JORNAL MILENIO VIP

Colunistas - Izaura Hart

ENCONTRO DIÁRIO COM JESUS

Publicado na edição 84 de Setembro de 2008

Lendo na centenária Revista Reformador, editada pela Federação Espírita Brasileira, número de agosto passado, um artigo do escritor Richard Simonetti, achei conveniente comentá-lo com nossos prezados leitores. O artigo é intitulado “Amar sem amarrar” e se refere ao fenômeno pelo qual todos passaremos que é chamado “morte”. Somos todos portadores de um corpo que tem data de validade. Sabendo disso, como devemos nos comportar com a partida de um ente querido? O primeiro impacto sempre nos dá um desconforto, um desequilíbrio e é necessário buscarmos ajuda na ORAÇÃO, que nos dará forças e coragem para enfrentar o afastamento do ser querido. Buscar a SERENIDADE é também outro recurso, tendo em vista a estreita sintonia que há entre os que partiram e seus entes queridos. Fazer todo o possível para continuar a viver com NORMALIDADE aliás, como muito bem explica o autor do artigo, Richard Simonetti: “Se sofro um acidente e perco um membro, devo aprender a viver sem ele, adaptando-me à nova situação. A morte de um ente querido, segundo ele, é uma amputação psicológica. Como todos temos o visto de entrada na Terra e esta viagem tem também o visto de saída, precisamos amar aos parentes e amigos sem egoísmo, sem prendê-los para que partam em paz e desta forma nos resignarmos com a vontade de nosso PAI. Izaura de Azevedo Hart

Izaura Hart
Conheça o perfil pessoal de nosso colunista ou outros artigos publicados por ele
Clique Aqui