JORNAL MILENIO VIP

Colunistas - Izaura Hart

Nosso amigo Raul Teixeira

Publicado na edição 135 de Novembro de 2013

Adolescente ainda, contando apenas 17 anos, aquele jovem promissor, muito religioso, adentrou a sala de uma Instituição Espírita de Niterói, cidade onde nasceu e se criou.

Ali estavam vários jovens, já que era uma reunião da mocidade e o assunto estudado foi Moisés e o decálogo. Todos  podiam falar e discorrer sobre o tema da tarde. Foi aí que José Raul Teixeira, nosso querido Raul, por primeira vez usou da palavra em uma instituição Espírita Cristã. O grupo era o Leôncio de Albuquerque, o dia 8 de abril de 1967. Era um sábado de luz e de alegria para o mundo espiritual.

Daí para cá,  o jovem Raul dedicou-se a estudar e trabalhar pela Doutrina codificada por Allan Kardec, com profundo amor e verdadeiro afinco.

Inúmeras são as abençoadas experiências de vida pelas quais passou, viajando para proferir palestras nos diferentes recantos do Brasil. Trabalhava como professor do Ensino Médio nas escolas estaduais de Niterói,  pregava o Evangelho do Cristo, fazia seu Mestrado na UFF e assim era a vida desse grande trabalhador do bem em nosso Estado.

Nunca menosprezou quem quer que seja nunca permitiu que a pureza da Doutrina Espírita fosse maculada!

Seu campo de trabalho foi aumentando sempre, fundou a SEF ( Sociedade Espírita Fraternidade) que possui  uma obra fantástica de promoção social que é o Remanso Fraterno.

Aperfeiçoando-se cada vez mais, fez seu Doutorado a duras penas, sem abrir mão de seus compromissos doutrinários.

Iniciou palestras e seminários no exterior, embora trabalhando como Professor da UFF, abrindo mão dos sábados, domingos, feriados e férias para divulgar o Consolador Prometido por Jesus.

Vida de trabalho, luta e sacrifício pessoal, sempre emoldurada por um sorriso franco, brincadeiras saudáveis que amenizavam inúmeras vezes a dor daqueles que se aproximavam dele.

O bilhete fraterno nunca faltou para o amigo distante, o cartão postal sempre foi enviado por ele como comprovação da sua lembrança amorosa.  Quanta delicadeza sempre saiu do coração do Raul que não apenas “falava” do Cristo, mas procurava vivenciá-Lo a todo instante.

Há cerca de dois anos o nosso Raul Teixeira  sofreu um AVC em pleno vôo para os EE.UU onde iria fazer uma série de palestras.

Sozinho no avião, a tripulação somente percebeu o acontecido quando o vôo chegou ao seu destino. Ficou internado por lá algum tempo, recuperou bastante sua condição de andar, embora com limitações  no braço direito e na fala!

Voltou a Niterói, sua terra natal, continua sendo  o Raul de outros tempos, pregando  o Evangelho de Jesus não da tribuna, sua antiga conhecida, mas na sua vivência do dia a dia!

A nós, os Espíritas que o amamos e admiramos profundamente, só nos resta dizer:
- Siga em frente, irmão querido! Saudades, muitas saudades de ouvir você!

Izaura Hart
Conheça o perfil pessoal de nosso colunista ou outros artigos publicados por ele
Clique Aqui