JORNAL MILENIO VIP

Colunistas - Moisés Queiroz

E agora?

Publicado na edição 114 de Agosto de 2011

Passado o momento de euforia com a vitória daquele que nós elegemos para ser o administrador de nosso município, recai sobre os ombros de cada mageense preocupado em recuperar, reconstruir a cidade e a imagem de magé a responsabilidade de juntos, acompanhar tais mudanças.

Temos que rever alguns de nossos comportamentos, em especial, neste 1º ano do novo governo. Vamos acompanhar e verificar as ações de cada vereador em relação aos projetos do governo, as ações dos secretários do município, todos nós atentos a qualquer ato contra o crescimento de magé.

É importante ficar atentos aos oportunistas de plantão, áqueles que durante muitos anos compactuaram com governo passado e agora pousam de bons moços ao lado do novo prefeito. Quem traiu os antigos camaradas, pode trair o atual também.

O brasil tem 5.565 municípios e, em apenas um, de todos esses municípios, aconteceu eleição complementar para escolha do novo prefeito. Não queremos que isso ocorra novamente.


Em direção a prosperidade, visualizando todas as possibilidades empreendedoras com a chegada do complexo petroquímico do rio de janeiro, com os jogos olímpicos e copa do mundo, nossa cidade de magé tem que se reorganizar, se reerguer e virar essa página obscura que fez a estagnação de nosso município por tantos anos.

Vamos acordar para novas possibilidades, magé tem direitos. Vamos lutar contra a ditadura do pedágio (não é isso darke?) Vamos lutar por uma educação melhor, o 1º passo e mais importante já foi dado com a escolha do secretário de educação. Uma secretaria de saúde comprometida com aqueles que não têm a possibilidade de pagar um plano de saúde. Serviços públicos voltados para o bem estar de cada mageense.


Acreditamos, colocamos a cara e temos a responsabilidade de acompanhar cada ato, cada decisão, cada escolha por uma cidade melhor, temos que recuperar o tempo perdido.


E por falar em tempo perdido, o resultado da eleição nos mostra que com os números de votos alcançados pelo novo prefeito, ou seja, 68,62%, uma verdade vem a tona, a sociedade mageense de todos os distritos, não quer mais repetir erros passados. E para aqueles que pensam que os mageenses são bobos, o resultados para os demais candidatos reflete que suas pretensões morreram antes de chegarem a praia, ou seja, nem em piedade chegaram.

É bom lembrar que pessoas inteligentes aprendem com seus próprios erros, mas pessoas sábias aprendem com os erros dos outros.

Moisés Queiroz
Conheça o perfil pessoal de nosso colunista ou outros artigos publicados por ele
Clique Aqui