JORNAL MILENIO VIP

Colunistas - Neuza Carion

SINOS

Publicado na edição 98 de Dezembro de 2009

Há exatos quinze anos, inspirada nos tempos que então corriam, escrevi e publiquei o texto que agora reproduzo, porque nada mudou e porque, com toda carga simbólica da palavra, estamos em tempo de...

Bate o sino pequenino...
Onde bates, a que chamas
Por onde teu som derramas
Que já mal se pode ouvir?
Pobre sino, o ruído
Deste mundo poluído
Tenta teu canto encobrir.

Paz na Terra, pede o sino...
Quem te ouve, quem escuta,
Se o furor de eterna luta
Tem de todos a atenção?
Pobre sino... e outrora
O teu som enchia a aurora
E trazia a escuridão.

Hoje a noite ainda é bela,
Mas em vez de ir à capela,
Ligam a televisão.
No lugar de teus repiques,
Dobres, badalos e toques,
O barulho de motores
Reboa na amplidão.

Porém, sino pequenino
Ou carrilhão de catedral,
Que mensagem apregoas
Neste tempo especial?
Que mistério tão profundo
Procura envolver o mundo
Num abraço fraternal?

Dá-nos boas novas, sino,
Para que em nós a criança
Inaugure a esperança
De um tempo claro e sem dor
Em que a fé uma as gentes
E germinem as sementes
De Paz, Progresso e Amor!

Neuza Carion
Conheça o perfil pessoal de nosso colunista ou outros artigos publicados por ele
Clique Aqui