aquela mãe dedicada e amorosa de quatro filhos já adultos e formados, conversava comigo entristecida, fazendo-me também chorar com a sua história.

A CIGANA MARIA ROSA DO RIO FALA COM VOC√ä! (Edição 91)

por Cigana Maria Rosa

Enfeite sua casa, sua mesa como quiser, se arrume se faça linda com esse amor e recebamos graças plenas pelo nosso Dia das Mães.

O AMOR N√ÉO √Č UMA DOR! (Edição 91)

por Dulcimar Menezes

O amor √© √ļnico, mas a sua express√£o assume diversas formas de acordo com o est√°gio de amadurecimento do ser amante, em sua trajet√≥ria infinita de evolu√ß√£o.

O PRE√áO DE CADA UM PELA VIS√ÉO DO GOVERNO (Edição 91)

por Syrhaar Sacramento

Quanto voc√™ acha que vale? O poder p√ļblico √© quem diz o seu valor desde o momento em que ele te d√° sa√ļde, seguran√ßa, educa√ß√£o, transporte etc...

NOVA LEI QUE BENEFICIA GESTANTES GERA POL√äMICA ENTRE ESPECIALISTAS DO DIREITO. (Edição 91)

por Sérgio Silva

A nova lei sancionada pelo presidente Lula assegura à mulher grávida o direito de receber pensão alimentícia do suposto pai, mesmo sem a necessidade de realização de teste de DNA.

UM OUTRO DESCONHECIDO (Edição 91)

por Ant√īnio La√©rt

Todo mundo tem dentro de si algo que não conhece, um outro que é diferente.

MAG√Č: SER OU N√ÉO SER? (Edição 91)

por Neuza Carion

Muito se tem falado e escrito sobre Mag√©, quase sempre recrimina√ß√Ķes e reclama√ß√Ķes.

VIDA EM SOCIEDADE (Edição 91)

por Elaine Ferreira

Na sociedade, o comportamento do ser humano pode gerar uma s√©rie de situa√ß√Ķes. Algumas problem√°ticas, outras agrad√°veis. Estudos psicol√≥gicos mostram que o sentimento de confian√ßa faz bem.

MODA VERDE INVADE O MERCADO T√äXTIL (Edição 90)

por Elaine Ferreira

Preocupados com o aquecimento global e com a conscientização ecológica? Sustentabilidade, responsabilidade social e valorização da cultura são conceitos cada vez mais presentes no mundo fashion.

DANDO CONTINUIDADE A LEI N¬ļ 11.788/2008, FALAREMOS SOBRE ESTAGI√ĀRIO E APRENDIZ: (Edição 90)

por Sérgio Silva

A Lei sob comento √© composta de 06 Cap√≠tulos, que disp√Ķem sobre o conceito jur√≠dico da rela√ß√£o de est√°gio; da Institui√ß√£o de Ensino; da empresa mantedora do est√°gio;

MARGINAL? QUEM? (Edição 90)

por Syrhaar Sacramento

Sim, esta palavra se aplica a grande parte da humanidade, inclusive a uma porcentagem maior ainda de políticos em toda a sociedade mundial.

EFEM√ČRIDES (Edição 90)

por Ant√īnio La√©rt

2009, tal qual o ano que passou, √© rico em comemora√ß√Ķes e mem√≥rias que evocam datas e feitos.

PARTIDAS (Edição 90)

por Neuza Carion

Passou o Carnaval, findaram as férias, o verão se foi e, com as águas de março, tudo começa a voltar ao normal: horários, regras, ritmo. Regularidade.

A CIGANA MARIA ROSA DO RIO FALA COM VOC√ä! (Edição 90)

por Cigana Maria Rosa

Queridos leitores do Jornal MILENIO VIP, estamos numa velocidade m√°xima ao ver que vamos orar e meditar no Domingo de Ramos, seguimos com reflex√£o e pensando muito no Calv√°rio de Cristo...

¬ďO ARGUEIRO, A TRAVE E OS EXCOMUNGADOS....¬Ē (Edição 90)

por Dulcimar Menezes

Acompanhem comigo: Criança de 9 anos, após ser estuprada pelo seu padrasto, que já a molestava sexualmente desde os 6 anos, fica grávida de gêmeos.

