JORNAL MILENIO VIP

Colunistas - Antônio Laért

FALA COMIGO COMO A CHUVA

Publicado na edição 145 de Outubro de 2014

O interior, na geografia de  estados  da  federação, é tudo  o que  não é  capital. O interior, porém, não é apenas um lugar no  mapa,  mas  um  espaço dentro da pessoa. Ser do interior te dá uma vantagem competitiva enorme, porque você lá não é  anônimo, não precisa  ser  conhecido. Com efeito, no seu torrão natal, você já é  alguém, tem  raízes,  nasce  e vive  no  entorno de seus  pais  e  familiares e pode até se mostrar, dar  a conhecer e  se estabelecer precocemente. O país de cada um começa exatamente onde ele nasceu: é ali que se ouvem os primeiros sons do tambor da língua, dos símbolos, dos hábitos, dos  valores, daquilo que  nos une e identifica como nação. No interior, nossos propósitos são bem mais focados; há pouca dispersão, perda de energia, vazamento de intenções, porque o interior é também uma forma de respirar, de nos conduzir  para  dentro de  nós. E isso tudo ajuda a produzir, criar, a explorar os tons, nuances, a encontrar o conceito, a se descobrir, ter satisfação e se apaixonar. A cidade grande nos dá muitas possibilidades, mas embota tantas outras. O espetáculo da dispersão é perturbador. Nossos melhores propósitos se desfazem como bolhas de sabão. O ritmo é frenético e a química é outra bem  diversa. Corremos  atrás  do  que  não  alcançamos  e  somos  consumidos  pelo  tempo  que  se  esvai por  entre  os  dedos. Voltar então à calma  do  interior, ao  ritmo  daquela  vida, ao  inesperado que  pode ali ocorrer, ao  surpreendente e ao  imprevisível da  benquerença, é emoção que revigora, purifica e  decanta nossos propósitos. E o que pode  acontecer  quando  se  volta  e  se passa um  dia  no  interior ? Tudo. Depende de como foram os dias antes de chegar até ali naquele lugar. A vida real totalizante, se mostra dentro da simplicidade verdadeira e cristalina do espelho. Celebra-se então a consistência e inteireza de quem se encontra e reconhece, iluminado  e  encantado  por  retornar,  pisar  e  recarregar ali seu  fio-terra,  para  ser  inteiro  no interior  e  na capital.

 

Antônio Laért
Conheça o perfil pessoal de nosso colunista ou outros artigos publicados por ele
Clique Aqui