JORNAL MILENIO VIP

Colunistas - Robson Pereira

O extremismo

Publicado na edição 156 de Dezembro de 2015

Nos últimos dias nos deparamos com algumas notícias que nos deixaram perplexos, tamanha a agressão à vida humana! O extremismo se dá quando terroristas com ideologias religiosas ainda fazem o que faziam ao longo de nossa história. Na verdade, só os nomes mudam, porém nada mais é que uma incansável luta pelo PODER, o mal que move o mundo! Não diferente, o extremismo se dá, quando traficantes promovem verdadeiros massacres diariamente, incansavelmente para obter domínio, e conquistar poder. O extremismo também se dá, quando o capitalismo impera, o dinheiro é o grande objetivo, e lugares inteiros são varridos do mapa por irresponsáveis que deixam de fazer a sua parte, e tragédias como a que aconteceu em Minas Gerais, com o rompimento de uma barragem de uma mineradora, que aliás, na nossa história, por conta também de mineração, levaram tudo que podiam de Nossas Minas Gerais.  Extremismo se dá, quando representantes Públicos desviam tudo que podem, tirando de nossa população sofrida, qualquer possibilidade de uma vida digna e justa. Extremismo é ver merenda escolar sendo desviada, alimentos, remédios e livros estragando em depósitos públicos, enquanto milhares de brasileiros vivem abaixo da linha da miséria, alunos estudando sem uniformes e livros, e sem nenhuma força para aprender, porque em todo o dia, a única alimentação que ele poderia ter, infelizmente não teve. E o amor ao próximo? Porque não é levado ao extremo? O respeito ao Patrimônio Público? A ética, moral, será por que, também não são levadas ao extremo? Não dá para pensar no mundo ideal, quando infelizmente, a cidadania, o respeito às leis, a ordem e as pessoas não são levadas ao extremo. Não posso pensar em mudar coisa alguma, quando não lembro de chegar ao extremo que é tão simples que chega a me causar irritação, pois, infelizmente ainda cometemos o extremo erro de não fazermos simplesmente a nossa parte, sem cometer outro erro mais extremo ainda:  achar que não vou fazer a minha parte somente porque o outro não fez a dele.

Errar ao extremo é acreditar que podemos mudar a nossa realidade, sem mostrar as nossas crianças, os verdadeiros valores, que é o que realmente importa. Entre esses valores, levá-los a conhecer Deus, mostrar-lhes os valores de uma família e a extrema importância da Educação como agente de transformação de uma sociedade.

 

Robson Pereira
Conheça o perfil pessoal de nosso colunista ou outros artigos publicados por ele
Clique Aqui