ENCONTRO DI√ĀRIO COM JESUS (Edição 90)

por Izaura Hart

Naquela manhã de 3ª feira, ainda quente, encontrei logo cedo com aquela senhora sorridente, com leve maquiagem, alguns adereços simples, mas muito elegante no falar e no vestir.

MEU DESEJO (Edição 90)

por Rosinha Matuck

Se eu fosse enumerar aqui meus desejos passaria muito tempo sentada diante deste, rabiscando folhas e mais folhas.

MUDAN√áA DE POSTURA (Edição 90)

por Cesar Pinheiro

Valorização e transformação, no caso de Magé ao menos, são coisas intimamente relaciona

EU ESTIVE L√Ā... (Edição 89)

por Elaine Ferreira

Em pleno verão carioca, o assunto já é o inverno 2009. Em janeiro foi dada a largada.

ENCONTRO DI√ĀRIO COM JESUS (Edição 89)

por Izaura Hart

Se Deus, em seus desígnios, vos fez nascer num meio onde pudestes desenvolver vossa inteligência, é que ele quer que dela useis para o bem de todos;

A CIGANA MARIA ROSA DO RIO FALA COM VOC√ä (Edição 89)

por Cigana Maria Rosa

Queridos leitores do Jornal Milênio Vip, chegamos ao mês do OBA, OBA, COM VELOCIDADE, chega os dias do Rei Momo, com serpentinas e confetes, purpurinas, muito brilho, luzes...

AINDA O LAVRADOR DE PALAVRAS (Edição 89)

por Ant√īnio La√©rt

Eu que aqui j√° reclamei do retorno, da resposta, do feeling, recebi o seguinte E-mail de um amigo-leitor: ¬ďQUEM FOI QUE DISSE QUE A PALAVRA N√ÉO TRADUZ AROMA?

PARA PENSAR (Edição 89)

por Neuza Carion

Mulher, anjo ou dem√īnio? Os dois.

¬ďTIRE A M√ĀSCARA DA FACE...¬Ē (Edição 89)

por Dulcimar Menezes

¬ďNada menos de duas. Cada criatura humana traz duas almas consigo: uma que olha de dentro para fora, outra que olha de fora pra dentro¬Ē Machado de Assis, no conto ¬ĎO Espelho¬í.

COMENT√ĀRIOS √Ä NOVA LEI DE EST√ĀGIO - LEI 11.788 DE 25.09.2008 (Edição 89)

por Sérgio Silva

A partir de 26 de setembro de 2008 entrou em vigor a Lei n. 11.788, de 25.09.2008, que disp√Ķe acerca de altera√ß√Ķes na legisla√ß√£o que regulamenta o Est√°gio Profissional.

PARECE QUE FOI ONTEM (Edição 89)

por Rosinha Matuck

Parece lugar comum, mas não é. Estou muito orgulhosa do Milênio Vip que em (2) de Fevereiro, completou 9 anos.

ONIBUSCUBANUS (Edição 89)

por Syrhaar Sacramento

DE PARABENS EST√Ā O POVO MAGEENSE, POIS O NOSSO GOVERNO MUNICIPAL IMPORTOU DIRETAMENTE DE CUBA UMA FROTA DE √ĒNIBUS DE √öLTIMA GERA√á√ÉO.

ADICIONAL NOTURNO (Edição 88)

por Sérgio Silva

O adicional noturno é devido ao empregado urbano que trabalhar no período entre 22 horas de um dia e 05 horas do dia seguinte.

FELIZ OLHAR NOVO... (Edição 88)

por Rosinha Matuck

Fiz uma texto bem maneiro para esse inicio de ano mas li este, e resolvi dividir com todos vocês , desculpe a cola, mas vale a pena refletir ..... o meu, fica pro próximo mês !

SEM MEIAS PALAVRAS (Edição 88)

por Dulcimar Menezes

Lamentavelmente observamos que o cen√°rio de guerra entre os homens continua exatamente o mesmo. Isto nos entristece,...Nos aborrece,... E muito!

ANO NOVO ROUPA VELHA (Edição 88)

por Renato Ascar

O ano velho terminou, o novo se inicia, e aí vem aquela vontade doida de fazer um balanço, renovar as forças, sacudir as roseiras...

O LAVRADOR DE PALAVRAS (Edição 88)

por Ant√īnio La√©rt

Agora que minha mesa de trabalho est√° arrumada, retomo ent√£o o texto que ontem deixei inacabado.

