JORNAL MILENIO VIP

Notícias

Câmara Municipal de Magé votou e aprovou projetos depois de discussão polêmica no plenário.

Publicado na edição 145 de Outubro de 2014

Os projetos aprovados incluem a criação do Conselho Municipal de Ação Social, Implantação de Propaganda de Trânsito pela melhora da mobilidade Urbana e Aumento de 30% para subsecretários do Município.
 
A Câmara Municipal de Magé, em sessão ordinária desta quinta-feira, 09-10, aprovou três projetos de lei, em regime de urgência, encaminhados pelo prefeito municipal.
Dentre os pedidos de urgência, além da criação do Conselho Municipal de Ação Social, necessário ao andamento de projetos do poder Executivo, foi aprovado o projeto 014-2014, que implanta a gestão de infra-estrutura de mobilização urbana.
 
O terceiro projeto aprovado pelo poder Legislativo, um aumento de 30% para os sub secretários, causou discussão na casa de leis que defende o aumento de forma generalizada, como implementada no poder legislativo, de autoria do presidente Rafael Tubarão, que ajustou o salário de todos os servidores, sem preterir cargos ou função.
Depois de esclarecida a medida, que todos terão o aumento, revistos e aprovados sistematicamente em cada caso, foi possível aprovar a medida pela maioria dos vereadores presentes.
 
“Trata-se de uma casa onde a discussão é justamente o exercício pleno do princípio democrático, buscamos esclarecimentos e ponderamos cada proposta antes de aprovarmos quaisquer medida, que só é aprovada quando a maioria opta por deferir a favor ou contra, uma questão de consenso entre os pares desta casa.” Afirmou o vereador Geraldão.
A casa de leis municipal é um fórum de discussão de pontos de vistas polêmicos por excelência, todavia as divergência vão se alinhando a medida que esclarecidos os pontos e encontradas saídas e ajustes que atendam os pleitos da maioria, que pelo processo mais amplo de democracia é aprovado ou não. A participação dos munícipes no acompanhamento dessas medidas é primordial, pois ajustam e colaboram para priorizar o interesse da população e acaba por proporcionar direção aos encaminhamentos de projetos para melhoria da qualidade de vida da cidade.