JORNAL MILENIO VIP

Notícias

Secretário e mais dois são detidos em eleições para prefeito de Magé

O chefe da segurança pública de Magé e outras duas pessoas foram detidas nas novas eleições para prefeito no município. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o responsável pela segurança da cidade, um policial militar conhecido como Renatinho, foi pego com uma arma e dinheiro. Ainda de acordo com o TRE, outro dos detidos fazia boca de urna e o terceiro foi pego circulando com um carro de som no município.

O pleito é marcado pela cassação dos mandatos de Núbia Cozzolino e Rozan Gomes, prefeita e vice-prefeito eleitos em 2008, que foram condenados por abuso de poder político e econômico e uso indevido de meios de comunicação. Cinco urnas apresentaram defeito e foram substituídas.

O TRE-RJ chegou a pedir a ajuda do Exército para o trabalho de fiscalização das eleições, o que acabou não acontecendo. Polícias Civil, Militar, Federal e Rodoviária Federal acompanham o pleito.

Os eleitores comparecem às urnas desde as 8h para definir os novos prefeito e vice, após a cassação de Núbia Cozzolino e Rozan Gomes.

Há seis chapas inscritas para a disputa em Magé, que ocorrerá até as 17h:

PCdoB - Ezequiel Siqueira da Conceição (prefeito) e Maria das Graças Melo de Souza (vice-prefeita);

PSOL - Octaciano Gomes Ramos (prefeito) e Thelma Regina Lodi Castro (vice-prefeita);

PPS - Genival Ferreira Nogqueira (prefeito) e Eduardo Domingos Marques (vice-prefeito);

PT - Álvaro Alencar de Oliveira Rodrigues (prefeito) e Gutemberg Oliveira de Assunção (vice-prefeito);

Coligação "Magé para os Mageenses" (PTdoB e PTC) - Werner Benites Saraiva da Fonseca (prefeito) e Valdeck Ferreira de Mattos da Silva (vice-prefeito);

Coligação "Magé no rumo certo" (PMDB, PSDB, PSL e PSC) - Nestor de Moraes Vidal Neto (prefeito) e Cláudio Ferreira Rodrigues (vice-prefeito).