ENCONTRO DI√ĀRIO COM JESUS (Edição 88)

por Izaura Hart

Finalmente chegou o Ano Novo!

A CIGANA MARIA ROSA DO RIO FALA COM VOC√ä! (Edição 88)

por Cigana Maria Rosa

ALOOOOOO, QUERIDOS AMIGOS DO JORNAL MILENIO VIP, ESTAMOS AINDA BRINDANDO, FELIZ ANO NOVO , ESTE ANO PROMETE...

LIBERDADE, ENFIM! (Edição 88)

por Neuza Carion

Começamos discutindo o medo e seu papel em nossas vidas.

SENTIR-SE MAGEENSE (Edição 88)

por Cesar Pinheiro

H√° um ano, eu e o jornalista Leonardo Cust√≥dio ¬Ė que hoje vive na Finl√Ęndia - convers√°vamos de maneira bastante entusiasmada sobre a nossa cidade: Mag√©.

MODA COMO FORMA DE EXPRESS√ÉO (Edição 88)

por Elaine Ferreira

A moda expressa gosto, arte, beleza, estilo e espontaneidade. Mesmo temporária, é libertadora e moderna. Enfim, moda é cultura e mostra um pouco da personalidade de cada um.

A CIGANA MARIA ROSA DO RIO FALA COM VOC√ä! (Edição 87)

por Cigana Maria Rosa

A todos os queridos e queridas leitores do JORNAL MIL√äNIO VIP, DESEJO com o maior carinho, Felicidades neste NATAL E UM PR√ďSPERO ANO NOVO...

O ROUBO DO SIL√äNCIO (Edição 87)

por Ant√īnio La√©rt

Nestes tempos de f√°cil acesso √† informa√ß√£o: m√ļsicas, v√≠deos, textos, sons e imagens, estamos esquecendo de estabelecer uma conex√£o essencial - o espa√ßo para o encontro com o sil√™ncio.

ENCONTRO DI√ĀRIO COM JESUS (Edição 87)

por Izaura Hart

A época é propícia para diariamente meditarmos em torno do Cristo.

QUE VENHA DE MIM SEMPRE UMA NOVA MULHER (Edição 87)

por Rosinha Matuck

2008 terminando... busco um insight recorrendo ao meu signo balança, numa tentativa de num tour interior , tentar lembrar das perdas e dos ganhos.

ESTAR COMO IRM√ÉOS (Edição 87)

por Dulcimar Menezes

Estamos encerrando mais um ano. √Č tempo de confraternizar! Confraternizar significa estar como irm√£os. Assim sendo, sinto que nos confraternizamos o ano inteiro.

A QUE ATRIBUIR TANTO DESCASO A MAG√Č? (Edição 87)

por Syrhaar Sacramento

Seria perseguição política? Por Magé no século XIX no pós-golpe republicano ter sido uma cidade ainda dominada por revoltosos que apoiavam a Monarquia?

PAGAMENTO DA GRATIFICA√á√ÉO DE NATAL (13¬ļ SAL√ĀRIO) COM PRODUTOS (Edição 87)

por Sérgio Silva

Com a crise financeira batendo nas portas dos empregadores, várias empresas não tem caixa para pagar a gratificação de Natal.

COMO SER√Ā O AMANH√É? RESPONDA QUEM SOUBE O QUE IR√Ā NOS ACONTECER? NOSSSO DESTINO SER√Ā COMO DEUS QUISER (Edição 87)

por Renato Ascar

Os Seres Humanos s√£o figuras realmente surpreendentes, se superam h√° cada instante.

OS PENTEADOS HITS DO VER√ÉO (Edição 87)

por Elaine Ferreira

A alta temporada traz não só a alegria da praia e das férias como também o desejo de querer mudar o visual.

OAB - LEMBRAN√áAS E ATUALIDADES (Edição 86)

por Rosinha Matuck

Gostaria muito de poder encontrar palavras para dizer do prazer que tive em participar dos eventos da OAB pela passagem dos seus 26 anos de muitas histórias.

A QUEM PERTENCE AS CAL√áADAS? (Edição 86)

por Syrhaar Sacramento

O nosso direito termina onde começa o direito do próximo.

ENCONTRO DI√ĀRIO COM JESUS (Edição 86)

por Izaura Hart

Podemos até não esquecer porque não estamos sofrendo de amnésia, mas podemos lembrar do mal que sofremos sem ódio e sem desejo de vingança.

