JORNAL MILÊNIO VIP - Mageenses comemoram 158º aniversário da primeira ferrovia do Brasil

Notícias

Mageenses comemoram 158º aniversário da primeira ferrovia do Brasil

Mais de mil pessoas estiveram presentes hoje, 29 de abril, para comemorar os 158 anos da 1º Estrada de Ferro do Brasil, na estação Guia de Pacobaíba, no 5º distrito de Magé. O aniversário foi lembrado com a apresentação da Orquestra Aquarius, que tocou músicas da atualidade e também o hino municipal e nacional. Alunos de escolas da rede municipal fizeram declamações de poesia e se apresentaram com um pequeno teatro, fazendo alusão à época do império. A banda marcial da E.M. Paulo Freire tocou para as autoridades presentes e encantou a todos com o “parabéns” para Baroneza, maria fumaça que era usada para transporte de pessoas.

A Marquesa de Viana Francisca Chaves e o Marques de Viana Eduardo André Chaves, trineta e tetraneto de Irineu Evangelista de Souza, o Barão de Mauá, participaram da comemoração e falaram sobre a importância da revitalização. “Ficamos muitíssimos sensibilizados e comovidos com a festa, ainda mais com o bicentenário do Barão chegando, que será ano que vem em dezembro. Temos certeza que até lá vamos poder ver a Baroneza voltando à ativa”, afirmou o Marques.

O presidente do Movimento de Preservação Ferroviária (MPF), Vitor José Ferreira comentou sobre o projeto de revitalização da ferrovia. “Essa é a ação mais importante dentro da área, a revitalização é o projeto mais importante que hoje temos no Brasil. Para nós é uma alegria muito grande saber que essa estrada de ferro poderá voltar a funcionar”, disse Vitor José.

Albertino Miguel, 91 anos, trabalhou 36 anos como ferroviário, e uma das suas funções foi comandar a Baroneza em suas curtas viagens da Guia de Pacobaíba até a estação de Vila Inhomirim. O ex-maquinista falou sobre a sua vida durante a época em que trabalhou na estrada de ferro e disse estar muito feliz com a chegada da réplica da sua antiga ferramenta de trabalho. “Fiquei muito emocionado em rever velhos amigos, estou muito feliz por saber que a estrada será revitalizada. Ficaria horas falando sobre minhas viagens a bordo da Baroneza”, comentou emocionado.

O secretário de Transportes do Estado, Júlio Lopes esteve na estação para trazer boas notícias, além de parabenizar o governo municipal pela festa. “Para todos nós é muito importante participar de um evento como esse, e antes de qualquer coisa quero parabenizar o prefeito e toda sua equipe pela realização de um trabalho maravilhoso. Juntamente com o governador, vamos construir um parque temático aqui e estamos fazendo tudo que está ao nosso alcance para trazer o transporte aquaviário para Magé. Esse é um pequeno passo para a recuperação dessa cidade”, afirmou o secretário.

O prefeito Nestor Vidal falou á comunidade sobre a comemoração e a importância do evento para a população mageense. “Essa festa de hoje significa tudo aquilo que estamos fazendo para devolver a cidadania para o povo de Magé, com muito suor e trabalho, estamos fazendo o melhor para todos”, concluiu o prefeito.

Guia de Pacobaíba como polo cultural

Membros da Associação dos Engenheiros Ferroviários (AENFER) e da Associação Mútua Auxiliadora dos Empregados da Estrada de Ferro Leopoldina prestigiaram o evento que também comemorou o recebimento da réplica da Baroneza. O coordenador de patrimônio histórico e artístico da Fundação Educacional e Cultural de Magé, Thiago Souza afirmou que assim como a réplica, a estação também vai ficar sobre a responsabilidade da instituição. “Nós vamos fazer da estação um centro de memória, em parceria com o MPF”, disse o coordenador.

O secretário de Esporte, Turismo, Lazer e Terceira Idade, André Vinicius Gomes da Silva, comentou que o projeto é fazer da área em torno da estação um polo cultural para Magé. “Nosso objetivo é capacitar e qualificar moradores do município para trabalhar nesse polo cultural que estamos propondo para funcionar aqui na Guia de Pacobaíba. Queremos que a população participe em 100% da formação desse futuro ponto de recebimento de turistas de toda a parte do Brasil e faremos isso em parceria com as Secretarias de Meio Ambiente e Trabalho e Renda”, disse o secretário.

Cleber Ronaldo da Silva, morador e membro da Associação Fluminense de Preservação Ferroviária (AFPF), coordena e toma conta da estação há 3 anos, disse que esse projeto de revitalização trará muitos benefícios para toda população mageense. “Nós moradores estamos de braços abertos para esse projeto, pois ele vai trazer muitos benefícios para Magé e será uma revolução na economia, na educação e na cultura do município”, concluiu Cleber.

Secretaria de Educação promove concurso cultural

Alunos da rede municipal de educação receberam os prêmios do concurso cultural realizado pela Secretaria de Educação, das mãos da secretária Sandra Britto. Ao todo foram 12 ganhadores divididos em duas modalidades, desenho e redação, que foram participar também da festa para a primeira ferrovia do Brasil.

Foram duas categorias, com três ganhadores em cada modalidade. Alunos a partir da educação infantil participaram dessa iniciativa da secretaria com o objetivo de mostrar a importância história de Magé para as crianças e adolescentes de todo o município.

Todos os vencedores receberam um ingresso com direito a acompanhante para visitar o Cristo Redentor. O prêmio foi uma doação feita pelo diretor do Trem do Corcovado, Sávio Nunes, que também fez a doação da réplica da Baroneza para o município. 

Entrega do Vale Social é feita em clima de comemoração

Além da comemoração em função dos 158 anos da 1ª Estrada de Ferro do Brasil, o dia também foi de festa para seis portadores de deficiência e doenças crônicas que receberam o vale social, que permite que eles usem o transporte público.

Roselita Moreira Lopes tem 46 anos, é deficiente visual e auditiva e faz tratamento no Hospital Miguel Couto, no Rio. “O benefício é pouco para comprar medicamentos, roupa e comida e ainda pagar a passagem. Os médicos atendem no Miguel Couto, mas os exames são feitos em lugares diferentes e agora com esse cartão será ótimo porque vai sobrar um dinheirinho a mais para comida e roupas”, animou-se Roselita.

O prefeito Nestor Vidal foi quem fez a entrega dos cartões e comentou sobre a chegada do benefício para a população mageense. “Um país não se torna rico, se os benefícios que são de direito do povo, são partilhados com eles”, concluiu o prefeito.

O Vale Social é um direito do cidadão fluminense garantido por lei pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, através da Secretaria de Estado de Transportes. Com ele, adultos e crianças portadores de deficiência física, visual, auditiva e mental, bem como de doenças crônicas que estejam em tratamento, têm direito à gratuidade em barcas, metrô, ônibus e vans intermunicipais e trens. Menores de idade e adultos incapazes de se locomoverem sozinhos, sejam eles deficientes ou doentes crônicos, têm direito à gratuidade também para um acompanhante. 

Para adquirir o Vale Social, a pessoa precisa se dirigir a Secretaria de Transportes localizada na Avenida Automóvel Club, 1503, Piabetá, com os seguintes documentos:

- Laudo Médico no Cadastro da SETRANS
- 1 Foto 3x4
- Cópia da Carteira de Identidade
- Cópia do CPF
- Cópia do Comprovante de Residência

Em caso de menor de idade ou adulto incapaz: cópia da certidão de nascimento + documento do responsável. Qualquer dúvida entrar em contato com a Secretaria de Transporte através do telefone 3656-0200.

Fotos