JORNAL MILENIO VIP

Colunistas - Izaura Hart

Cantinho da alma - julho de 2014

Publicado na edição 142 de Julho de 2014

“Muitos os chamados e poucos os escolhidos” (Mt 22,1:14)

A parábola do festim das bodas, como todas as parábolas do Mestre Jesus, encerra uma infinidade de ensinamentos que nos enriquecem a alma e se decidirmos por segui-los melhoram a nossa vida.

Jesus sempre se referia ao chamado Reino dos Céus que é o ápice do processo evolutivo,  ou seja,  a plenitude espiritual e à forma como chegar ou atingir  essa perfeição.

Na parábola em questão, por meio de uma festa de casamento que simboliza a união com o Mestre onde há uma quantidade de provisão de bens para suprir todas as necessidades de fome e sede espirituais.

Todos  nós fomos chamados para o banquete, mas nem todos temos as condições necessárias para participarmos da festa, pois nos faz falta o traje adequado, a veste própria para a festa de núpcias, ou seja, o merecimento.   

Esta vestimenta própria é conquistada com  esforço, trabalho exaustivo e perseverança no bem! Quem assim procede conseguirá participar da festa e não será convidado a sair, como no caso da parábola.

Fazendo uma analogia com a Copa do Mundo em nosso país, vemos que muitos foram os jogos! Inicialmente eram três partidas por dia e a festa acontecendo em vários pontos de nosso Brasil. 

Algumas equipes começaram a partir, não estavam preparadas para o banquete.

Sai uma hoje, outra amanhã e assim a grande festa esportiva, para a qual  muitos haviam sido convidados começou a se esvaziar e a selecionar os convidados.

Sobraram apenas quatro e desses ficaram  os dois finais. Os demais não estavam envergando “a veste nupcial”.

Realmente ficou a equipe que mais se esforçou através do  trabalho e que se  preparou por mais tempo com muita perseverança. 

Esta levantou a taça porque teve muito respeito ao convite para participar da festividade e honrou o espetáculo, embora muitos tenham sido chamados, mas poucos puderam ser escolhidos!

Assim somos nós: precisamos honrar nossa participação no espetáculo da vida!

Izaura Hart
Conheça o perfil pessoal de nosso colunista ou outros artigos publicados por ele
Clique Aqui