JORNAL MILENIO VIP

Notícias

Alunos da rede municipal recebem prêmios

Publicado na edição 156 de Dezembro de 2015

A melhora significativa nos níveis educacionais das escolas de Magé está rendendo frutos. Vinte e seis estudantes foram premiados na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) e a Olimpíada Brasileira de Matemática (OBMEP). O evento da entrega de medalhas e monção honrosa aconteceu na sede da Secretaria de Educação, com a presença do prefeito Nestor Vidal. 

Na OBA, foram conquistadas sete medalhas de ouro, cinco medalhas de prata e sete medalhas de bronze. Pela Obmep, seis alunos foram contemplados receberam menção honrosa e uma medalha de bronze. As escolas envolvidas foram a Escola Municipal Dr.Getúlio Vargas, a Escola Municipal Alzira Vargas do Amaral Peixoto e Escola Municipal Professor Roseni dos Santos Silva.

“Temos que priorizar a educação como um referencial. Se perdemos algum jovem ou criança, que deixa de frequentar o colégio, isso significa que falhamos em algum momento. A educação funciona como a principal válvula de entrada em um mundo melhor. Com isso, teríamos pessoas mais reflexivas e que transformariam esse país em um lugar melhor. Mas, nesses momentos, eu enxergo um caminho melhor e quero, em nome de cada mageenses, agradecer e parabenizar vocês por estas conquistas”, disse Nestor Vidal se referindo aos alunos premiados.

A secretária de Governo, Soninha, destacou as dificuldades de cada aluno para ganhar o prêmio.

 “Temos que batalhar muito para ganhar uma premiação. E vocês são campeões por terem conseguido chegar nesse patamar. Estudei em escola pública e sei como é bom ter o seu esforço reconhecido. Fico feliz por todos vocês e espero que outros alunos possam seguir esse exemplo”.

A secretária de Educação, Angela Lomeu, afirmou que independente da cor da medalha, todos os alunos premiados são vencedores.

“Fico muito orgulhosa de saber que esses meninos e meninas se esforçaram e conseguiram alçar essas premiações. Esse é um momento único para todos vocês. Não importa a cor da medalha ou o tamanho da premiação, todos vocês conseguiram ser os melhores entre os melhores. Se orgulhem disso e sejam uma referência para os seus colegas. Tenho certeza que daqui sairão futuros professores, doutores, que contribuirão muito para construir um país melhor”, completou.

Sobre o OBA e OBMEP 

A Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica é coordenada por uma comissão formada por membros da Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) e da Agência Espacial Brasileira (AEB). A maior parte dos recursos para realização dos eventos são provenientes do CNPq, CAPES e MEC.

Em 2015, a OBA reuniu 838.156 estudantes e 63.726 professores de todo o país, distribuídos por 9.552 escolas.  Em comparação ao ano anterior, houve um importante aumento de 10% na quantidade de alunos e escolas participantes.

Atividade do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa/MCTI), a Obmep visa incentivar o estudo da matemática nas escolas públicas e revelar talentos. Iniciada em 2005, a Olimpíada é promovida com recursos do Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Ministério da Educação (MEC).