JORNAL MILÊNIO VIP - VIDA EM SOCIEDADE

Colunistas - Elaine Ferreira

VIDA EM SOCIEDADE

Publicado na edição 91 de Maio de 2009

Na sociedade, o comportamento do ser humano pode gerar uma série de situações. Algumas problemáticas, outras agradáveis. Estudos psicológicos mostram que o sentimento de confiança faz bem. Eles provam que, ao contrário do que sempre se falou, é bom se orgulhar de si mesmo e de suas conquistas. Tradicionalmente tido como uma emoção muito individualista, o amor-próprio tem sido avaliado como um sentimento importante e um protetor natural de si mesmo. Um claro e atual exemplo é o do artista plástico Max, vencedor da nona edição do Big Brother Brasil, exibido pela Rede Globo. A auto-estima do participante não o impediu de se tornar milionário.

A pesquisa revela que há dois tipos de orgulho: um é a soberba, em que a pessoa se sente superior aos outros. O outro é o autêntico, que está ligado às realizações pessoais, motivado pela sensação de dever cumprido. Outra característica do orgulho bom, afirmam os estudos, é a capacidade de inspirar e motivar outras pessoas que estão à sua volta.
As expressões de orgulho transmitem aos outros a impressão de sucesso, o que melhora o status social no grupo. Uma das coisas que diferenciam o orgulho bom do ruim é a postura que se tem com o próximo. O orgulho positivo reconhece o valor das coisas, não se acha superior ou com maiores direitos do que os outros. O perigo do orgulho é deixar se tornar arrogância. E a presunção torna a vida em sociedade ainda mais difícil.

Estudos, palestras e reportagens, sobre o assunto, são transmitidos na mídia diariamente, ou seja, conselhos não faltam para que o homem tenha uma agradável convivência com o seu próximo.

Aqui vão algumas dicas para você continuar melhorando sua rede de relacionamentos:
......• Amplie seus horizontes. Não se atenha às pessoas de sua atividade profissional ou de sua área. Trave conhecimento com profissionais dos mais diversos setores, em todos os níveis hierárquicos. E não se acanhe em avisar que deseja ter uma rede das mais ecléticas.
......• Defina seus objetivos. Se as pessoas de sua rede podem ser ecléticas, seus objetivos não.
......• Seja paciente.
......• Vá aos eventos sozinho. Já está comprovado de que quem freqüenta os lugares sozinho conhece mais gente do que aquele que vai acompanhado.
......• Formule sua apresentação de 15 segundos. Quando alguém lhe perguntar “o que você faz” ou “por que você veio aqui”, saiba o que responder em não mais do que 15 segundos.
......• Retribua sempre. Ou melhor, dê até mesmo antes de receber. Oferece ajuda a quem pode lhe ajudar. E se souber de informação que interesse a alguém de sua network, avise. Assim, você sempre será lembrado.
......• Mantenha contato constante, mesmo que seja para dizer “oi” pelo msn.

Fonte: http://www.mulherdeclasse.com.br/redeRelacionamentos&Tecno.htm

Elaine Ferreira
Conheça o perfil pessoal de nosso colunista ou outros artigos publicados por ele
Clique Aqui