JORNAL MILENIO VIP

Colunistas - Izaura Hart

Rabiscamos a prova, e agora?

Publicado na edição 107 de Outubro e Novembro de 2010

Há poucos dias tomei conhecimento de um fato que o Pe. Marcelo Rossi relatou e que me fez meditar em torno do ocorrido.

Disse ele que quando ainda era Professor de Educação Física, certo dia foi convidado pelo Diretor da Escola onde trabalhava para cuidar dos alunos durante uma prova de Matemática. Momento de grande tensão por se tratar de matéria considerada complicada para a maior parte dos estudantes. O tempo corria célere e quando faltavam apenas 15 minutos para terminar o horário da aula, quando as provas seriam todas recolhidas, um aluno levantou-se e disse: - Professor, por favor me dê um outro papel da prova porque este eu rabisquei muito e vou refazê-la. O Padre, na época Professor, respondeu-lhe: - Mas faltam apenas 15 minutos e não haverá tempo hábil para que você faça toda a prova! O aluno voltou a argumentar da seguinte maneira: - Eu rabisquei muito a prova e não devo entregá-la assim!... Vou tentar! O Pe. Marcelo, em seu relato confessou que ficou torcendo para que o jovem aluno conseguisse completar toda a prova.

Assim é com a nossa vida: quantas vezes “rabiscamos” a nossa existência na Terra com atitudes equivocadas, cometemos erros dos quais nos arrependemos mais tarde quando amadurecemos através da idade ou das experiências da vida.

Graças a Deus que podemos solicitar nova oportunidade para refazermos aquilo que fizemos mal! Seja nessa mesma existência pedindo perdão a todos aqueles a quem prejudicamos e procurando fazer a eles todo o bem que pudermos, seja em nova existência, através da bendita oportunidade da reencarnação !

Através de pequenos fatos corriqueiros do dia a dia podemos tirar lições enormes que nos calarão fundo na alma e darão margem a muitas conclusões importantes.

É necessário não desanimarmos porque Deus, que é Pai Amoroso, mesmo quando rabiscasmos nossas vidas, não nos abandonará, oferecernos-á outra chance e ainda ficará torcendo por nós, como aconteceu ao Professor.

Nada de desânimo! Coragem e força deve ser nosso lema!
Afinal O Mestre dos Mestres disse: “Nenhuma de minhas ovelhas se perderá”!

Izaura Hart
Conheça o perfil pessoal de nosso colunista ou outros artigos publicados por ele
Clique Aqui