JORNAL MILENIO VIP

Colunistas - Robson Pereira

Terra, planeta água?

Publicado na edição 148 de Janeiro de 2015

“Águas que nascem das fontes, serenas do mundo e que abrem um profundo grotão / Água que faz inocente riacho e deságua na corrente do ribeirão”. (Guilherme Arantes)

Água, que há muito tempo falávamos que era um bem inesgotável da natureza! Hoje um bem que é vital para toda humanidade, encontra-se em franca rota de extinção, por força e obra nossa, de nossa insensibilidade, irresponsabilidade, de saber da importância da preservação desse nosso bem maior, e simplesmente não fazer nada para preservar. Em uma breve reflexão, não é difícil me penitenciar por tantos erros e descontroles que cometo no manejo da água que me dá vida e conforto no meu cotidiano, não é difícil perceber o quanto estamos sendo irresponsáveis com as nossas vidas e principalmente com a vida dos nossos herdeiros dessa terra, porém refletindo sobre o assunto, não consigo entender o quanto o poder público brinca com esse tema que no meu entendimento, deveria ser uma prioridade de qualquer esfera de governo.

Agora há pouco, me deparei com pessoas promovendo uma manifestação pela falta de água em suas residências, pessoas essas, que sem o entendimento da força que tem, resolvem fechar uma rodovia e interferir no direito de ir e vir de milhares de pessoas, tentando fazer com que os governantes ouçam o que elas têm para dizer. Causa-me espanto, saber que ser ouvido, também é um direito garantido por nossas leis, agua é um direito fundamental que a natureza nos proporcionou com abundância, para que pudéssemos garantir nossa sobrevivência, porém, infelizmente nada disso acontece da maneira que deveria acontecer. Para um cidadão conseguir ser ouvido e ter os seus direitos básicos garantidos, percebeu que só gritando teria uma mínima chance, por outro lado, os nossos governantes só fazem o que é de obrigação fazer, quando alguém grita para ser ouvido, então ele percebe que é bom para a imagem política fazer alguma coisa! E ficamos assim, um grita para ser ouvido, outro espera alguém gritar para dizer que ouviu.

Lembro que a nossa cidade é rica em águas, temos nascentes, cachoeiras e cascatas por todos os lados, e infelizmente por irresponsabilidade “nossa” estamos morrendo de sede.

O fato é que estamos falando de água, consequentemente de vida. E com vida, meus amigos, não se brinca! Recebemos como herança do nosso criador a Terra, “nosso valioso Planeta água!”

Robson Pereira
Conheça o perfil pessoal de nosso colunista ou outros artigos publicados por ele
Clique Aqui