JORNAL MILÊNIO VIP - Prefeitura investe mais de R$ 3 milhões em equipamentos para saúde

Notícias

Prefeitura investe mais de R$ 3 milhões em equipamentos para saúde

Publicado na edição 153 de Setembro de 2015

A Prefeitura de Magé investiu mais de R$ 3 milhões em compra de equipamentos de última geração para os Hospitais Geral, em Magé, e Hugo Braga, em Piabetá, e ainda mais três unidades de Pronto Atendimento e a Policlínica de Santo Aleixo. Além de melhorar a qualidade no atendimento médico, o investimento tornará mais eficaz o monitoramento do paciente. O Hospital Geral também irá abrir um Centro Cirúrgico até o final do ano. 

Os investimentos na saúde atendem uma determinação do prefeito Nestor Vidal em 
tornar a saúde pública municipal na melhor possível. Cerca de 56 equipamentos como monitores multiparâmetros, respiradores, desfibriladores, incubadoras neonatal, mesa ginecológica, detectores fetais, monitores cardiotocografo, aparelhos de ecodoppler e ultrassonografia, ventilador pulmonar, ventilador neonatal, ventilador pulmonar de transporte e kit cpap nasal adulto, entre outros já estão sendo usados no atendimento da rede pública de saúde.

Outro grande projeto que já tem data para iniciar suas atividades é o Centro Cirúrgico. 
A previsão é que até dezembro deste ano o Centro Cirúrgico esteja funcionando para casos de baixa e média complexidade. Todos os equipamentos já foram comprados e irão ocupar duas salas no Hospital de Magé. O espaço terá capacidade para realizar cerca de seis cirurgias diárias. 

Também em fase de implementação está a linha de cuidado do infarto agudo do 
miocárdio (IAM). Há uma ala sendo preparada para atender especificamente casos desta natureza. A iniciativa é fruto da implementação da política nacional do governo federal e com a prefeitura.

A Secretaria Municipal de Saúde também está informatizando todos os PSF’s aderindo 
ao sistema E-SUS. Na pratica significa que todo cidadão que for atendido no posto de saúde poderá emitir seu cartão do SUS no local. Cerca de 62 computadores estão sendo enviados para as unidades e inseridos no sistema. 

Atualmente o município conta com 62 leitos de internação, sendo deste total 21 para 
retaguarda clínica de urgência e emergência adulto e 14 de retaguarda clínica de urgência e emergência pediátrica. Todos implantados pelo atual governo.

De acordo com o secretário de Saúde, Sidney Cerqueira, a maior transformação 
realizada pelo atual governo foi a regularização de todas as pendências como implantação de leitos, compra de equipamentos, alimentação de sistema de gestão, indicadores assistenciais, reorganização da rede definindo o perfil de cada unidade entre outras ações.