JORNAL MILÊNIO VIP - Magé realiza oficina sobre Plano de Saneamento Básico

Notícias

Magé realiza oficina sobre Plano de Saneamento Básico

Segundo levantamento da OMS e da UNICEF, o Brasil é o 9° colocado no ranking mundial da “vergonha”, porque 13 milhões de habitantes no país não têm acesso a banheiro. Esse foi um dos temas abordados na Oficina de Trabalho realizada para dar início ao Plano Municipal de Saneamento Básico de Magé, que tem o objetivo de alavancar os recursos básicos para os investimentos em obras de saneamento. Serão organizados vários encontros e oficinas até que seja realizada a audiência pública que irá finalizar a etapa.

O Secretário Municipal de Meio Ambiente, Leandro Vidal, falou sobre a importância do plano: “É muito importante essa iniciativa. Todo o Brasil sofre com os resultados de um crescimento desordenado. Magé também sofre com isso, mas temos muitas fontes de água, e não podemos mais desperdiçar ou utilizar de maneira inadequada. Apesar da abundancia que temos, não é infinita. Então precisamos trabalhar para parar de poluir”, disse o secretário.

O Plano Municipal de Saneamento Básico é uma exigência legal da Lei Federal 11.445, de 2007, para aquisição de recursos para realização de melhorias e expansão nos sistemas de abastecimento de água, esgotamento sanitário, resíduos sólidos e manejo das águas de chuva, segundo a apresentação realizada na oficina. Metade da população brasileira tem acesso a rede de esgoto, e cerca de 1/3 do esgoto no País é tratado, segundo o Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS).

Foram criados grupos de trabalho e apresentadas as demandas e potencialidades do município. A oficina contou com palestras de Glória Conforto, da MPB Saneamento, Eloísa Torres, da SEA-RJ (Secretaria de Estado do Ambiente), e Pedro Pequeno da AGENERSA (Agência Reguladora de Energia e Saneamento Básico).