TEMPO, TEMPO, TEMPO... (Edição 86)

por Ant√īnio La√©rt

Todo o problema da vida resume-se a nossa relação com o tempo. Podemos durar setenta anos, os mais fortes talvez cheguem a oitenta, conforme o diz o Salmo 89(90).

A CIGANA MARIA ROSA DO RIO FALA COM VOC√ä! (Edição 86)

por Cigana Maria Rosa

Queridos leitores do Milênio VIP, estamos em um mês, onde os nossos sentimentos ficam abalados ou tristes, por lembranças e aquela ausência... que somente Deus pode nos consolar.

JORNADA DE TRABALHO E SUA DURA√á√ÉO (Edição 86)

por Sérgio Silva

A duração do trabalho da mulher é igual à de qualquer outro trabalhador, ou seja, 08 (oito) horas por dia e 44 (quarenta e quatro) semanais...

FELIZ DIA DE FINADOS (Edição 86)

por Dulcimar Menezes

... se o título chamou a sua atenção, muito que bem, pois assim cumpriu a tarefa de convidá-los a esta reflexão simples, mas que pretende conduzir-nos ao consolo da fé.

REM√ČDIO PRA CRIAN√áA √Č √ĀGUA COM A√á√öCAR (Edição 85)

por Dulcimar Menezes

Outubro, mês das crianças! Todos os outdoors espalhados pelas cidades já estão exibindo este slogan para que, obviamente, seus anunciantes aproveitem à oportunidade de aumentarem as suas vendas.

A TERR√ćVEL VELOCIDADE DA QUEDA (Edição 85)

por Ant√īnio La√©rt

Ganhar é bom. Perder nem tanto, mas a vitória pouco ensina; a derrota, ao contrário, com seu gosto amargo, é uma escola e um aprendizado valioso.

A CIGANA MARIA ROSA DO RIO FALA COM VOC√ä! (Edição 85)

por Cigana Maria Rosa

Al√ī√ī√ī..., queridos amigos leitores do Jornal Mil√™nio Vip, estamos chegando ao Fim do ano com velocidade sem tempo de contar... Um m√™s j√° passou, chegamos em outubro, cheirando uma primavera no ar...

EU... ¬ďELE¬Ē, E O MEU COMPUTADOR (Edição 85)

por Rosinha Matuck

Está chovendo, eu aqui pensativa, cheia de idéias no ar, numa grande ansiedade de juntar as palavrinhas, para de forma bem delicada e emocionada agradecer.

A NOVA LEI DA LICEN√áA-MATERNIDADE, O QUE MUDOU? (Edição 85)

por Sérgio Silva

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou o projeto que amplia de 04 (quatro) para 06 (seis) meses, o tempo previsto para a licença-maternidade.

ENCONTRO DI√ĀRIO COM JESUS (Edição 85)

por Izaura Hart

Estamos terminando o período eleitoral onde todo o Brasil elegerá seus prefeitos e vereadores.

PROFESOR, PROFISS√ÉO... √Ä SUA ESCOLHA! (Edição 85)

por M√īnica Brand√£o


QUANDO ENTRAR SETEMBRO... (Edição 84)

por Dulcimar Menezes

√Č chegada a Primavera! Novo ciclo vital se inicia. A natureza desperta com alegria e nos convida a acompanh√°-la neste recome√ßo

UM PA√ćS QUE SE DIVIDE ENTRE DEMOCRACIA E DEMONIOCRACIA (Edição 84)

por Syrhaar Sacramento

O que faz a OAB que prega que sem justiça não há democracia? Vai deixar ela, a democracia conquistada rolar pelo ralo?

CIDADE AO MEIO (Edição 84)

por Ant√īnio La√©rt

Ando pela rua e vejo um homem como uma camisa que traz a seguinte palavra estampada no peito: ¬ďinspira√ß√£o¬Ē.

A CIGANA MARIA ROSA DO RIO FALA COM VOC√ä! (Edição 84)

por Cigana Maria Rosa

Aguardando a chegada da Bela Primavera, que chegar√° em 22 de Setembro, 21 ser√° o Dia da √Ārvore.

LICEN√áA MATERNIDADE E SAL√ĀRIO MATERNIDADE (Edição 84)

por Sérgio Silva

A Conven√ß√£o n¬ļ 103 da OIT ¬Ė Organiza√ß√£o Internacional do Trabalho de 1952, entrou em vigor no plano internacional em 07-06-58.

