JORNAL MILÊNIO VIP - Por que devemos amar essa cidade?

Colunistas - Ivone Boechat

Por que devemos amar essa cidade?

Publicado na edição 112 de Junho de 2011

Magé, terra do Dedo de Deus, está em festa! É uma terra abençoada, é um cartão postal desenhado e com divino autógrafo digital. Sua variedade de climas, seu povo tão esforçado e seu diário escrito por uma  trajetória histórica que  honra o Brasil.

O profeta Jeremias lançou um desafio ao projeto de qualquer cidade: “Procurai a paz da cidade para onde vos fiz transportar; e orai por ela ao SENHOR, porque, na sua paz, vós tereis paz”. Jeremias 29:7

O que a educação está fazendo por Magé? A educação já traçou o perfil do líder cidadão que ela quer formar para comandar a cidade? Tantos anos se passaram e Magé vive clamando por uma educação transformadora, pela formação de líderes eficazes, pela preservação do seu santuário ecológico, pelo direito cidadão de ir e vir seja, para qualquer direção, com segurança.

Ah! Magé, como você é linda! É uma jovem senhora de 446 anos, com marcas faciais provocadas pelos anos de experiências e já apresenta alguns sintomas de osteoporose pela falta do cálcio verde e amarelo da vontade de mudar. Mudar para deixar de jogar pelo chão tanto lixo, mudar para cuidar dos rios fantásticos e das cachoeiras, mudar para sair plantando flores, muitas flores nas praças das cidades.

Nós, mageenses, precisamos aprender a olhar em outras dimensões. Não precisamos ficar olhando para trás. É melhor olhar para frente, para cima, todavia, se evoluirmos sempre, teremos  a capacidade de olhar para nós mesmos. Essa é a Magé que nós queremos? O que eu posso fazer para aperfeiçoar a vida neste município? É aqui e desse jeito que meus filhos podem viver felizes?

Evidentemente que Magé cresceu muito, só precisa ter mais juízo. Será que essa aldeia tem honrado a memória de luta dos índios tamoios, tão guerreiros? Será que a primeira Estrada de Ferro do Brasil está preservada? Ou melhor, será que a memória histórica de Magé está saudável?

No Dia do aniversário, não se deve ficar questionando o que se fez ou faz de loucuras. É mais justo abraçar Magé, e dizer que ela tem tudo para dar certo: povo trabalhador, religiosidade latente, a moldura mais linda, recortada por montanhas indescritíveis.

Salve Magé, no seu Dia. Em sua homenagem, receba meus versos de otimismo:

Levanta a cortina dos teus olhos, contempla a maravilha deste lindo amanhecer.
A vida é uma criança, esperta, bonita, inteligente, passa correndo, é preciso ver.
Acredite enquanto há tempo. Não existe dor sem alento, nem tristeza tão longe da alegria, quando a luz de cada dia acende a vida, iluminando seu amanhecer.
Não vacile, toma posse da imensa alegria de viver.


 

Ivone Boechat
Conheça o perfil pessoal de nosso colunista ou outros artigos publicados por ele
Clique Aqui