JORNAL MILÊNIO VIP - Profissionais da rede municipal participam de cursos de capacitação no Cepta

Notícias

Profissionais da rede municipal participam de cursos de capacitação no Cepta

Publicado na edição 153 de Setembro de 2015

Aprender as técnicas de compostagem, o manuseio correto de sementes e mudas e o sistema adequado de plantio e colheita de hortaliças orgânicas (sem agrotóxico) foram alguns dos tópicos do curso de capacitação dos monitores do Programa Mais Educação que trabalham com as oficinas de hortas escolares na rede municipal de ensino, em Magé.

O evento, administrado no Centro de Pesquisa e Treinamento Agroecológico (Cepta), no distrito de Rio do Ouro na manhã desta quarta-feira (10), reuniu professores, monitores e até moradores da região rural, que foram divididos em três grupos por funcionários da Secretaria de Agricultura e da Emater.

Para o secretário de Agricultura, Aloisio Sturm, ações desse porte tem como objetivo criar um ambiente positivo dentro das unidades de ensino.

“Esse evento tem uma importância muito grande para os profissionais que trabalham diretamente com as hortas escolares. Eles poderão passar adiante o que aprenderam aqui para os alunos e esses podem replicar o conhecimento adquirido para os pais. A produção orgânica deve ser multiplicada e Magé é um município perfeito para a expansão desse cultivo”.

Durante a capacitação, na aula de compostagem, Maria do Socorro Santos Gisetere, que trabalha com a horta da Escola Municipal Délio Pereira Sampaio, no bairro Barbuda, se manteve atenta às técnicas apresentadas.

“Esse curso será muito útil para nós que trabalhamos com a horta escolar. Muitas vezes temos dúvida sobre o que fazer com o resto de alimentos. Hoje estou aqui aprendendo que existe uma maneira simples de reaproveitar as sobras”, disse ela.

Vale citar que se a lógica do reaproveitamento fosse colocada em prática de maneira eficaz, a quantidade de lixo que circula em caminhões em todas as cidades do país poderia cair pela metade, já que estudos apontam que 51% do montante que chega atualmente aos aterros brasileiros são constituídos de matéria orgânica.

A coordenadora do sexto distrito, Soninha de Magé, também participou do evento e salientou a importância desses cursos ministrados para os profissionais da área de educação.

“Sempre é válido termos o conhecimento prático das técnicas. E isso tudo gera um sistema multiplicador, com professores, monitores, alunos e seus pais envolvidos nas oficinas das hortas escolares dentro das unidades de ensino da rede municipal. Aprender nunca é demais e esse evento já tirou nota 10. Parabéns para todos os envolvidos”, afirmou ela.

O monitor da horta escolar da Escola Municipal Elza Teixeira de Paiva, no bairro Jardim São Paulo, Jefferson Marcelino Ferreira, aprovou a iniciativa.

“Muito válido estar aqui hoje e poder aprender um pouco sobre compostagem, plantio e colheita de produtos orgânicos. Aprendi também como eliminar lagartas da minha plantação, e isso foi ótimo”, completou.

Fotos: Marcelo Dias

 

Fotos