ENCONTRO DI√ĀRIO COM JESUS (Edição 84)

por Izaura Hart

Lendo na centen√°ria Revista Reformador, editada pela Federa√ß√£o Esp√≠rita Brasileira, n√ļmero de agosto passado, um artigo do escritor Richard Simonetti, achei conveniente coment√°-lo com nossos leitores.

UM OUTRO OLHAR SOBRE O MEDO (Edição 84)

por Neuza Carion

√Č natural que diferentes circunst√Ęncias gerem vis√Ķes de mundo diferentes e criem regras de conv√≠vio diferentes.

O SIL√äNCIO DOS BONS! (Edição 84)

por Rosinha Matuck

Li e adotei no meu espa√ßo essa mat√©ria afim de que reflitamos sobre a nossa responsabilidade ao votar num candidato nas pr√≥ximas elei√ß√Ķes.

PEDRA UME CAA (INSULINA VEGETAL) (Edição 84)

por Dr Armindo Correa


EM NOME DO PAI (Edição 83)

por Dulcimar Menezes

Nasce uma criança. Está viva. Recebeu a luz da vida. Deverá receber um nome. Como será este nome? Um primeiro nome a identificará e conterá em si uma profecia.

SER PAI: ¬ď OLHAI , E VIGIAI¬Ē (Edição 83)

por Rosinha Matuck

A missão de ser pai não é mais a mesma. O pai de hoje, além de trabalhar duro para garantir o sustento da família, é peça fundamental na tarefa de educar e conduzir a vida de seus filhos.

CIDADE AO MEIO (Edição 83)

por Ant√īnio La√©rt

De uma elei√ß√£o sempre se podem esperar conseq√ľ√™ncias... A paix√£o que move uma disputa eleitoral faz com que invariavelmente se tome o partido de um determinado candidato em detrimento de um outro.

A CIGANA MARIA ROSA DO RIO FALA COM VOC√ä! (Edição 83)

por Cigana Maria Rosa

Queridos leitores (as), é prazeroso poder homenagear todos os PAPAIS, queridos amigos do Jornal Milênio Vip.

UM OUTRO OLHAR SOBRE O MEDO (Edição 83)

por Neuza Carion

Parece que atualmente vivemos sob o signo dele. Parece que ele se tornou parte de nosso dia-a-dia.

ENCONTRO DI√ĀRIO COM JESUS (Edição 83)

por Izaura Hart

¬ďSe teus olhos forem bons, todo o teu corpo ter√° luz.¬Ē

LICEN√áA PATERNIDADE (Edição 83)

por Sérgio Silva

O legislador constituinte reconhecendo que a maternidade √© uma quest√£o social quis assegurar a partilha das fun√ß√Ķes entre pai e m√£e desde o nascimento do beb√™, criando a licen√ßa paternidade de 5 dias.

PEDRA UME CAA (INSULINA VEGETAL) (Edição 83)

por Dr Armindo Correa


TRABALHO DA CRIAN√áA E DO ADOLECENTE (Edição 82)

por Sérgio Silva

A preocupa√ß√£o com o trabalho do menor vem da √©poca das Corpora√ß√Ķes de Of√≠cio, em que sua assist√™ncia era feita para prepara√ß√£o profissional e moral, para conferir-lhe aprendizagem.

MENSAGEM PARA VOC√ä (Edição 82)

por Dulcimar Menezes

Acho muito interessante este movimento que verificamos atualmente entre as pessoas que desenvolveram o h√°bito de trocarem entre si mensagens pela internet.

ELEI√á√ēES E NOMES (Edição 82)

por Ant√īnio La√©rt

¬ďUma vez que n√£o podemos modificar os homens n√£o nos cansemos de modificar as leis". L. Arr√©at ¬ďDevemos tudo esperar e tudo temer do tempo e dos homens."

A CIGANA MARIA ROSA DO RIO FALA COM VOC√ä! (Edição 82)

por Cigana Maria Rosa

√Č surpreendente a corrida do tempo, portanto aos meus queridos leitores, um voto especial de gra√ßas a cada um de voc√™s, pois a metade do ano j√° aconteceu...

MAG√Č TEM JEITO, SIM!!! (Edição 82)

por Vanildo Moretti

No final do m√™s de junho os partidos pol√≠ticos fizeram suas conven√ß√Ķes.

