JORNAL MILENIO VIP

Colunistas - Antônio Seixas

Bibliografia básica sobre Magé

Publicado na edição 122 de Junho de 2012

No dia 09 de junho comemora-se a elevação do arraial de Magé à condição de Vila, por ato do Vice-rei Dom Luis de Vasconcelos e Souza, ocorrida em 09 de junho de 1789, no ano inicial da Revolução Francesa e da Inconfidência mineira. Como bem lembra o acadêmico historiador José Inaldo Alonso, “a vila era o momento mais forte de um lugar, correspondendo à criação do município”.  A data de aniversário do Município foi restabelecida pela Lei Municipal n.º 1.309/97, sancionada pelo prefeito Nelson Costa Mello.

Quem pretende conhecer um pouco mais de nosso passado não pode abrir mão da leitura de uma bibliografia básica sobre Magé que, por oportuno, recomendamos: “Os Horrores de Magé” (1895); “Magé na história” (1938), de JUSTINIANO H. DO VALLE; “Inhomirim, 250 anos de paróquia” (1946), de FREI ANICETO KROKER, “Magé durante o Segundo Império e os primeiros tempos da República” (1962), de ANTONIO PAIVA FERNANDES; “Notas para a história de Magé” (2000), de JOSÉ INALDO ALONSO; “Magé, a Terra do Dedo de Deus” (1957), “Aspectos Mageenses no Tempo do Império” (1963), “Fabrica da Estrela” (1973), “Garrincha, o Demônio das Pernas Tortas” (1973), e “A Saga dos Ullmann: história da cidade de Magé de 1870/1950” (1988), todos de RENATO PEIXOTO DOS SANTOS; “Recorda-me de terra bendita: Centenário da Matriz de Raiz da Serra” (2006), de MARIA BEATRIZ LEAL DA SILVA; “Breve história da literatura mageense” (2005), “O velho cemitério de Magé” (2009) e “História da Nobreza Mageense” (2010), de ANTÔNIO SEIXAS; “Therezópolis” (1938), de ARMANDO VIEIRA e “COLONIZAÇÃO DE TERESÓPOLIS” (1970), de Gilberto Ferrez. Importantes ainda são as produções acadêmicas, como a dissertação de mestrado de FELIPE AUGUSTO DOS SANTOS RIBEIRO, “Operários à tribuna: vereadores comunistas e trabalhadores têxteis de Magé (1951-1964)”. Além desses, os escritos de Alcebíades de Castro Teixeira, Aracy Rangel e Dario Navarro, publicados nos jornais locais.

Antônio Seixas
Conheça o perfil pessoal de nosso colunista ou outros artigos publicados por ele
Clique Aqui