JORNAL MILENIO VIP

Colunistas - Tassélio de Souza Pereira

Todo amor é relativo

Publicado na edição 124 de Agosto de 2012

Deus amou o mundo de tal maneira, que enviou o seu filho unigênito para que todo aquele que nele creia, não pereça, mas tenha vida eterna.

Porém este amor é relativo e não absoluto. É necessário que amemos a Deus sobre todas às coisas. E nisto está intrínseco em fazer-mos tudo aquilo que Jesus nos manda fazer. O amor de mãe também não é absoluto porque Rebeca mulher de Isaque, amou mais a Jacó, do que a Esaú, seus filhos. Genesis, cap 27, verso 8 ao 24. Malaquias, cap I, verso 2 e 3: Não foi Esaú irmão de Jacó? Disse o Senhor: Todavia amei a Jacó, e aborreci a Esaú e dei a sua herança aos Dragões do deserto.

A lei da conservação da massa, proposta por Lavoisier, diz: Na natureza nada se cria. Nada se perde. Tudo se transforma. Albert Einstein, outro grande físico, afirmou: Tudo é relativo e depende do tempo, da massa, da velocidade da luz, do movimento, e da duração desse tempo. Do som, e da posição em que está aquele que observa o fenômeno, e da velocidade contida neste tempo.

Isto segundo à física. O filósofo Sócrates criou uma escola à qual deu o nome de MAIEUTICA, cuja finalidade é despertar nos alunos o espírito investigativo através de perguntas relacionadas às primeiras respostas, porque à filosofia não aceita às verdades da física, e busca sempre às verdades filosóficas. Existe ainda à verdade utilitária a qual é um sofisma para sustentar um argumento falso, com aparência de verdadeiro. Já dizia Aristóteles: Só é verdade real, aquilo que é de fato verdadeiro.

Tassélio de Souza Pereira
Conheça o perfil pessoal de nosso colunista ou outros artigos publicados por ele
Clique Aqui