JORNAL MILENIO VIP

Colunistas - Antônio Seixas

MEMÓRIA MAGEENSE

Publicado na edição 93 de Julho de 2009

FREI ANICETO KROKER E A HISTÓRIA DE INHOMIRIM

Frei Aniceto Kroker, OFM, de batismo Karl Kroker, nasceu na cidade de Stolmitz, Alemanha, em 25 de outubro de 1916, ingressando muito jovem na Ordem dos Frades Menores (franciscanos). Chegou ao Brasil em maio de 1934, sendo ordenado sacerdote em 30 de novembro de 1941, em Petrópolis.

Nomeado pároco de Nossa Senhora da Piedade de Inhomirim, a l2 de fevereiro de 1945, escreveu o clássico “Inhomirim, 250 anos de paróquia”, publicado pela Editora Vozes, em 1946, contando a origem de Vila Inhomirim e de seus bairros (Piabetá, Bongaba, Raiz da Serra e Pau Grande) e de figuras como Bernardo Soares de Proença e Luis Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias.De 1948 a 1952, Frei Aniceto foi vigário da paróquia de Santo Antônio, em Duque de Caxias, sendo transferido para o Convento da Penha (ES), como vigário do Santuário do Divino Espírito Santo de Vila Velha. Em 1956 é nomeado Superior do Convento dos Franciscanos em Petrópolis e vigário da paróquia do Sagrado Coração de Jesus. Além de historiador, Frei Aniceto Kroker foi um zeloso educador, tendo construído cinco educandário em Petrópolis e as Igrejas de São Judas Tadeu (bairro Mosela) e de São Francisco de Assis (bairro Moinho Preto). Integrou o Conselho Municipal de Educação de Petrópolis por vários anos e foi homenageado com a Medalha Tiradentes, pela Assembléia Legislativa fluminense, em outubro de 1990 e pela comunidade petropolitana com um busto, em maio de 1996. Frei Aniceto Kroker, OFM, faleceu naquela cidade serrana a 14 de dezembro de 1994.

Antônio Seixas
Conheça o perfil pessoal de nosso colunista ou outros artigos publicados por ele
Clique Aqui