JORNAL MILENIO VIP

Colunistas - Roberto Silva de Siqueira

CRIAÇÃO DE CALÇADÃO

Publicado na edição 135 de Novembro de 2013

FECHAMENTO DA RUA DR. SIQUEIRA E DA TRAVESSA DO ROCCIO PARA CRIAÇÃO DE CALÇADÃO - COMO FICA O TRÂNSITO?

Por força de algumas funções que exerço, tive acesso ao projeto que transformará em calçadão exclusivo para pedestres da Rua Dr. Siqueira (entre o Largo e a Av. Simão da Motta) e a Travessa do Roccio.

O projeto é muito interessante, pois em cada cabeceira de rua, vale dizer, na Dr. Siqueira com o Largo; na Dr. Siqueira com a Simão da Motta; e na Travessa do Roccio com a Praça da Prefeitura, haverá um recuo de cerca de 15,00m para carga e descarga de mercadorias, além disto, serão construídos canteiros paralelos delimitando áreas para passagens de veículos de emergência, tais como ambulâncias, carros de bombeiro e polícia.

Os pedestres terão área livre para circulação em importante local de tradicional comércio, o que fará com que a área seja modernizada e ainda mais valorizada.

Em princípio, as obras começarão em janeiro, porém, desde já haverá o fechamento provisório dos referidos logradouros para o trânsito, simulando em cada uma das cabeceiras já citadas a área de carga e descarga.

Tudo bem, tudo legal; no entanto é de se observar as consequências que toda a intervenção urbana traz, não só para a área específica da modificação, como também para seu entorno e, principalmente, no caso específico, o impacto na mobilidade urbana.

É de ressaltar o fato de que Magé e seus distritos não foram, do ponto de vista urbanístico, programados. Nosso Município é velho, com quase 500 anos de idade, e nosso Plano Diretor da década de 70 e o atual, em vigor desde 2006, não foram tirados do papel pelos nossos governantes. Sendo assim, não foram capazes de mudar esta nossa realidade.

A questão é o que ocorrerá após a transformação. O Governo realizou pesquisa afirmando que, aproximadamente, 75% da população e do comércio local aprovaram o calçadão. Então, aceitação popular existe.

Certo é que, o próximo carnaval não contará com esta via para os desfiles das escolas de samba e dos tradicionais blocos de rua. Porém, como o povo mageense é festeiro, encontrará uma solução para isto.

A grande repercussão será no trânsito. Sem a possibilidade de passagem pela Dr. Siqueira e o Beco da Palha (ocupado pelos camelôs), todo o fluxo será dirigido para a "Rodoviária" e desembocará de novo na Av. Padre Anchieta.

Alguns transtornos ocorrerão, não tenho dúvidas, principalmente diante do tamanho da mudança. Todavia, esperamos que estes impactos no trânsito sejam reduzidos pelo Poder Público.

Neste período natalino que se avizinha, já bastam os problemas com o calor, a falta de luz e de água. Então, que venha o calçadão.

Roberto Silva de Siqueira
Conheça o perfil pessoal de nosso colunista ou outros artigos publicados por ele
Clique Aqui