Colunistas

MAURI VIEIRA

Contador

ESTA CIDADE É MINHA, ESTA É A MINHA CIDADE (Edição 160)

Nela nasci, cresci, estudei, me profissionalizei, constituí minha família, nela trabalhei durante 42 anos, montei uma empresa onde meus filhos trabalham e tenho um imenso orgulho de ser MAGEENSE.

VEJA BEM, VEJA MUITO BEM, O QUE COMEMORAR? MAGÉ – 451 ANOS (Edição 158)

Na matéria que escrevi nos 450 anos que tínhamos muito que comemorar, onde falei dos nossos sonhos. Agora quero informar, VEJA BEM, VEJA MUITO BEM, temos novidades que nos trazem novas esperanças, novas expectativa. Senão vejamos: Tivemos mudanças no

2016, O QUE COMEMORAR, COMEMORAR O QUE? (Edição 157)

A meu ver não temos muita coisa prá comemorar, pois o que, na verdade, mudou foi um número, sai o 5 entra o 6. Mas vamos manter a esperança, o otimismo que são marcas de nós brasileiros.

VAMOS AJUDAR A PRESIDENTA A SALVAR O BRASIL SEM AUMENTAR IMPOSTOS (Edição 154)

Em números redondos 54.000.000 (cinquenta e quatro milhões de brasileiros/petista votaram nela.

O FILHO (Edição 151)

Gerado num ato de amor ele é um pedaço de nós.

O FILHO (Edição 150)

Gerado num ato de amor ele é um pedaço de nós.

MAGÉ - 450 ANOS O QUE VAMOS COMEMORAR (Edição 150)

Temos muitas coisas a comemorar e, comemorar muito.

REFLEXÃO DA VIDA (Edição 148)

Chegamos ao início de mais um ano. Um sem muitas perspectivas, cheio de incertezas, teremos vitórias, derrotas, alegrias, tristezas, momentos felizes e não muito felizes.

FÉ E ESPERANÇA (Edição 144)

A FÉ E A ESPERANÇA caminham juntas e devem fazer parte na vida de cada um de nós.

FALANDO SÉRIO (Edição 142)

Tenho feito muitas brincadeiras com a finalidade de alegrar, um pouco, meu povo, minha gente.

OBRAS NA BARBUDA (Edição 141)

Tenho conversado muito com moradores do bairro barbuda e ouvido muitos questionamentos e reclamações sobre as obras prometidas e não realizadas, embora tenha placa afixada no bairro a meses.

PIORANDO O QUE JÁ ERA RUIM (Edição 139)

É inegável que ADMINISTRAR é uma arte, um dom, uma demonstração de vontade de mostrar capacidade e competência do ADMINISTRADOR.

CIDADE ÚNICA, ÚNICA CIDADE. (Edição 137)

Você pode não acreditar, não conhecer, não morar nela, não trabalhar nela, mas ele existe.

DIA DE FINADOS (Edição 136)

Durante toda minha vida ouvi várias interpretações, histórias, ditos populares, ser este dia o dia dos mortos. Etc..

TRISTE DESTINO DE UMA CIDADE DA REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO (Edição 133)

Existe na região metropolitana do Estado do Rio de Janeiro uma cidade cujo nome inicia-se co a letra “M”. Em sua história foi governada por três prefeitos com nomes iniciados pela letra “J”.

É FÁCIL DIFICULTAR E DIFÍCIL FACILITAR (Edição 130)

Em toda minha vida profissional deparei com várias situações de dificuldade nos órgãos públicos. Travei batalhas com alguns sucessos e insucessos.

O SORRISO (Edição 129)

A mais linda das expressões facial pode ser e significar alegria, felicidade, prazer em te ver, te ouvir, enfim o SORRISO não tem nenhuma contraindicação.

O HOMEM (Edição 128)

Criado para dominar a terra, principal criação de DEUS, com total domnio sobre as criaturas, com o dever de promover a ordem, proteger a natureza, ser e fazer o semelhante feliz com total liberdade.

QUAL É A CHAVE, QUAL É O SEGREDO? (Edição 127)

Que abre as portas do crescimento, do desenvolvimento, dos investimentos dos governos federais, estaduais e municipais. Precisamos descobrir e urgente.

A SOBERANIA DE UM POVO (Edição 126)

Hoje temos que nos curvar a este dito popular. Muitos haverão de dizer: será que esse povo tem razão?

O HOMEM E SUA ATITUDES (Edição 124)

No Brasil, separa-se as atitudes do homem na vida pessoal e na vida pública, como se uma coisa nada tivesse a ver com a outra...

CONVITE (Edição 123)

Meu irmão, minha irmã mageense, quero, neste momento, CONVIDÁ-LO(A) a fazer uma profunda reflexão no cenário politico de nossa cidade.

SEM NWNHUM SENTIDO (Edição 122)

447 anos de puro atraso, não aguentamos mais tanto desmando, vamos aproveitar a chance que deixamos escapar em 1996 e 2004.

UMA COISA É UMA COISA OUTRA COISA É A MESMA COISA (Edição 121)

Nossa democracia é, sem dúvida, ultra moderna, permite a todos os políticos exercer um mandato ou mandado, como queira, sem mudar absolutamente nada.

MANDATO OU MANDADO (Edição 120)

Estamos num ano eleitoral, dentro de, aproximadamente, 4 meses iniciar-se-á a corrida ao voto.

O HOMEM NO PODER OU O PODER NO HOMEM? (Edição 119)

Muitos acreditam não haver diferença, outros dizem que para se conhecer o homem bastam lhe dar poder, outros acham que com poder o homem se modifica etc...

A VERDADEIRA GRANDE FAMÍLIA (Edição 118)

Como definir uma grande família? Podemos definir pelo sobrenome, por um grupo de pessoas, pelos feitos, pelos não feitos, pela história de antepassados etc...

O CRÍTICO OMISSO (Edição 117)

Toda crítica construtiva é sadia, serve de alerta, serve de repensar atos e medidas, pode ajudar nas decisões e até de postura.

MINHA CIDADE MINHA VIDA (Edição 116)

O amor que sinto por esta cidade e tão grande que, eu mesmo, não consigo medir.

MAGÉ, DE QUEM É A CULPA? (Edição 115)

Tenho recebido vários E-mails falando sobre Magé. Alguns de socorro, elogios, críticas, malhação e até pejorativos.

O POVO DE MAGÉ (Edição 114)

Quando todo mundo acreditava que os COZZOLINOS, com a máquina na mão, novamente conseguiria ludibriar O POVO DE MAGÉ, se deram mal.

MINHA TERRA TERÁ PALMEIRAS? (Edição 113)

Bem, o que tudo indica terá sim, palmeiras representadas por EDUCAÇÃO, SAUDE, EMPREGO, SANEAMENTO E TUDO MAIS.

MINHA TERRA NÃO TEM PALMEIRAS E NEM CANTA O SABIÁ (Edição 112)

Estamos as véspera de mais um ano de emancipação política.

UMA GRANDE FESTA NO CÉU (Edição 101)

Uma homenagem do Grupo de Cursilho São José a Leonil Ayres Corrêa (LILI)

O BOMBEIRO MILITAR (Edição 100)

Na função que exerce, o seu desempenho supera toda e qualquer expectativa. Sua dedicação surpreende até àqueles que o comanda.

10 ANOS DO NOSSO MILENIO VIP (Edição 99)

A dez anos nascia o nosso MILENIO VIP, o nosso jornal GENUINAMENTE MAGEENSE. A filha realiza um sonho da sua mãe, a NOSSA POETISA RISOLETA.