JORNAL MILENIO VIP

Colunistas - Dulcimar Menezes

ASAS DA LIBERDADE

Publicado na edição 101 de Abril de 2010

Liberdade, liberdade abre as asas sobre nós. E que a voz da igualdade seja sempre a nossa voz...”
(Niltinho Tristeza, Preto Jóia, Vicentinho E Jurandir)

Abril. Descobrimento do Brasil, 22. Tiradentes, 21. São Jorge Guerreiro, 23. Eventos cívicos e religiosos que traduzem a força da convicção e da fé de um povo. Porém, de todos os traços culturais que trazem em seu bojo inconsciente a essência da criatura humana, nada, em meu coração, se compara aos rituais da semana santa: Ocasião onde se celebra a libertação do homem de seus grilhões do medo na figura do Senhor Jesus Ressuscitado, arquétipo de conquista e superação. A Páscoa é a celebração da Vitória do Amor. Vitória sobre as vicissitudes da vida, sobre a dor, sobre a doença, sobre a morte. O homem é o resultado de um composto humano que compreende os seguintes aspectos: físico, emocional, mental e espiritual. Como terapeuta estou comprometida com a cura. E me emociona todo evento que faça o ser humano refletir de forma a transcender a realidade material efêmera. Não há cura sem transcendência. Não há cura sem a elevação dos indivíduos à sua condição de seres espirituais. Como encontrar sentido para a doença?... Como enfrentar a miséria?...Como encontrar consolo para uma mãe no leito de morte de um filho?... Como superar a sensação de desamparo e medo no momento da própria morte?...Muitas psicologias dão diversas respostas a estas perguntas, mas bem poucas são capazes de provocar o alívio da fé. A fé é um sentimento humano que o ergue às alturas dos anjos. Ressuscitar é ressurgir transformado, um novo homem para uma nova vida. Não uma vida onde a dor, a doença, a morte não existam. Mas uma nova vida onde a Vitória é garantida e a Liberdade reconquistada. O homem é ser de infinito e só o infinito o saciará!

Neste mês, no dia 02, comemoramos o centenário de nascimento de Chico Xavier, médium espírita, reconhecido e respeitado em todo o Brasil e também no exterior. Ao prestar esta singela homenagem a este homem, que entendo passou a sua vida trabalhando pela causa de devolver às criaturas humanas as suas asas espirituais, reproduzo aqui as palavras do Pe. José Lourenço da Silva Júnior, titular da paróquia de São Judas Tadeu, em Uberaba (MG). “Chico Xavier exalava amor, era extremamente humano em suas palavras e em suas ações”. É assim que o pároco descreve o médium mineiro em entrevista publicada no site do G1, em 03 de abril. Por ocasião da mesma entrevista declara ainda o Pe. Júnior (como é conhecido na sua cidade): “Uberaba tem uma religiosidade muito forte e presente nas vidas das pessoas. Seja espiritismo ou catolicismo, todos nós somos cristãos e é isso que sempre vai nos unir“. O padre disse ainda que a união religiosa evidenciada em Uberaba pode ser considerada um exemplo para os povos no mundo. “O homem erra quando se divide religiosamente. Não se pode ser hipócrita, pois a irmandade humana não se quebra com a religião de cada um. É preciso deixar de lado esse sectarismo religioso e ter mais acolhimento e misericórdia“. Deleitem-se como eu com tais palavras, pois raramente somos agraciados com tamanha sabedoria.

Feliz Ressurreição!

Dulcimar Menezes
Conheça o perfil pessoal de nosso colunista ou outros artigos publicados por ele
Clique Aqui