JORNAL MILENIO VIP

Colunistas - Mauri Vieira

O filho

Publicado na edição 150 de Junho de 2015

Gerado num ato de amor ele é um pedaço de nós. O seu nascimento muda completamente o ritmo, os hábitos, o comportamento e passa a ser o centro das atenções, não só dos pais mas de toda a família. O FILHO nos faz planejar tudo em função de seu futuro. Pensamos, agimos, planejamos tudo para que ele cresça saudável, estude, seja, enfim, um grande homem.

Acreditamos que nossa felicidade, nossa alegria e nosso encanto aumentam à medida que vão passando os dias, os meses e os anos e O FILHO vai, na medida de seu crescimento, tomando decisões próprias, ganhando, liberdade, conquistando espaços, procurando se firmar na sociedade, nos ambientes sociais, profissionais até que conquista independência nos orgulhando em todos os sentidos. Esse é O FILHO. Alguns seguem caminhos tortuosos causando, angústia, sofrimentos, decepções, mas ainda é O FILHO. Não adianta acusá-lo, condená-lo, prende-lo, pois nada fará com que uma mãe aceite e deixe de amá-lo ou esquecer que ele é O FILHO, gerado em seu ventre onde habitou por 9 (nove) meses.

O que nunca esperamos é que numa manhã, numa tarde ou numa noite uma notícia inesperada que O FILHO nos deixou, de forma inesperada. E aí. O mundo desaba sobre nossa cabeça. E perguntamos: como, logo meu FILHO, tão jovem, cheio de vida, com um futuro brilhante, nunca fez mal a ninguém.

Meu irmão, minha irmã, nossa mente por mais que tentamos jamais alcançará o significado de tudo isto. Acredite o Senhor nos conforta o Senhor tem o domínio sobre todas as coisas. Com certeza ele conforta cura, ameniza o sofrimento. Ele não determina que irá partir deste mundo primeiro, mas a todos ama e por amor leva-nos para junto de ti. Lembre-se todos estamos aqui por empréstimo por um período que não sabemos. 

Sou pai de 3(três) filhos e me solidarizo com todos que, de uma forma ou outra ficou sem O FILHO. Em minhas orações não me esqueço de pedir por todos os filhos e de todos os pais que se separaram e sentem a dor da separação.

Seja um incentivador da vida, use o seus sofrimentos para fortalecer os mais fracos que, por algum motivo não conhecem a Deus. Jamais você irá esquecer que ficaste sem O FILHO, porém aprenderá a viver com sua ausência E VIVERÁS COM A SAUDADE. TENHA E JAMAIS PERCA A FÉ.

Mauri Vieira do Nascimento

 

 

Mauri Vieira
Conheça o perfil pessoal de nosso colunista ou outros artigos publicados por ele
Clique Aqui