Colunistas

ROBSON PEREIRA

Robson Pereira de Mello, casado um filho de sete anos, Mageense de fato e de cora√ß√£o. Vive e luta pelas melhorias sociais da cidade em que nasceu formado em Hist√≥ria e P√≥s-Graduando em Hist√≥ria da √Āfrica, Cultura Afro-Brasileira e Ind√≠gena . Militante incondicional pela educa√ß√£o do nosso estado e um apaixonado declarado pela hist√≥ria de Mag√©.

O EXTREMISMO (Edição 156)

Nos √ļltimos dias nos deparamos com algumas not√≠cias que nos deixaram perplexos, tamanha a agress√£o √† vida humana! O extremismo se d√° quando terroristas com ideologias religiosas ainda fazem o que faziam ao longo de nossa hist√≥ria.

UM GRITO DE SIL√äNCIO (Edição 154)

Estamos caminhando para o final do ano de 2015, a cada segundo que se passa, percebemos o quanto o mundo se moderniza, o quanto as tecnologias avançam

O QUE √Č EDUCA√á√ÉO? (Edição 152)

Educação é o ato de educar, de instruir, é polidez, disciplinamento.

QUEM √Č BOM √Č LIVRE, AINDA QUE SEJA ESCRAVO. QUEM √Č MAU √Č ESCRAVO, AINDA QUE SEJA LIVRE. (Edição 150)

Peguei-me lamentando as dificuldades que a vida nos imp√Ķe, principalmente quando nos deparamos com tamanha injusti√ßa social vivenciada todos os dias.

UM DOCUMENTO PARA A HIST√ďRIA (Edição 149)

Refletindo sobre o atual Momento Pol√≠tico que o Brasil vive, por uma feliz coincid√™ncia recebo de uma tia um impresso transcrito do Jornal √öltima Hora, na data de 24/08/1954, ofertado pela GR√ĀFICA UNI

TERRA, PLANETA √ĀGUA? (Edição 148)

¬ď√Āguas que nascem das fontes, serenas do mundo e que abrem um profundo grot√£o / √Āgua que faz inocente riacho e des√°gua na corrente do ribeir√£o¬Ē. (Guilherme Arantes)

ENT√ÉO √Č NATAL (Edição 147)

Eu sempre acreditei no milagre do Natal em minha vida e na vida das pessoas.

√Č NECESS√ĀRIO ACREDITAR QUE √Č POSS√ćVEL MUDAR (Edição 134)

Não podemos mais nos acomodar diante dos problemas, não dá mais para ver o mundo desabar ao nosso redor e dizer que isso não é conosco.

S√ď O REI MIDAS TINHA O PODER DE TRANSFORMAR TUDO O QUE TOCAVA EM OURO (Edição 121)

A realidade do nosso município está longe de ser comparada com a lenda do Rei Midas que enfeitiçado por um estranho poder, em que tudo o que tocava se transformava em ouro.

DIGNIDADE N√ÉO TEM PRE√áO (Edição 120)

Quando aceitei o desafio de participar do grupo que hoje governa esta cidade, firmei internamente um compromisso de me manter íntegro e coerente com meus próprios atos.

SONHAR N√ÉO CUSTA NADA (Edição 119)

O que nos move √© o sonho, e esse custa muito pouco. Mag√© neste carnaval fez muita gente voltar a sonhar, sonhar o sonho do Pierr√ī, do Arlequim e da Colombina.

PARECE F√ĀBULA, MAS √Č A MAIS PURA REALIDADE (Edição 118)

Em alguns momentos me reporto à ficção, ou às fábulas para tentar entender o que passa na cabeça da nossa população

O MENESTREL (Edição 117)

Estive nos √ļltimos dias pensando na vida, refletindo sobre o que est√° acontecendo no meu dia-a-dia, na vida do meu Pa√≠s, e na vida da minha cidade.

TODO CIDAD√ÉO √Č UM EDUCANDO E UM EDUCADOR (Edição 116)

N√£o viemos ao mundo s√≥ para sobreviver. Do nascimento ao √ļltimo dia da vida de cada cidad√£o, temos um dever expl√≠cito de educador.

DATAS PARA N√ÉO ESQUECER! (Edição 115)

O onze de setembro para o mundo e o primeiro de janeiro de 2005 para Magé.

O PRIMEIRO DIA DO RESTO DE NOSSAS VIDAS (Edição 114)

Uma sensação jamais vista. A esperança vence o medo e a tristeza deu lugar à alegria. Magé jamais será a mesma depois desse 31 de julho de 2011.

¬ďO PONTAP√Č DO DIABO JOGA A GENTE NO C√ČU¬Ē (Edição 113)

Eu sempre acreditei que pud√©ssemos tirar li√ß√Ķes das adversidades da vida...

COLOQUE AMOR EM TUDO QUE FAZ... (Edição 112)

Coloque amor em tudo que faz... deixe transparecer essa intenção e lhe garanto, tudo vai caminhar bem.

SEM O SACRIF√ćCIO DA BUSCA, N√ÉO H√Ā ALEGRIA NA VIT√ďRIA! (Edição 110)

Nessa matéria quero falar da capacidade que cada um tem na realização de seus objetivos. Quero lembrar que, todo ser humano nasce dotado de inteligência e capacidade de adaptação.

CONTRA A FOR√áA DOS FUZIS E DAS DROGAS, A EDUCA√á√ÉO √Č ARMA MAIS EFICAZ! (Edição 108)

Em todas as mat√©rias que foram publicadas nas edi√ß√Ķes anteriores do Mil√™nio, falei de Liberdade, falei de Corrup√ß√£o, falei dos nossos direito e da import√Ęncia do voto.

UMA LUZ NO FIM DO TUNEL (Edição 107)

Em uma data importante para a mudança de rumo de nosso país, infelizmente nos deparamos com pessoas brincando,quando na verdade deveriam estar estudando qual a melhor opção de voto.