JORNAL MILÊNIO VIP - O ESPELHO MÁGICO FAZ MAIS UMA VÍTIMA...

Colunistas - Dulcimar Menezes

O ESPELHO MÁGICO FAZ MAIS UMA VÍTIMA...

Publicado na edição 93 de Julho de 2009

Certa vez em um dos meus muitos encontros com as crianças e sua sabedoria pueril, o comentário de uma delas a respeito do espelho mágico na fábula da Branca de Neve me pôs a refletir. Enquanto eu contava a estória e no trecho em que o espelho revela que a rainha má não é a mais bela de todas, o que conseqüentemente provoca a sua ira destruidora, uma criança exclamou: “Mas que espelho fofoqueiro!” E não é que ela tinha razão! Toda a trama e tragédia do conto têm como personagem fundamental um espelho que não é capaz de refletir a imagem de beleza de uma mulher, que perdida de sua identidade e aprisionada aos valores da aparência passa a perseguir vorazmente uma imagem que não é a sua, e que, portanto, jamais seria capaz de alcançar. E assim ela perde contato com a sua própria majestade e termina os seus dias devorada pela feiúra de um corpo decrépito no reino da solidão. Pobre Rainha...Quanta infelicidade... Ah, se o espelho a tivesse ajudado a reconhecer-se em sua essência humana e naturalmente divina...Talvez o fim pudesse não ser assim tão desastroso. Mas este espelho mágico e desumano faz tantas vítimas! Lamento profundamente por todas elas.

Atualmente órgãos de diversos setores do sistema de saúde de diversos países têm estado bastante ocupados com endemias e pandemias pelo mundo afora, porém o mal psicológico tem provocado danos devastadores entre os seres humanos e parece que ainda não é tratado com a seriedade e responsabilidade que a causa exige. Se uma pessoa sofre de uma dor psicológica, é preconceituosamente julgada como fraca ou fresca e que burramente estaria fazendo uma escolha consciente pela depressão ou pela angústia. Você que sofre não acredite nisto! Peça ajuda a alguém que possa te ouvir e que estará disposto e preparado a lhe apresentar um espelho da alma que reflita toda a sua dignidade de um ser que vive e sente, se alegra e sofre, que cai e levanta. Com certeza todo ser humano traz em si uma programação para a vitória. Portanto, busque-se lá onde você é e não onde você parece ser.

Compadeço-me da trajetória de dor e destruição de um gigante em se tratando de talento, movimento e criatividade. Porém, mais uma miserável vítima do espelho mágico. Não há mais surpresa pelo fato de que tanta fortuna tenha sido tão inútil no resgate de uma vida perdida do seu caminho de genialidade e realização. Já estamos cansados de saber que afetividade não se paga em dólares. Amor se não for gratuito não é amor. Também não podemos deixar de nos indignar pela incompetência técnica e ética dos profissionais envolvidos no caso. Não levará muito tempo para que as autoridades cheguem a uma conclusão sobre o que ocorreu no organismo de Michael Jackson que culminou na interrupção de sua existência tão precocemente. Mas acho que não resta sombra de dúvidas que todo este processo mórbido que testemunhamos teve início nas dores de sua alma. Que Deus acolha em seu generoso coração a miséria deste ainda jovem astro sem luz. E que os nossos espelhos reflitam o nosso coração e não a nossa imagem!

Dulcimar Menezes
Conheça o perfil pessoal de nosso colunista ou outros artigos publicados por ele
Clique Aqui