JORNAL MILÊNIO VIP - QUE SAUDADE DE JESUS!

Colunistas - Izaura Hart

QUE SAUDADE DE JESUS!

Publicado na edição 121 de Maio de 2012

Todas as vezes em que nos deparamos com as manchetes de jornais que nos chamam a atenção para o escândalo, o crime e a corrupção, pensamos: Que saudade de Jesus!

São almas infelizes que  se locupletam prejudicando a uma , duas,  três pessoas ou até a populações inteiras!  E nós nos deixamos levar pela insistência da mídia que nos envenena a cada 5 minutos repetindo o fato tenebroso, ao ponto de passarmos a dicuti-lo no interior de nossos lares, em nosso trabalho e até com pessoas estranhas com as quais nos encontramos nas filas dos bancos... É um verdadeiro bombardeio com munição que envenena a nossa alma pouco a pouco...

Mas há muitas pessoas que estão “do outro lado” fazendo o bem e semeando a paz sem nenhum tipo de  interesse!

Há poucos dias soube do falecimento de uma senhora cujo enterro chamou a atenção pelo número de pessoas que lhe eram agradecidas.


Tratava-se de uma mulher pobre, anônima, cuja vida se resumia em cuidar de sua família e de toda a vizinhança.

Não havia quem não chegasse necessitando de algo que ela não saísse em busca para conseguir. Ninguém se retirava de sua casa com fome, pelo menos o feijão com arroz e um ovinho frito ela servia com todo carinho. Cuidava dos filhos alheios para que as mães solitárias fossem em busca de trabalho. O enfermo recebia o chá amoroso. As portas de sua humilde residência estavam sempre abertas.

Era uma senhora representante do Cristo!

No  dia de seu falecimento muitas lágrimas rolaram dos rostos sofridos daqueles que a partir dali se sentiriam mais desamparados

Ninguém divulgou jamais o trabalho anônimo dessa ilustre mulher, sem título, sem diplomas e sem fortuna.

Ela servia pelo prazer imenso que o bem  traz, pela “adrenalina” que a fazia realizar um pouco mais a cada dia.

Há muitas pessoas que vivem dessa forma, realizando até o “impossível” sem interesse de fama ou de voto. São trabalhos à cabeceira de certos enfermos, junto ao berço de crianças “especiais” que nunca serão adultas, no interior de presídios, hospitais, distribuindo sopa pela madrugada nas ruas frias...

É um verdadeiro exército de criaturas em trabalhos voluntários que movimentam o AMOR e a PAZ  em nosso país e no mundo!

Trabalhando conseguem matar a imensa saudade que sentem de Jesus!


Izaura Hart
Conheça o perfil pessoal de nosso colunista ou outros artigos publicados por ele
Clique Aqui