JORNAL MILENIO VIP

Colunistas - Nadja Natan

Pedalando aqui e ali

Publicado na edição 129 de Janeiro de 2013

Hoje o assunto é bicicleta. E por quê? Porque estou na India e este é um meio de transporte muito popular aqui, é barato, ecológico, prático e, para mim, super divertido. Quando estou nesta cidade grandiosa chamada Tiruvannamalai no sul da Índia, onde se encontra uma montanha sagrada e mitológica chamada Arunachala e o ashram de Ramana Maharshi, o sábio de Arunachala, ando de bicicleta para ir ao ashram e meditar, para ir visitar os amigos, para ir fazer compras e colocar as coisas dentro da cesta da bicicleta, para ir a encontros onde cantamos bhajans (cânticos devocionais).

E assim que começo a pensar em bicicleta relembro meus tempos de Magé, onde passava as férias tanto de verão como de inverno, me lembro com alegria incontida, pedalando pelas ruas para ir visitar as amigas, ir para Piedade, o poço bento e para cima e para baixo na minha bicicletinha sueca linda. Outra coisa que acho bem maravilhoso é que lembro da loja que levávamos nossas bicicletas quando o pneu furava e eu sempre gostava de ir lá porque os mecânicos eram muito simpáticos e gostavam muito de bicicleta. E hoje em dia, quando entro numa loja de bicicletas, tanto na Europa quanto nos EU ou na Índia, sinto esta afinidade com os mecânicos ou os vendedores. Eles (quase sempre homens, muitas vezes jovens e charmosos) parecem também ter um certo tipo de paixão pelas duas rodas. Diria até que existe uma certa magia na bicicleta. Talvez a invenção mais inteligente de todos os tempos, a bicicleta equilibra o corpo, a mente, fortalece a musculatura, dá resistência, tudo isto e mais aquele prazer, aquele deleite profundo de ir de um lugar ao outro usando o que temos: corpo e mente.

E agora a bicicleta virou símbolo de saúde, de atitude ecológica, de atividades coletivas, de passatempo. Ela até ficou politizada em Londres. O atual prefeito de Londres, Boris Jonhson, é comumente encontrado pedalando sua bicicleta para o trabalho, e é responsável pela implantação na cidade de novas ciclovias e do recente sistema de aluguel de bicicletas. E muitos profissionais, políticos e pais usam suas bicicletas para se locomoverem na cidade. Bancos e negócios financeiros oferecem a seus funcionários estacionamento seguro para bicicletas, banheiros com chuveiros para quando chegam no trabalho suados e até ajudam os funcionários a comprar bicicletas de boa qualidade!

Então fiz uma lista de motivos para andarmos de bicicleta:

- Nos sentimos mais jovens: é como se voltássemos a ser crianças prontas para uma aventura. Vejo isto nos rostos de pessoas mais velhas andando de bicicleta. Vejo sorrisos.

- Andar de bicicleta é uma atitude ecológica. Cooperamos com o nosso planeta e podemos diminuir nossa pegada carbônica.

- Uma alternativa para o trânsito das grandes cidades onde você pode chegar mais rápido na hora do rush, e nas cidades pequenas você chega mais cheio de vida.

- As bicicletas não pagam impostos de circulação, não gastam gasolina e são silenciosas.

- Andar de bicicleta proporciona uma experiência coletiva. Podemos aproveitar o tempo com a família ou amigos. Se seus filhos vêem você andando de bicicleta, eles acham que é normal e vão seguir o seu exemplo.

- Dorme-se bem depois de um bom passeio.

- É saudável. Nossos músculos ficam mais fortes e nossas mentes mais atentas.

- Ficamos mais alertas aos perigos nas estradas o que nos faz mais responsáveis pelas nossas vidas e como a conduzimos. 

- Dizem que a vida sexual melhora!

- Pode se perder peso e ficar com aparência mais saudável ao pedalar na natureza, longe da poluição.

- É uma boa ponte para outros esportes ou o yoga.

- Criamos uma dependência positiva que proporciona energia usando nossos próprios músculos, nossas mentes e nosso espírito de aventura.

Mas o bom mesmo é pedalar, sentir o corpo usando sua capacidade energética, sentir aquele ar gostoso no rosto e concentrar no agora, no presente com uma companheira de verdade.

Nadja Natan
Conheça o perfil pessoal de nosso colunista ou outros artigos publicados por ele
Clique Aqui