JORNAL MILENIO VIP

Colunistas - Tassélio de Souza Pereira

ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO 1º DISTRITO DO MUNICÍPIO DE MAGÉ

Publicado na edição 134 de Outubro de 2013


Serviço comunitário

A Associação de Moradores do 1º Distrito de Magé agradece ao Sr. Prefeito Nestor Vidal Neto, pelo manilhamento do valão que limita o bairro da Barbuda com o bairro do Canal, no primeiro distrito de Magé.

Esse valão foi aberto por vontade do Sr. Paulo Henot em 1941 com  a finalidade de drenagem para o plantio de um bananal, ocasião em que também conseguiu permissão do governo Getúlio Vargas para desmatar não só a Barbuda, mas também todo o manguezal desde o rio Guapimirim até a foz do canal de Magé, cuja madeira era transportada pelos mateiros em frotas de caícos até as barcaças com destino ao Rio de Janeiro, para alimentar as caldeiras dos navios à vapor e os fornos das padarias.

Estas informações me foram prestadas pelo Sr. Licínio que ainda vive e ainda reside na Barbuda.

A partir de 1946, os três valões abertos por Paulo Henot passaram a ser dragados e se tornaram piscosos, e atualmente todos três drenam as aguas pluviais e servem de rede de esgoto.

O valão que está em  evidência corre paralelo à margem esquerda do canal de Magé e no passado desaguavam nele as águas que vinham do bairro Magé Mirim e de um chiqueiro que existia ao lado do primitivo campo do Mageense Futebol Clube, fundado por Hebert Teilor- gerente da Cia Mageense de Tecidos. Com o advento da esta do contorno da Baía de Guanabara , as valas que se união à esse valão passaram a ser desaguadas ao lado da ponte sobre o canal de Magé.

Em 1983 historiei trovas à história deste valão e fiz o primeiro apelo comunitário, após a todos os prefeitos na corrente do tempo , quase consegui no governo anterior a esse, o valão chegou até a ser  dragado para o assentamento das manilhas que consegui na firma Galvão Contreiras, mas a eleição intempestiva parou o trabalho. O mérito da obra é de Nestor Vidal e do vereador Rafael Tubarão que em comum acordo liberaram a verba para o evento que deve ser apreciado e registrado na história. Os agradecimentos comunitários desta associação em nome de todo o povo do bairro Canal e Barbuda.

Agora teremos menos mosquitos, menos cobras, menos ratos e caramujos cuja praga assola vários bairros do município.

Tassélio de Souza Pereira
Conheça o perfil pessoal de nosso colunista ou outros artigos publicados por ele
Clique Aqui