JORNAL MILENIO VIP

Notícias

Quem é Bruno Lopes?

Publicado na edição 153 de Setembro de 2015

Com a proximidade das eleições municipais, BRUNO LOPES, afilhado do falecido Prefeito Nelson do Posto, chega para resgatar a tradição de gestão de seu padrinho.

1 - Quem é Bruno Lopes? 
Bruno Lopes:
Sou um empresário do ramo de Administração e Consultoria, formado em economia, trabalho com gestão de pessoas e negócios há vários anos, prestando serviços para as mais variadas empresas e prefeituras pelo Brasil afora. Sou casado, pai de família, e sou afilhado político do Falecido ex-prefeito Nelson do Posto. E cresci vendo meu padrinho Nelson do Posto trabalhar muito por Magé e por Guapimirim. E em seu último mandato como prefeito pude ajudá-lo em sua administração, deixando marcada na história da cidade seu legado de homem público correto, íntegro e com visão desenvolvimentista. 

2 - Apesar de prestar serviço em várias prefeituras do Brasil, você nunca se afastou de suas raízes, pois você tem a honra de manter viva a herança política do saudoso Nelson do Posto, e, além disso, você ainda mantém seus laços em Magé e Guapi. Porque isso? 
Bruno Lopes:
Aprendi com o Nelson do Posto que devemos ter nossas raízes e nunca nos esquecermos de quem somos de verdade, por isso nunca me afastei de Magé e nem de Guapi. Amo essas duas cidades e durante toda minha vida estive me preparando para quando chegar a hora poder trazer para Magé e Guapi tudo que aprendi ao longo dos anos de convivência com Nelson do Posto e tudo que aprendi sobre gestão. Minha família tem raízes profundas aqui nessa região, e por isso, depois de realizado em minha vida pessoal e financeira, creio que devo  contribuir para que a região se desenvolva de verdade. 

3 - Você fala que a região precisa desenvolver de verdade. Como o Senhor esta vendo as gestões de Magé e Guapi? 
Bruno Lopes:
Gestão? Que gestão? Não existe gestão! Desafio qualquer membro desses dois governos me apresentarem um único proj eto de desenvolvimento para as duas regiões que seja de própria autoria. Não os projetos de verba carimbada do Governo Estadual ou Federal. Ninguém vai me trazer nada, sabe por quê? Porque não existe! O que existe são projetos pessoais, onde os gestores querem garantir seu futuro e por isso não querem nem saber do povo. As obras de verbas carimbadas demonstram a total incompetência desse governo, pois obras de verbas carimbadas como PAC dos Bairros como Lagoa, Mundo Novo, Barbuda, entre outros, encontram-se paradas. Eu não preciso de nada disso! Já sou realizado financeiramente, e adquiri experiência em gestão pública tanto estudando, quanto no dia a dia, por isso, juntei tudo que aprendi de gestão e conhecimento político para um dia poder ajudar Magé e Guapi. 

4 - O senhor está se candidatando a Prefeito de uma dessas cidades? 
Bruno Lopes: Ainda é muito precoce afirmar isso, ainda não é o tempo. Na verdade fui convidado por muitas lideranças da cidade e do Estado para vir candidato à Prefeito nessas duas cidades, e se for da vontade de Deus, serei candidato em Magé, até porque tenho um tio, chamado Zózimo do Posto, que já está no cotidiano de Guapi, e se tivermos que escolher um nome lá, seria o dele com certeza. Falando sobre uma possível candidatura da família do posto nas duas cidades, recentemente estivemos com o senador Aécio Neves, do PSDB, e ele afirmou o compromisso de apoiar essas possíveis candidaturas, garantindo a sua presença inclusive, tanto em Magé quanto em Guapi. Além dele, Andréia Zito, Otávio Leite, Luis Paulo Correia da Rocha entre outros estão empenhados diuturnamente para construir a candidatura própria do PSDB em Magé e em Guapi, bem como o diretório municipal de Magé, na figura de seu presidente Edivar Tavares, ex-secretário do Município e o Vereador Carlinhos da Ambulância, entre outros. 

5 — Segundo informações, o Senhor já veio candidato antes e o resultado não foi o que esperava, o que aconteceu? 
Bruno Lopes:
Quero agradecer por esta pergunta, assim posso falar um pouco mais de minha história política. Fui candidato a Deputado Federal, inclusive fiz dobradinha com a Renata do Posto, quando ela foi eleita Deputada Estadual, mas apesar da expressiva votação, não foi suficiente para garantir minha eleição. Em 2012 fui candidato a vereador no Rio de Janeiro, porém, logo no início da campanha, tive um problema de saúde muito sério com um primo meu, e entre a família e uma campanha, escolhi ficar com minha família naquele momento difícil, e abandonei minha campanha logo no início. Fiquei até surpreso com o resultado, pois mesmo abandonando a campanha e saindo da cidade para socorrer meu familiar, ainda assim obtive boa votação 

6 — Pelo que entendemos, o Senhor é filiado ao PSDB, do Senador Aécio Neves. O Senhor acha que a escolha pelo PSDB pode influenciar numa possível candidatura ao Executivo Municipal? 
Bruno Lopes:
Claro que acho que faz a diferença. Está tudo muito claro aí! Veja como estão as coisas no cenário Nacional, partidos históricos como o PT e o PMDB estão com integrantes de alto escalão envolvidos em esquemas de corrupção. Mensalão, operação Lava Jato, entre outras, enquanto isso, apesar de ter sido candidato à Presidência da República no ano passado, o Senador Aécio Neves teve suas contas aprovadas pelos Tribunais competentes. 

7 - Porque acha que as cidades de Guapi e Magé podem comprar essa pretensa candidatura? 
Bruno Lopes:
porque a família do Posto sempre se notabilizou por cuidar das pessoas e cuidar das cidades. Meu padrinho, Nelson do Posto, até hoje, mesmo após tanto tempo de seu falecimento, ainda é referência de gestão na região, porque era competente e humano. Trabalhou muito pelo povo. Para nós da família ficou esse legado, essa obrigação de não deixar tudo que ele construiu ir por terra por administrações sucessivas, desastrosas e com fortes indícios de corrupção e que jamais tiveram o bem estar do povo como norte, como objetivo final deles. 

Tenho esse compromisso moral com minha família e com o nome do meu padrinho, temos sim essa pretensão em construir uma candidatura, mas existe o respeito pelas pessoas do partido em Magé e em Guapi, onde temos grandes quadros em nosso partido e que com certeza juntos faremos uma construção de uma região muito mais rica e próspera. Meu nome está em discussão no partido, tenho o apoio da Deputada Andréia Zito, do Deputado Otávio Leite, do Senadores Aécio Neves, Aloísio Nunes, Flexa Ribeiro e José Serra, e hoje também contamos com a simpatia e o apoio do vereador Carlinhos da Ambulância, que vem lutando bravamente contra essa administração, no mínimo, desastrosa em Magé. 

Além disso, toda vez que caminho nas ruas de Magé 
encontro pessoas pedindo pra família do Posto voltar, que as pessoas eram bem tratadas e hoje nem recebidas na prefeitura são mais, como se o prefeito não fosse um servidor do povo. UMA VERGONHA!

Mas se Deus quiser vamos mudar esse quadro, vamos construir um novo projeto para Guapi e Magé juntos. Temos muitas coisas em vista, e com certeza vamos ter muito mais para contribuir com a construção de uma candidatura majoritária nessas cidades.