JORNAL MILENIO VIP

Colunistas - Neuza Carion

Jogo Jogado

Publicado na edição 107 de Outubro e Novembro de 2010

Como esperado, leio e ouço por toda parte comentários surpresos (?!) pela proximidade do fim do ano. Agradavelmente surpresa fico,ao constatar a manifestação de consciência antes mesmo do final do jogo que envolve a nação e prende a atenção da comunidade internacional.

Também gratificante foi ver que boa parte dos eleitores se envolveu nas discussões, tomou partido e escolheu de acordo com seus critérios e valores - não só por pequenas esmolas - ainda que baseada em informação incompleta, ou imprecisa, ou incompreendida, ou mal interpretada. É bom que, mesmo pouco esclarecidos, decidam com base em políticas de governo - mesmo que sujeitas a críticas - em vez de visar apenas benefícios pessoais. Estamos longe do ideal, mas houve mudança para melhor.

Outra mudança visível: no Brasil do século 21 grande parte da população, especialmente fora dos grandes centros, ainda vive na prática o coronelato assistencialista vigente no início do século passado. Mas a informação, que flui ininterruptamente dos meios de comunicação, influi e forma opiniões, especialmente entre os mais jovens. Estes, mais escolarizados - por força de lei - e por isto mais bem informados que as gerações precedentes, têm maior acesso às novas mídias, como a internet. Não por acaso o voto jovem vem, cada vez mais, decidindo eleições.

A observação do jogo político, além da constatação deste início de amadurecimento, me levou a outras considerações. Curiosamente (ou não...), todos os candidatos à presidência da república que tiveram relevância nas pesquisas de opinião são originários da esquerda socialista que nasceu e se manteve como oposição ao capitalismo. Os dois que vão disputar o segundo turno são representantes dos partidos que estiveram no poder pelos quatro últimos mandatos e que, apesar de sua origem socialista, implantaram e desenvolveram programas econômicos do modelo capitalista, com medidas por vezes (muito) polêmicas, mas que tiraram o país do terceiro mundo, colocando-o entre os de economia emergente. Mesmo que dentro da deturpação que é o modelo consumista de sociedade.

Numa avaliação simplista, porque não tenho conhecimento que me capacite a análise adequada,percebo isto como uma fase do processo preconizado por Karl Marx na teoria segundo a qual o ideal socialista somente se instalará após, e como conseqüência, do esgotamento de todas as fases da experiência capitalista. Deste modo, cada um a seu tempo e de acordo com suas características, primeiro o PSDB, depois o PT, teriam cumprido seu papel.

No primeiro turno destas eleições grande parte dos eleitores deu um voto de consciência, sabendo que não seria vencedor (a disputa política não é um campeonato...) apontando para a visão de vida em sociedade defendida com bravura e brandura pelo PV, com o ideal socialista aliado à atual preocupação com a questão ambiental - o que entendo como uma progressão no pensamento político, pois afinal a atividade política surgiu para organizar a vida em sociedade e hoje sabemos que o ambiente que nos cerca condiciona a vida e não pode ser desconsiderado - é maior que as sociedades.

Assim me reconforta concluir que existe uma progressão rumo ao aprimoramento social (não por acaso os socialistas assim se definem: progressistas) e que se ainda não foi desta vez que a proposta socioambiental chegou à hegemonia, é porque ainda não chegou o seu momento, mas o expressivo número de votos que recebeu representa o inicio de uma caminhada que, para o PT, levou vinte anos de ajustes (alguns questionáveis...) até enfim chegar ao poder.

Dentre os quatro candidatos, o que recebeu menos apoio, o candidato do PSOL, coincidentemente é o que teve o discurso mais radical e mais ortodoxo da visão socialista, talvez seja a voz que mantém vivo o ideal puro, que um dia, com base na educação da sociedade, trará uma vida mais justa e feliz. Por enquanto, este é um jogo já jogado.

Neuza Carion
Conheça o perfil pessoal de nosso colunista ou outros artigos publicados por ele
Clique Aqui