E AGORA JOS√Č? (Edição 82)

por Renato Ascar

O quadro eleitoral eleitoral que se desenhava freneticamente em nossa cidade enfim est√° estampado.

ENCONTRO DI√ĀRIO COM JESUS (Edição 82)

por Izaura Hart

Não há dinheiro no mundo que pague a paz do verdadeiro discípulo do Cristo!

MIL√äNIO VIP NA ERA DIGITAL (Edição 82)

por Rosinha Matuck

Estamos entrando, na era digital, onde o jornal Milênio Vip assumirá sua mais nova nomenclatura, Virtual.

PAC (Edição 1)

por Tadeu Vinagre

Durante o lançamento do PAC, no complexo de favelas do Alemão o presidente Lula falou como um carioca, e por todos que moram aqui, cansados que estamos de tantabandidagem em nossa cidade.

PROFISS√ÉO: CABO ELEITORAL (Edição 1)

por Tadeu Vinagre

Este ano, tanto o governo federal, quanto a oposição, empresários, abrem seus cofres pra verem seus candidatos reeleitos ou eleitos.

SEMANA SANTA (Edição 1)

por Tadeu Vinagre

Espero de coração, que esta semana santa, seja SANTA mesmo.

FELIZ 2008!!! (Edição 1)

por Tadeu Vinagre

A euforia da passagem do ano novo, mais uma vez aconteceu bonita. Praias e litorais, lotados em nosso Rio de Janeiro. Fogos iluminando os céus, os mares, as montanhas e a fé da nossa gente.

ESTAMOS EXAUSTOS DESSA FALTA DE SEGURAN√áA!!! (Edição 1)

por Tadeu Vinagre

O crime que aconteceu contra o L√≠dio Toledo Filho e sua mulher no reveillon, quando estava a caminho de uma festa na barra, infelizmente, √© apenas um ¬ďtira-gosto¬ď, do que nos espera em 2008.

DIA DAS M√ÉES (Edição 1)

por Tadeu Vinagre

Parabéns Rosinha que luta feito uma leoa, pra manter sua casa, seu filho, seus compromissos, independente de tudo, nesse seu propósito digno e independente, em prol um jornalismo transparente

DIA DOS PAIS - LUIZ GURIVITZ (Edição 0)

por Luiz Gurivitz

¬ďT√ÉO FORTE NA INF√āNCIA √Č A PROTE√á√ÉO DE UM PAI¬Ē SIGMUND FREUD

MEDICINA DO TRABALHO (Edição 0)

por Sérgio Silva

Estudos importantes sobre a preven√ß√£o e repara√ß√£o da sa√ļde do trabalhador foram feitos por Bernardino Ramazzini, na It√°lia, na cidade de M√≥dena, em 1.700

OS 60 ANOS DE DOM PAULO FRANCISCO MACHADO (Edição 0)

por Ant√īnio Seixas

Pr√≥ximo dia 13 de outubro, Dom Paulo Francisco Machado, bispo de Uberl√Ęndia, comemorar√° seus 60 anos.

HIST√ďRICO POL√ćTICO DOS √öLTIMOS 3 ANOS DE MAG√Č (Edição 0)

por Darke Baptista

Parabéns Magé por seus 447 anos e que esta seja um lugar livre, fraterno e igual para todos.

CONCURSO P√öBLICO EM MAG√Č! (Edição 0)

por Darke Baptista

As pessoas têm me perguntado sobre a legalidade do concurso em Magé, se vai haver fraude e etc. Bom, todas essas perguntas, sabemos todos, são reflexo de um Magé que não queremos mais.

CAMPANHA PELO ABONO DE NATAL (Edição 0)

por Felipe Augusto dos Santos

Tem circulado na internet um e-mail bastante curioso, buscando ¬ďprovar¬Ē que o D√©cimo Terceiro Sal√°rio seria uma farsa.

O MEIO AMBIENTE NUMA CASCA DE NOZ (Edição 0)

por Allan Carlos

A desilus√£o diante da realidade consumista mostra nos dias atuais que dedicar uma semana ao meio ambiente significa pouco, por tamanha grandeza de seu significado para a vida.

UM DIA DAQUELES (Edição 0)

por Ant√īnio La√©rt

A vida profissional tem certos dias que compensam outros.