JORNAL MILENIO VIP

Colunistas - Izaura Hart

ENCONTRO DIÁRIO COM JESUS

Publicado na edição 91 de Maio de 2009

Aquela mãe dedicada e amorosa de quatro filhos já adultos e formados, conversava comigo entristecida, fazendo-me também chorar com a sua história.
Seu filho mais velho, depois de ter sido o mais “paparicado” pelos pais, tios e avós, pela própria condição de ser o primeiro, casou-se e deu umas “cabeçadas” feias, impróprias para a educação que recebeu e, como não obteve apoio para suas falhas por parte de seus pais, embora continuassem a amá-lo e a recebê-lo com todo carinho em sua casa, foi abandonada por ele, sob a alegação de que sua família consangüínea havia morrido e que ele não queria saber mais de ninguém.
Esta mulher, inteligente, prendada e trabalhadora pelo BEM na Terra, todos os dias pela manhã ora e abençoa o filho ingrato, mentaliza rosas e as entrega ao filho esquecido dos seus deveres...

Bendita mulher essa que ama apesar da ingratidão, que perdoa apesar da dor que lhe impõe o filho ingrato!...
Assim são muitas mães que caminham anônimas pelas ruas, muitas profissionais, outras voluntárias em obras de caridade e outras apenas dentro de seus lares! Verdadeiras heroínas escondendo no peito a grande dor da ingratidão de seus filhos!

Lembrando o Evangelho Segundo o Espiritismo, quando Allan Kardec coloca no cap. XIV, item 3 : “Ai, pois daquele que olvida o que deve aos que o ampararam em sua fraqueza, que com a vida material lhe deram a vida moral, que muitas vezes se impuseram duras privações para lhe garantir o bem estar.”
Nesse mês de maio, quando a s mães são mais homenageadas, queremos reverenciar as mães sofridas, dos filhos presidiários, dos filhos viciados, dos filhos corruptos, dos imprudentes e dos filhos ingratos, como a que foi citada no início.
Não se atormentem. Tenham fé de que Maria a Mãe Amorosa e Meiga do Rabi da Galiléia não as abandona um só instante! Ela vela por todas as mães e principalmente por aquelas que trazem no peito uma dor constante por um filho que esqueceu sua responsabilidade!

Deus abençoe todas as MÃES da Terra!

Izaura Hart
Conheça o perfil pessoal de nosso colunista ou outros artigos publicados por ele
Clique Aqui